Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Fazenda Raposa - Maracanaú


Em 1937, a Companhia Johnson estabeleceu uma plantação na região de Maracanaú, chamada Fazenda Raposa para servir como centro de pesquisa do cultivo, extração e refino da carnaúba e outras palmeiras ceríferas.

Lagoa Jupaba - Fazenda Raposa em Maracanaú. Foto: André Francalino


Localizada no quilômetro 10 da CE-065, em Maracanaú, a Fazenda Raposa, também conhecida como o Parque das Carnaubeiras, abriga 17 dos 24 tipos de palmeiras existentes no mundo, possuindo o maior número de espécies do gênero “copernicia” e o maior acervo da América Latina. Tudo isso está a disposição da Comunidade Mundial dos Cientistas numa área que compreende 147 hectares.

Fazenda Raposa em Maracanaú. Foto: André Francalino

O projeto Fazenda Raposa tem suas origens no ano de 1937, com a chegada da multinacional S.C. Johnson & Son Inc ao local. A empresa norte-americana cultivou um centro de pesquisa com palmeiras até junho de 1969.

Em 1970, o terreno onde se localizava o centro de pesquisa foi doado à Escola de Agronomia da Universidade Federal do Ceará (UFC), através de um convênio entre o Governo do Estado e a universidade. Estava criado, então, o projeto Fazenda Raposa. Os objetivos eram valorizar a coleção de “copernicia”, introduzir novas espécies de palmeiras e tentar representar, na área, os diversos ecossistemas do Estado do Ceará.

O projeto prevê espaços de uso comunitário, idealizados pelo paisagista Roberto Burle Marx. Entre eles, estão praças, quiosques, caminhos para pedestres, uma área botânica medicinal e um centro de hortícola para a produção de mudas e sementes. Entretanto, tais equipamentos nunca saíram do papel.

Foto: André Francalino

Depois de passar mais de 30 anos praticamente abandonada, a Fazenda Raposa finalmente se tornará uma realidade. O projeto já dispõe de recursos destinados a sua concretização através de emendas individuais apresentadas ao Orçamento da União por Roberto Pessoa, quando deputado federal (R$ 700 mil) e pelo também deputado federal João Alfredo (R$ 100 mil).

Atualmente não é explorada com atividades produtivas, mas possui um alto valor ambiental, devido a sua exuberante cobertura vegetal. A fazenda possui, ainda, uma coleção de palmeiras do gênero Copernicia, além de carnaubeiras nativas.

Em 04 de setembro desse ano, um incêndio atingiu a reserva ecológica. Grande parte da reserva ambiental de carnaúbas foi atingida pelas chamas. Fogo teve início pela manhã e só foi controlado durante a noite. 

O fogo começou por volta das 9h30min e só foi controlado no início da noite. Foto: O Povo

"De longe, se ouvia o estalo do mato seco sendo assolado pelas chamas. Conforme o vento soprava, o fogo lambia tudo, até se apagar na beira de lagos ou ser contido pelos muros de condomínios residenciais vizinhos. No fim das contas, grande parte da reserva ambiental de carnaúbas, conhecida como Fazenda Raposa, em Maracanaú, foi consumida pelas chamas. O fogo começou por volta das 9h30min de ontem e só foi controlado no início da noite, encobrindo a região com uma densa fumaça. 

“Podemos presumir que houve uma limpeza de terreno com a utilização de queimadas e o fogo acabou se alastrando com a ventania. Mas fogo de ignição espontânea acreditamos que não foi”, disse o tenente Antônio da Silva, do Corpo de Bombeiros. Segundo o militar, que comandou o trabalho de contenção, as chamas se espalharam rapidamente pelo parque, passando de carnaúba em carnaúba, através da copa das árvores.

 Foto: Diário do Nordeste

Um morador da fazenda, entretanto, acredita que o incêndio foi criminoso. “Eu vi um fogo baixo na beira da estrada, por volta das 9h30min, e liguei pedindo para o pessoal apagar. Mas deixe que já tinha fogo do outro lado da reserva também”, disse o aposentado Francisco Rodrigues, 79. “Teve fogo dos dois lados da fazenda. Mais de 80% da reserva foi atingida”, completou outro morador.

Conforme o Major Silva, o trabalho de combate às chamas foi complicado, devido à falta de acesso aos focos de incêndio. Durante a operação, 12 bombeiros atuaram, divididos em quatro viaturas. Até mesmo uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foi utilizada. Mas o fogo só foi controlado durante a noite." 

Matéria publicada no Jornal O Povo

A Secretaria de Desenvolvimento e Controle Urbano de Maracanaú concluiu projetos e orçamentos a serem encaminhados ao Ministério do Turismo para captação de recursos. Cerca de R$ 4 milhões deverão ser investidos em melhoria do parque, como a construção da praça de entrada, estacionamento e abertura de novos acessos com drenagem e pavimentação. A Fazenda Raposa é uma referência mundial por possuir a segunda maior coleção de palmeiras ceríferas da América Latina. A área abriga 17 das 24 espécies existentes no planeta. A Fazenda Raposa pertence a UFC, desde 1970, quando o terreno foi doado pela empresa britânica S. C. Johnson, quando chegou ao fim à produção de cera de carnaúba para exportações.  Luiza Correia

Biodiversidade

Com aproximadamente 147 hectares, a reserva é utilizada por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e também da Universidade Estadual do Ceará (Uece), em razão da diversidade que há no local. 


Créditos: http://www.maracanau.ce.gov.br, http://www.opovo.com.br e http://www.scjohnson.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário