Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Janeiro 2013
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Dia de festa!

Hoje estou muito feliz e orgulhosa, pois o blog está completando 4 anos de muitas histórias e muitos amigos, apaixonados por essa cidade que apesar dos problemas, é linda e merece todo o nosso respeito e o nosso cuidado!

Claro que sozinho, não somos ninguém, e é por isso que hoje, quero fazer um agradecimento especial a vocês, que sempre estão me dando força e me incentivando a continuar nesse trabalho, que apesar de difícil, é muito prazeroso!
Sintam-se abraçados e homenageados!
Quero em primeiro lugar, agradecer aos 1011 seguidores do Fortaleza Nobre:
 
 
Essa postagem é muito especial, pois como solicitei no Facebook, alguns amigos me enviaram fotos bem bacanas, bem a cara do blog:
O amigo Raimundo, além da foto, escreveu um lindo depoimento:
Apesar da festa ser do blog, não posso deixar de agradecer aos amigos da Fan Page Fortaleza Nobre, onde já somos mais de 6.950 e dos 870 seguidores do Twitter!
Obrigada!!!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Farol do Mucuripe - O velho e os novos



Farol em 1940 - Arquivo O Povo

Farol em 1972 - Arquivo O Povo
O velho Farol do Mucuripe é uma construção em alvenaria, madeira e ferro, em estilo Barroco. Uma das mais antigas edificações de Fortaleza. Foi durante muito tempo referência para embarcações que aqui aportavam. O velho olho do mar, como era conhecido, foi desativado em 1957. No período de 1981 a 1982, foi reformado para abrigar o Museu do Jangadeiro, depois Museu do Farol, cujo acervo fazia referência a Fortaleza Colônia. Faz parte do Patrimônio Histórico, sendo um dos mais belos pontos turísticos da cidade. Infelizmente está fechado a visitação e o pior, em péssimo estado de conservação!

Em 17 de agosto de 1826, foi aprovado o plano do Farol do Mucuripe, por D. Pedro, sendo aberto o edital de concorrência a três de novembro, mas a construção só se iniciou em 1840.

O Farol do Mucuripe foi terminado em 17 de novembro de 1846, construído pelos engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo e Luís Manuel de Albuquerque Galvão e do Maquinista Trumbull (Truberel).

Sua localização é Avenida Vicente de Castro s/nº, na Ponta do Mucuripe.

Farol em 1978 - Arquivo O Povo

Farol em 1980 - Arquivo O Povo

Farol em 1981 - Arquivo O Povo

Farol em 1981 - Arquivo O Povo

Farol em 1982 - Arquivo O Povo

No dia 29 de julho de 1871, começou a funcionar o farol giratório do Mucuripe (Farol do Mucuripe), comemorando o aniversário da Princesa Imperial.
O Farol foi mandado construir, em virtude da lei nº 60 de 20 de outubro de 1838. 
O farol tem a localização: Latitude sul 3º, 45'10" e longitude oeste de Greenwich 38º, 35'9".
Sua luz era visível a 24km de distância, piscando a cada minuto.
O foco luminoso elevava-se a 33m26, ao nível da preamar e contava com três faroleiros.


Farol em 1983 - Arquivo O Povo

Farol em 1987 - Arquivo O Povo

O primeiro faroleiro foi João Rodrigues de Freitas.
Foi desativado em 1958, quando foi inaugurado o novo farol.
Abandonado, foi restaurado em 1981/82, pela Divisão do Patrimônio Histórico e Artístico da Secretaria de Cultura e Desporto do Estado do Ceará.

Farol em 1989 - Arquivo O Povo

Farol em 1990 - Arquivo O Povo

Alguns fatos Importantes:
  • 09 - setembro - 1929 - Realiza-se prova de natação do Farol do Mucuripe à Ponte Metálica, saindo vencedor Wandemberg Gondim Colares, seguido de Wilson Amaral, Pedro Araújo e Francisco Conrado da Silva.
Farol em 1991 - Arquivo O Povo
Farol em 1991 - Arquivo O Povo
  • 22 - abril - 1950 - A Imobiliária Antônio Diogo põe à venda loteamento com área de 7km de comprimento por 600m de largura, do Farol do Mucuripe à barra do Rio Cocó, a futura Praia do Futuro.
Farol em 1994 - Arquivo O Povo

Novo Farol do Mucuripe

Novo farol do Mucuripe recém inaugurado. Hoje no entorno
temos o Conjunto São Pedro, Alto da Paz e Morro da Vitória.
Arquivo Nirez
Em 13 de maio de 1958, chega o material para o início da construção do novo farol nas dunas do Mucuripe que substituiria o velho farol. Seu alcance era de 40 quilômetros.

Em virtude do início do funcionamento do novo Farol, cuja inauguração oficial se deu no dia 15 de dezembro de 1958, o velho farol foi desativado.

Inaugurado no alto das dunas do Mucuripe, o Farol Novo já vinha funcionando desde o dia 13, em substituição ao velho Farol do Mucuripe que foi desativado naquele dia.

    Arquivo Nirez
    Farol novo no final dos anos 70. Acervo  F Carlos de Paula
No dia 25 de janeiro de 1959, o velho Farol do Mucuripe, foi objeto de artigo de Gustavo Barroso, que fez revelações sobre as origens daquele ‘baluarte da nossa civilização’. Através dos séculos permaneceu como roteiro aos navegantes no extremo da ‘língua arenosa que avançava para o Atlântico. Não conservou a cor branda de outros tempos, plantado ali como círio devocional’.

Artigo de Gustavo Barroso
Durante a Semana da Marinha, em 12 de dezembro de 1959, era entregue o antigo Farol do Mucuripe, ao Serviço do Patrimônio da União.

Em 25  de junho de 1971, a Capitania dos Portos doa à Prefeitura de Fortaleza, totalmente recuperado, o velho Farol, para ser o Museu do Jangadeiro.


Foto Luan Viana
Um novo farol para o Mucuripe - O Farol do Milênio

Considerado o maior farol tradicional das Américas e o sexto maior do mundo, um novo Farol do Mucuripe foi inaugurado na noite do dia 18 de setembro de 2017. O novo equipamento tem 71,1 metro de altura, permitindo uma maior segurança para a navegação na costa cearense.

A obra foi realizada por meio de parceria público-privada entre a Marinha do Brasil e o Grupo Empresarial J. Macêdo. O novo farol possui sistema informatizado e elevador interno. Com investimento de R$ 5 milhões e localizado em terreno da Marinha, o equipamento já vinha operando desde o dia 19 de julho em fase de testes. 

Foto Luana Viana
O presidente do Conselho de Administração do grupo J. Macêdo S.A., Amarílio Macêdo, destaca que com o aumento do limite de altura, o grupo pode ampliar a capacidade de armazenamento de trigo com a elevação dos silos da fábrica localizada no Porto do Mucuripe. Ele também cita que o novo equipamento é considerado o maior farol tradicional das Américas devido à finalidade náutica. “O farol tradicional é o que existe para facilitar a navegação, tanto das pequenas embarcações quanto dos grandes cargueiros e transatlânticos. O tradicionalismo é porque pode existir farol ornamental e com outras finalidades que não seja a de atender a essa necessidade da Marinha do Brasil”, explica.

Arquivo J. Macêdo
Arquivo Diário do Nordeste
O capitão dos portos do Ceará, Leonardo Salema, cita que o novo farol é três vezes mais alto que o anterior, que fica ao lado da nova construção. 

O novo farol é controlado por um sistema de informática, uma tecnologia nova que não tinha no outro farol, que precisava de uma intervenção humana para acender e desligar. Ele passa a ter sistemas redundantes de controle da sua velocidade e de giro, além de alarmes que vão facilitar a operação do farol.

E o destino do farol antigo? De acordo com o capitão dos portos do Ceará, a Marinha ainda não chegou a um consenso.


Mais fotos do antigo farol (Arquivo O Povo):
Arquivo O Povo - Em primeiro plano, placa de bronze retirada do primeiro andar do Farol. Foto de 2013

Arquivo O Povo - Escadaria que dá acesso à entrada principal do Farol. Foto de 2013

 O antes e o depois do farol

Farol em 1998 - Arquivo O Povo

Farol em 2013 - Arquivo O Povo

Arquivo O Povo - Acesso para o primeiro andar do Farol do Mucuripe. Foto de 2013

Jovens se arriscam em escada enferrujada

Jovens se arriscam no Farol do Mucuripe

Pichações tomam a fachada do Farol

 Vista do farol antes e depois



Fonte: Livro Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo
Jornal O Povo

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: