Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Outubro 2012 [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Pedro Augusto de Araújo Sampaio (Pedro Sampaio)


A belíssima casa de 3 andares de Pedro Sampaio. Ficava no cruzamento da Guilherme Rocha com Avenida Filomenos Gomes. Jacarecanga - Álbum Fortaleza de 1931

Pedro Sampaio era filho do Major Pedro de Araújo Sampaio e Dona Helena de Sousa Sampaio. Nasceu em Fortaleza a 21 de Maio de 1884, batizou se na Freguesia de São José a 15 de Agosto do mesmo ano, sendo seus padrinhos o Tenente-Coronel Felippe de Araujo Sampaio e sua mulher Dona Jesuína Bastos Sampaio e crismou-se no Palácio Episcopal a 26 de Maio de 1885, sendo seu padrinho o Barão de Studart.

A casa de Pedro Sampaio foi construída em 1929

Iniciou seus estudos no Colégio do Cônego Liberato Dionísio da Costa. Foi matriculado no curso integral do Liceu do Estado em 1898, e, feitos todos os preparatórios bacharelou-se em ciências e letras em 1904.


Praça Fernandes Vieira (Hoje Gustavo Barroso - do Liceu). Foto em direção ao norte, vendo-se a bela residência de Pedro Sampaio. No lugar, agora tem um bloco de apartamentos. A rua à esquerda é a Filomeno Gomes. O ano dessa foto é entre 1940 e 1943 - Arquivo Nirez

Partindo para a Bahia em Abril do mesmo ano, matriculou-se na Faculdade de Medicina onde fez o 1 º e 2 º ano. Matriculando-se na Faculdade de Medicina do Rio, para onde seguiu a 28 de Junho de 1906, concluiu os estudos em Dezembro de 1909, tendo sempre notas distintas e plenas. Defendeu tese  que foi aprovada com distinção  a 28 e recebeu o grau a 29 de Março de 1910. Versou sua Dissertação sobre "A Zona de Alarme no diagnostico precoce da tuberculose pulmonar." —1910. Rio de Janeiro.


O bloco de apartamentos que fizeram no lugar da casa, recebeu o nome de Ed. Pedro Sampaio.

O passado e o presente

Seguiu a 4 de Abril para a Cidade de Turvo no Estado de Minas Gerais, contratado como médico da Estrada de Ferro de Sapucaí.
Tendo voltado ao Ceará, foi por algum tempo professor interino do Liceu e Médico Adjunto da Repartição de Higiene.
Casou a 21 de Maio de 1913 com Dona Núbia Bayma, filha do negociante de Fortaleza, Zacharias Bayma.


Ed. Pedro Sampaio no Cruzamento da rua Guilherme Rocha com Avenida Filomeno Gomes. Detalhe para a visão da janela que fica para a avenida.

Diccionario Bio-bibliographico Cearense - Barão de Studart

Fatos Importantes na vida desse grande e renomado médico:

Sede do Ideal no bairro Damas - Arquivo Nirez

15/junho/1931 - Reunião funda o Ideal Clube, que teria sua instalação a 07/09 e sede inaugurada em 03/10.
Na Ata de fundação Luís Gonzaga Flávio da Silva vendia seu sítio nas Damas em suaves prestações para nele ser construída a sede do clube.
A primeira diretoria do clube foi eleita nessa primeira reunião, ficando assim constituída: Presidente: Pedro Augusto de Araújo Sampaio (Pedro Sampaio); Secretário: Clóvis de Alencar Matos (Clóvis Matos); e tesoureiro: Raul Conrado Cabral (Raul Cabral).

O clube foi organizado por Pedro Augusto de Araújo Sampaio (Pedro Sampaio), que foi o primeiro presidente, Luís Gonzaga da Silva, Joaquim Markan Filomeno Gomes, Raul Cabral, Meton de Alencar Gadelha (Meton Gadelha), Maximiano Leite Barbosa Filho, José Meneleu Filho e Fernando de Alencar Pinto (Fernando Pinto).
A repercussão foi tamanha que logo surgiu uma nova marca de cigarros, a Ideal Clube onde sua sede na Avenida João Pessoa nº 4898 aparecia no verso e anverso, fabricados por A. Beleza & Cia Ltda.
Depois, aproximadamente em 1932 teve uma sede na Rua Tabajaras, nº 505, que era a chamada de "Filial da Praia", e por fim a atual sede, na Avenida Monsenhor Tabosa nº 1381, na Praia de Iracema, em prédio projetado pelo arquiteto Sylvio Jaguaribe Ekman.

21/Fevereiro/1932 - Em assembleias gerais realizadas a 19 e nesta data, é eleito o seguinte Conselho Diretor do ‘Clube 3 de Outubro’: - Cap. Roberto Carneiro de Mendonça, Cap, Olímpio Falconière, Dr. Faustino Nascimento, Ten. José Varonil de Albuquerque Lima, Ten. Jeová Mota, Ten. Carlos Cordeiro, Ten. Severino Sombra, Drs. João de Carvalho Góis, César Campeio, Vóssio Brígido e Pedro Sampaio.

10/Junho/1932 - Isento do imposto de transmissão de propriedade o terreno a ser adquirido pelos Drs. João Otávio Lobo, Lineu Jucá e Pedro Sampaio, para construção de um Sanatório.

18/Agosto/1934 - Banquete, no Ideal Clube, em homenagem ao Interventor Carneiro de Mendonça, com a presença do Embaixador José Américo. Fez o oferecimento da festa o Dr. Pedro Sampaio.

22/Junho/1935 - Na Confeitaria Cristal, numerosos médicos oferecem um jantar ao Dr. João Otávio Lobo, por sua nomeação para a diretoria da Saúde Pública. Fez o oferecimento do ágape o Dr. Pedro Sampaio.

08/Setembro/1935 - Falece, em Fortaleza, D. Maria da Assunção Bayma, esposa do comerciante Zacarias Bayma e sogra do Dr. Pedro Sampaio.

19/Outubro/1935 - Nas sessões do 1° Congresso Médico Cearense apresentaram trabalhos os drs. Antônio Justa, Carlos Ribeiro, Melo e Silva, Bonifácio Paranhos da Costa, César Cais, Miguel Rodrigues de Carvalho, Jurandir Picanço, Pedro Sampaio, Hugo Firmeza, Ivan Porto e Virgílio de Aguiar.

30/Junho/1936 - Consorciam-se, em Fortaleza, o médico paraense Dr. Alberto Pinto Leite e a senhorinha Cármen Sílvia Sampaio, filha do Dr. Pedro Sampaio.

06/Outubro/1938 - O Dr. Pedro Sampaio, na série de palestras médicas, aborda o tema ‘Educação sexual’.

05/Agosto/1939 - Como representantes do Ceará no Congresso Médico Amazônico, seguem de avião para o norte do País os Drs. César Cals, Pedro Sampaio e Jurandir Picanço.

18/Setembro/1944 - Inauguração dos melhoramentos da Santa Casa de Misericórdia, resultantes do êxito da Campanha da Boa Vontade. Discursam os Drs.
Olívio Câmara, Miguel Martins e Pedro Sampaio, bem como Monsenhor Otávio de Castro, que oficiou na bênção.

19/Outubro/1945 - Transcorre o centenário de fundação do Liceu do Ceará, hoje Colégio Estadual. Em sessão magna discursam o aluno Francisco Porfirio Sampaio, o Prof. Hermenegildo Firmeza e, em nome dos ex-alunos, o Dr. Pedro Sampaio.

21/Março/1950 - Organiza-se em Fortaleza o diretório estadual do Partido Trabalhista Nacional, tendo sido escolhido presidente o Dr. Pedro Sampaio.


25/julho/1950 - O Tribunal Regional Eleitoral - TRE manda registrar, no dia 25 de julho de 1950, a Comissão Executiva Estadual do Partido Trabalhista Nacional - PTN, assim constituída: Presidente: Pedro Augusto de Araújo Sampaio; 1º vice-presidente: Paulo de Melo Machado (Paulo Machado); 2º vice-presidente: Marcelo Gentil Porto; 3º vice-presidente: Carlos Pompeu Gurgel do Amaral; secretário geral: Joaquim da Silveira Marinho; 1º secretário: Carlosnaik Jurandir Alencar; 2º secretário: Antônio Botelho Filho; 1º tesoureiro: Pedro Tibúrcio da Frota; 2º tesoureiro: José Marinho Sampaio; 1º procurador: Alberto Melo; e 2º procurador: Vicar Parente de Paula Pessoa.

30/Maio/1957 - Conferência, na Casa de Juvenal Galeno, do Dr. Pedro Sampaio sobre usos e costumes do Chile, que ultimamente havia visitado.


Túmulo do famoso médico cearense e de sua esposa Nubia Bayma no Cemitério São João Batista - Foto de Raimundo Gomes

27/abril/1967 - Morre em Fortaleza o médico Pedro Augusto de Araújo Sampaio (Pedro Sampaio), aos 84 anos incompletos.
Era tisiologista e foi um dos fundadores do Sanatório de Messejana e do Ideal Clube.
Nascera em Fortaleza, em 21/05/1884.
Existem em Fortaleza duas ruas com seu nome (Rua Dr. Pedro Sampaio), uma no loteamento Outeiro e outra no Passaré.

Ruas que homenageiam o médico: 





Fontes:  Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) de 1957/1958/1959/1960/1963/1966/1991 e Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo

sábado, 27 de outubro de 2012

Chegadim


Coisas há que o tempo não leva. Não consegue fazê-las esquecidas. Em nos dando a observar, vemos as simples firmarem-se resistentes.
Os desejosos de transportarem-se à meninice, independente da idade, conseguirão. Bastam encontrar-se com o João Soares. A viagem de retorno ao passado inicia-se em sua residência, rua Princesa Izabel, prosseguindo até o bairro Dionísio Torres. No tilintar para uns e no melodiar para outros, ele, com o triângulo e o batedor de ferro alegra a todos nas andanças diárias.

Com seu instrumento musical de origem africana, usual no folclore português e em conjuntos de forró verdadeiro, cria sons cadenciados e chamativos. Enquanto a percussão faz-se com o batedor tocando no triângulo, o sincronismo dá-se, simultaneamente, com o abrir e o fechar da mão que o segura. Daí, a sonorização aberta, com maior sustento, ou fechada. É o anunciar do vendedor de chegadim.

Faltou somente, entre os toques, o cantarolar de antigamente: 

“Chega! Chega! Chegadim! Chega mais um ‘bocadim’!”.

O vendedor João Soares - Foto Geraldo Duarte

A lata tubular com tampa, de aço inoxidável, denominada caixa, tem diâmetro de 25 e altura de 70 centímetros. Uma tira de couro fixada nas extremidades, a aselha, permite o transporte a tiracolo. Neste depósito acondicionam-se 60 embalagens de 6 chegadins cada.
Crocante, a iguaria laminar, feita de farinha de trigo, pouco açúcar e água é torrada até o iniciar do douramento.
Seu João, quase cinquentão e sempre sorrindo, há 27 anos vende chegadins pelas ruas da Capital.

Foto Geraldo Duarte

Hoje, deixou-me de mancheia. Junto com minha mulher, tomamos um café donzelo acompanhado daquelas maravilhas de nossas infâncias.


Geraldo Duarte
(advogado, administrador e dicionarista) 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cine Moderno - O primeiro cinema com sonorização



No dia 07 de setembro de 1921, inaugurou, na Rua Major Facundo nº 594, na Praça do Ferreira, o Cine Moderno, do grupo Luís Severiano Ribeiro, com o filme alemão "Carmen", com Pola Negri.

Tinha bonita fachada com duas torres em estilo Neomouro, uma marquise de 1/4 de cúpula em vidro colorido (vitral) sobre a porta principal.


A sala de projeção ficava de frente para a rua, com uma geral ao fundo, tendo antes uma sala de espera bem ornamentada.

As cadeiras, em número de 709, eram sofás confortáveis, de couro preto.
No dia 25 de maio de 1930, o Cine Moderno exibiu seu último filme mudo.

Gif

Ele foi o primeiro cinema de Fortaleza a adotar a sonorização, passando ali a primeira fita com som: Broadway Melody, da Metro Goldwyn, no dia 19 de junho de 1930.
O Cine Moderno foi fechado no dia 21/05/1968 e o prédio foi vendido pelos herdeiros de Plácido de Carvalho, para o comerciante e industrial Edson Queiroz.
Lá foi instalada a loja Samasa que já não existe, dando lugar depois a uma loja de bingos.

Gif
Gif
Cine Moderno em 1932. O fotógrafo estava na Travessa Pedro Borges, registrando o desfile de 7 de Setembro - Arquivo Nirez

Fatos Históricos do cinema:

No dia 15 de outubro de 1924, é lançado no Cine Moderno o filme "Temporada Maranhense de Foot-Ball no Ceará" (1924, 2 atos, realização de Adhemar Albuquerque, com o seguinte conteúdo: Fases dos jogos: Ceará 4 x 2 Maranhenses; Maranhenses 2 x 0 América; Maranhenses 2 x 1 Fortaleza; Guarany 4 x 0 Maranhenses).

Sobre essa estréia, publicou o "Correio do Ceará" (16/10/1924): 


Gif

UM "FILM" CEARENSE 

O "Cine Moderno", exhibiu, na noite de hontem, um "film" cearense, esmeradamente confeccionado, producto exclusivo do esforço louvável, da intelligencia artística e do bom gosto do nosso patrício, o sr. Adhemar Albuquerque. 

Trata-se de uma interessante cinta cinematographica, dividida em 2 partes, da temporada maranhense de "foot-ball", no Ceará, contendo phases dos jogos que se realizaram, flagrantes das archibancadas e do movimento de "torcedores" e gentis "torcedoras" para o "field" da "A.D.C.", no Alagadiço, onde se feriram as pugnas. Há ainda outros aspectos do desembarque dos desportistas visitantes, dos "teams", captains, juizes e auxiliares na temporada. 

As photographias são de todo escellentes. O "film" é nitido, circumstanciado e de passagens bem apanhadas. 

É digno de nota ter sido tal "film" todo e inteiramente confeccionado nesta capital por aquelle nosso conterraneo que se torna, assim, merecedor de encomios. 

A cinta ainda será exhibida no proximo domingo, nos cinemas "Moderno" e "Majestic". 


Gif

Gif

No dia 8 de dezembro de 1925, ainda na fase inicial da produção silenciosa, outra produção do pioneiro Adhemar Albuquerque entra em cartaz no Cine Moderno. Trata-se da película
"O Juazeiro do Padre Cícero e Aspectos do Ceará" (1925, documentário, 5 partes), com reapresentação no mesmo cinema a 11 de fevereiro de 1927. 

A publicidade dizia: 

"Um filme que mostra os costumes do nosso povo, cenas de nossa terra... O Juazeiro- Vistas da Cidade - Dias de feira - O movimento das ruas - O Padre Cícero - Os devotos - A multidão - A excursão Presidencial - Paisagens - Trechos da Viagem - O açude de Cedro - Fortaleza - Panorama da Cidade - A chegada do Padre Macêdo - Ponte de desembarque - Crato - Barbalha - Quixadá, etc." 


Gif

Gif

Ainda no Cine Moderno, Adhemar Albuquerque lançou:
"A Festa no Iracema" (1926, Aba Film, curiosos aspectos das danças na noite de 31 de dezembro) - exibido no em 16/5/1926; "A Indústria de Sal no Ceará" (1926, Aba Film, 1 ato) - exibido a 16/5/26; "A Visita do Dr. Washington Luís ao Ceará" (1926, Aba Film, 2 atos; "completas reportagens cinematográficas da "Aba Film", desde a chegada do vapor "Pará", a estadia e visitas de sua Excia., até ser recebido em Paraíba") - Exibido a 12/10/26; "A Parada Militar de 7 de Setembro" (1926, Aba Film, 1 ato; "23º Batalhão de Caçadores, Polícia Estadual, Colégio Militar, Tiro de Guerra nº 38, Liceu do Ceará, Colégios: Cearense, Castelo, São Luiz, etc.") - A 12/10/26; "Inauguração dos Filtros no Açude do Acarape do Meio para Abastecimento d'água em Fortaleza" (1927, Aba Film, 1 ato, natural) - Moderno, 1/1/28; "O Banquete Oferecido pela Colônia Cearense, no Rio, ao Dr. Matos Peixoto" (1 ato) e "A Visita de S.Excia. Dr. Matos Peixoto ao cais do Porto, no Rio" (1 ato) - exibidos também no Cinema Moderno, a 18/7/28. 


Gif

Gif

No ano de 1928, iniciam-se em Fortaleza, no Cine Moderno, a exibição de filmes à tarde, com o nome de seção "Matiné*".

Outras estreias e lançamentos importantes:

*26/Abril/1930 - No salão do ‘Cine Moderno’, inaugura-se uma Exposição de pintura e escultura da senhorinha Maria Laura Mendes.



*Em 19 de junho de 1930, é inaugurado o cinema sonoro no Cine Moderno, que vinha desde 1921 apresentando fitas mudas, com o filme Broadway Melody, da Metro, no processo Vitaphone.



Os filmes brasileiros e as produções cearenses despertaram ainda mais a atenção do público, quando ocorre a transição do cinema silencioso para o sonoro. A população de Fortaleza é tomada de vivo entusiasmo quando o Moderno, exibe a 29 de novembro de 1931, o filme sonoro "Cousas Nossas" (1931, Byington & Cia., São Paulo, produtor Alberto Byinton Jr., direção Wallace Downey, fotografia Rudolph Lustig e Adalberto Kemeny, som Moacir Fenelon, com Procópio Ferreira. Paraguaçu, Batista Jr., Jaime Redondo, Arnaldo Pescuma, Jararaca e Ratinho, Estefânia de Macêdo, e outros). No ano seguinte ao lançamento desse grande êxito de bilheteria e de crítica que foi "Cousas Nossas", aparece no "Correio do Ceará" (31/3/1933) a seguinte apreciação sobre as realizações brasileiras e da Aba Film, em particular, com algumas expressivas sugestões: 


Gif

FILMS BRASILEIROS 

Todas as vezes que um dos nossos cinemas exhibe um film brasileiro, nota-se pronunciada curiosidade por parte do publico. E mais ainda quando este film foi feito aqui e por gente nossa. 

Há dias o "Cine Moderno" exhibiu uma producção genuinamente cearense, focalisando as installações da grande "Fábrica de Tecidos São José". 

A "Aba Film", que ora inicia uma serie de filmagens de aspectos cearenses, é uma iniciativa que vae obtendo os primeiros successos. Embora os seus films não possuam a nitidez precisa tal a dos americanos, defeito este que de futuro há de ser sanado, contudo ella nos faz prever um futuro promissor a esta industria nova, ainda até hoje cultivada por simples amadores. 

São Paulo, Rio e Pernambuco nos teem enviado, vez por outra, alguns films mediocres, e desses, "Cousas Nossas" e "Campeão de Foot-Ball", duas producções que lograram sucessos, atestam que o genero comico merece as preferencias dos productores principiantes e que ainda não dispõem de recursos technicos aperfeiçoados. 

A curiosidade do publico em ver um film nacional é o índice da preferencia que aos mesmos será dada. 

Os amadores da filmagem, deveriam pleitear do governo viagens de instrucção technica. 

E uma vez habilitados, em conjunto com technicos estrangeiros, puderiam desenvolver uma industria cuja amplitude não se pode prever. 


Gif

Gif

*04/Agosto/1932 - Leonardo Mota inicia, no Cine Moderno, uma série de palestras lítero-humorísticas semanais, na desta data disserta sobre ‘As modas...’

*11/Agosto/1932 - No ‘Cine Moderno’, Leonardo Mota faz uma palestra alegre sobre o tema ‘A desgraça de quem é gordo’.

*18/Agosto/1932 - Nesta quinta-feira, a palestra humorística de Leonardo Mota no ‘Cine Moderno’ foi ‘O Sacramento do Matrimonio’.

*25/Agosto/1932 - Quarta e última palestra lítero-humorística de Leonardo Mota no ‘Cine Moderno’. Assunto: - ‘Os filhos da Candinha...

*08/Setembro/1932 - A pintora conterrânea D. Maria Laura Mendes inaugura uma exposição de telas, no ‘Cine Moderno’.


Gif

Gif


Ao lado, reclame do Correio do Ceará de 06/01/1934.

*16/Maio/1933 - No ‘Cine Moderno’, tem efetividade a 22ª. audição de piano das alunas das professoras Aurélia e Chiquita Menezes.

*Em 22 de setembro de 1933, Estréia "Um Dia no Colégio Militar" (1933, Aba Film, 3 atos, "minuciosos e interessantes").

*
07/3/1934 - Lançamento do filme "O Carnaval no Iracema"(1934, Aba Film, 1 ato; carnaval de 1934 no Clube Iracema) no Cine Moderno.

*01/Agosto/1934 - A pintora Maria Laura Mendes abre uma exposição de telas no ‘Cine Moderno’.

*No dia 15 de outubro de 1934, é exibido no Cine Moderno: "Aba Film 16 - com Os Funerais do Padre Cícero, e vasta reportagem de nossa terra" (1934, Aba Film).


*Em 14 de abril de 1936 é exibido "Baile das Embaixadas do Club dos Diários" (1936, Aba Film, short, 250 metros; "filmado em pleno Carnaval de 1936. Direção de Paurílio Barroso).

*23/Junho/1936 - O pintor gaúcho Miguel de Barros, depois da exposição de telas no Clube Iracema, abre outra exposição de caricaturas no ‘Cine Moderno’.


*26/Março/1937 - Sexta-feira Santa.
No Cine Moderno é exibida a película ‘Servas de Deus’, fumada no Convento do Bom Pastor em Angels, na França.


Gif

Gif

*29/Abril/1937 - Inauguração, no ‘Cine Moderno’ de Fortaleza, das ‘Sessões Femininas’, que se realizam às quinta-feiras e são dedicadas ao belo sexo.

*O Cine Moderno exibe "A Lavoura Mecânica no Ceará" (1935, Aba Film) em 6 de junho de 1937, filme lançado no Rio de Janeiro.

*No Cine Moderno, em 29 de junho de 1937, passou "Irrigações no Ceará" (1935, Aba Film), filme lançado no Rio de Janeiro, no Cinema Glória, em setembro de 1935.


*Em 13 de outubro de 1937 foi exibido "Fortaleza Jornal nº 1" (1936, Aba Film), lançado no Rio de Janeiro, no Palácio, em junho de 1936, e "O Ministro Waldemar Falcão em Fortaleza" (1938, Aba Film, short) - exibido no Moderno em 6 de abril de 1938. 

*O filme "Ceará Hoje" (1935, Aba Filme) passou no Cine Moderno em 22.10.37, filme exibido no Pathé-Palácio, do Rio de Janeiro, em agosto de 1935.


Gif

Gif
No Cine Moderno, durante a projeção restrita do Filme "Lampeão". 

*No dia 02 de julho de 1938, ocorre a exibição especial, no Cine Moderno, da película documentário sobre Virgulino Lampião, realizada pela Aba Film, com orientação de Ademar Bezerra de Albuquerque (Ademar Albuquerque), filmado por Benjamin Abraão.
Na sessão cinematográfica estiveram presentes o capitão Manuel Cordeiro Neto, então chefe de polícia e o capitão Edinardo Weyne, sendo apreendidas todas as cópias por determinação do Departamento Nacional de Propaganda do Ministério da Justiça representado no Ceará pelo Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda - DEIP.


Em Fortaleza, a trajetória do Cine Moderno, que por muito tempo foi point da classe alta local, fechou as portas para que uma loja fosse construída... É inacreditável!

*No dia 21 de Maio de 1968, fecha suas portas, após 47 anos de atividades, o Cine Moderno, da Empresa Luiz Severiano Ribeiro, na Rua Major Facundo, na Praça do Ferreira, exibindo seu último filme, "Paris está em chamas", sendo o imóvel vendido ao comerciante e industrial Edson Queiroz.


Gif
Gif
Crédito-Daholan

*As matinés eram sessões de cinema exibidos durante o dia, embora depois, passaram também a ser exibidas à tarde.

Créditos: Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo, Arquivo Nirez, Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) dos anos: 1955/1957/1958 e 1959 e Site Memória do Cinema 

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: