Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Colégio das Órfãs
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


Mostrando postagens com marcador Colégio das Órfãs. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Colégio das Órfãs. Mostrar todas as postagens

sábado, 8 de dezembro de 2012

Colégio da Imaculada Conceição - Fatos Históricos


Colégio da Imaculada já tinha dois andares nessa foto - Arquivo Nirez



Arquivo pessoal de Erna Verônica


  • 18/Julho/1887- Morre, aos 65 anos de idade, a superiora do Colégio da Imaculada Conceição, irmã Marguerite Bazet (Irmã Bazet). Chegara em Fortaleza no dia 24/07/1865. É hoje nome de rua no Montese.

Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 22/Abril/1888- Funda-se, em Fortaleza, a Conferência da Imaculada Conceição.

  • 23/Fevereiro/1902- Morre, em Fortaleza, aos 60 anos de idade, no Colégio da Imaculada Conceição, a Irmã Vicência, que no século chamava-se Virgínia Machado dos SantosEra mineira de Diamantina.

Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 21/Novembro/1903- Data que marca o dia da inauguração da Igreja da Imaculada Conceição (Igreja do Pequeno-Grande) na Praça Figueira de MeloÉ em estilo neogótico com telhado agudo apoiado em estrutura metálica importada da Bélgica, conforme informa o arquiteto Liberal de CastroA igreja foi construída pelas irmãs francesas que aqui chegaram na segunda metade do Século XX. Vinham como filhas de caridade de São Vicente de Paulo a convite de Dom Luís Antônio dos Santos, primeiro bispo do Ceará. O templo é dedicado a Nossa Senhora do CarmoSua pedra fundamental foi lançada em 1896 pelo Padre ChevalierAs obras se iniciaram no mesmo ano da pedra inicial, mas logo pararam, reiniciando-se em 1898. O templo foi projetado por Isac Correia do AmaralA montagem da parte de ferro esteve a cargo do mestre de obras Deodato Leite da Silva.

  • 25/Março/1930- Inauguração das grandes reformas ocorridas no Colégio da Imaculada Conceição.

  • 04/Junho/1930- Com 2.123 votos, a escritora e estudante Rachel de Queiroz, filha do casal Daniel e Clotilde Queiroz, e aluna do Colégio da Imaculada Conceição, é eleita Rainha dos Estudantes do CearáPrincesas - senhoritas Esther Fiúza, Letícia Ferreira Lima e Neyde Paula Lima Verde.

  • 24/Novembro/1930- Paraninfadas pelo Dr. Menezes Pimentel, são diplomadas no Colégio da Imaculada Conceição as professorandas: Haidée Pontes Vieira (oradora), Rosa do Monte Cumaru, Nair Goiana Sidou, Francisca Batista, Dila Jucá, Alda Pinheiro, Tdalina Fernandes Távora, Nair Teixeira, Felisbela Saraiva, Nilza Mesquita Frota, Anita Fontenele, Iracema Leal, Joanita Figueiredo Sá, Francisca Alves e Maria Neusa Pontes.

Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 07/Abril/1931- Faleceu, no Colégio da Imaculada Conceição, aos 72 anos de idade, a Irmã Josefina, que estava naquele estabelecimento há mais de 50 anos.

  • 02/Fevereiro/1934- Pela manhã, os congressistas visitaram o Colégio da Imaculada Conceição. Às 15 horas, foram recepcionados pelo Interventor Carneiro de Mendonça, depois do que visitaram o Sanatório de Messejana e a casa em que nasceu José de Alencar.

  • 12/Dezembro/1936- 'O Nordeste’ está publicando as palavras que Tristão de Ataíde enviou às professorandas de 1936, do Colégio da Imaculada Conceição, na qualidade de seu paraninfo.

  • 03/Janeiro/1937- No salão nobre do Colégio da Imaculada Conceição, o Pe. Huberto Rohden faz uma conferência sobre ‘O Divórcio’.

  • 04/Julho/1939- Morre, no Colégio da Imaculada Conceição, a Irmã Germana, aos 55 anos de vida religiosa no Ceará.

  • 15/Agosto/1940- O Colégio da Imaculada Conceição festeja o 75º aniversário de sua fundação (Bodas de Diamante).

Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 05/Dezembro/1940- Paraninfadas pelo jornalista Luís Sucupira, recebem diplomas de professoras, no Colégio da Imaculada Conceição, as senhorinhas Maria Iracema Gurgel Nogueira (oradora), Maria Carolina Cruz Andrade, Maria Lucila de Sousa Montenegro, Maria Laura Melo Machado, Rita Susana Siqueira, Maria José Macedo, Margarida Maria Oliveira, Lais Gentil Aguiar, Geraldite Costa Lima Ferreira, Maria Campos Menescal, Rosalina Nepomuceno, Maria Neísse Studart Montenegro, Maria Loura Melo Machado, Rita Susana Siqueira, Maria José Gentil Costa Sousa, Edméa de Alencar Arrais, Estelinha Nunes Cavalcante, Gerarda Castro e Silva, Maria Nilce Costa Lima Ferreira, Maria Sofia de Abreu Memória, Isa Dantas Morais, Iolanda Dias, Maria Forte da Silva, Maria Franklin de Andrade, Maria de Lourdes Evangelista, Rita Vieira, Cármem Gentil de AguiarNilda de Lucena Lopes, Luíza de Menezes Campos, Maria Antonieta Santiago Galeno, Maria Augusta Guimarães, Maria Roseli Sales, Maria Alice Alves, Maria do Carmo Ramos Lima, Maria Assunção SousaJulieta Alves TimbóMaria Juraci Campeio Bessa e Zilda Alexandre de Sousa.

  • 07/Dezembro/1941- Distribuição de diplomas de professoras às alunas que, este ano, concluíram o curso no Colégio da Imaculada Conceição.

  • 07/Dezembro/1942- No Colégio da Imaculada Conceição, 57 concludentes do curso recebem diplomas de professoras.

Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 13/Outubro/1943- Num festival do Colégio da Imaculada Conceição, o Dr. Mozart Pinto Damasceno faz sugestiva conferência sobre a ópera ‘O Guarani’.

  • 12/Abril/1944- A Associação Cultural Franco-Brasileira homenageia o Cel. Otávio Paranhos com um festival no Colégio da Imaculada Conceição. Oradores, o Pe. Dr. Misael Gomes e o Dr. Mozart Pinto.

  • 24/Agosto/1953- Morre, em Fortaleza, a Irmã Simas, da Congregação das Filhas de São Vicente (Irmãs de Caridade), que vinha exercendo há anos a função de diretora do Colégio da Imaculada Conceição.

  • 02/Maio/1955- O Colégio da Imaculada Conceição comemora as bodas de prata religiosas de sua superiora, a Irmã Lima.

  • 23/Junho/1965- O presidente Castelo Branco, participa, pela manhã, das comemorações do centenário do Colégio da Imaculada Conceição; inaugura, à tarde, a Praça Universitária; preside ao lançamento da edição centenária de ‘Iracema’ e assiste, à noite, no Teatro José de Alencar, à co-encenação da ‘Valsa Proibida’.


Arquivo pessoal de Erna Verônica

  • 23/Novembro/1965- Encontra-se em Fortaleza, para ministrar no auditório do Colégio da Imaculada Conceição, um curso de 4 dias sobre História Social do Brasil, o Prof. Pedro Calmon, reitor da Universidade do Brasil.

  • 28/Maio/1972- Com o apoio dos Clubes de Fortaleza, Ana Maria Bayma Kerth é escolhida Miss Ceará 1972. Tem 1,73m de altura, 18 anos e cursa o 2º ano do 2º grau no Colégio Imaculada ConceiçãoFoi eleita na residência do comerciante José Elias Bachá e a coroação foi no auditório da TV Ceará Canal 2.

Arquivo pessoal de Carlos Juaçaba

  • 11/Fevereiro/2005-  Instala-se, às 19h30min, em Fortaleza, a Academia Brasileira de Hagiologia - Abrhagi, em sessão solene no Colégio da Imaculada Conceição, na Avenida Santos Dumont nº 55, na Praça Figueira de MeloA solenidade é presidida pelo Bispo Emérito Dom José Bezerra Coutinho, presidente de honra da entidade.


Saiba mais sobre o Colégio AQUI e AQUI


Fontes: Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo e Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) - 1955/1957/1958/1960 e 1961. Agradecimento especial ao amigo Ivan Gondim  

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Colégio das Irmãs de São Vicente de Paulo - Imaculada Conceição



O Colégio das Irmãs de São Vicente de Paulo, ou Colégio da Imaculada Conceição, é um dos mais antigos e tradicionais estabelecimentos de ensino de Fortaleza.

A Lei 759, de 5 de agosto de 1856, criava em nossa capital a primeira casa de educação e recolhimento de meninos órfãos e desvalidos da província.

Um ano depois, a 10 de março, se inaugurava a casa com 10 alunos. Dez anos depois, a lei 1.202 vem extinguir aquela primeira casa de recolhimento e instrução, e feitos outros melhoramentos no primitivo edifício, instalou-se aí o Colégio das órfãs, sob a direção das abnegadas irmãs de São Vicente de Paulo, e com o nome de "Imaculada Conceição".


O Colégio da Imaculada Conceição teve como primeira superiora a irmã Margarida Bezet, que aqui esteve até 18 de julho de 1887, quando faleceu, exercendo o magistério pelo espaço de 22 anos e sob cuja direção se fizeram as primeiras reformas no velho e grande edifício.

Saiba mais sobre o Imaculada Conceição.



Crédito: Álbum Fortaleza 1931

terça-feira, 8 de março de 2011

Colégio da Imaculada Conceição - 146 Anos




Postal de 1946



O Colégio da Imaculada Conceição, pioneiro na formação intelectual de jovens, foi fundado em 1865. Inicialmente instalado à Rua Formosa, número 28 e 30, com a dupla finalidade de abrigar, educar as meninas órfãs que deveriam receber além da educação o ensino de outras atividades úteis. 






Após dois anos de funcionamento na casa da Rua Formosa, o espaço físico se tornou pequeno devido o aumento do atendimento, ficando o Colégio sem condições de abrigar novos candidatos. Surgiu, então a necessidade de um prédio maior e com melhores acomodações. O então Bispo D. Luís, em comum acordo com a Superiora, transferiu, em 1867, o estabelecimento para o prédio onde até hoje funciona. 


Formandos de 1987 - Crédito:Astânia Magalhães

Crédito:Astânia Magalhães

A Diretora do Colégio foi sempre a superiora das Irmãs, não tendo a princípio mandato determinado. Somente a partir do Concílio Vaticano II é que as superioras passaram a ter um mandato de três anos, renováveis por mais três e, em caso excepcionais, por mais três anos. 


Coube portanto, às Filhas da Caridade, filhas de São Vicente, a grandiosa missão de ministrar a formação moral, religiosa, intelectual bem como orientar socialmente as crianças e jovens cearenses. A semente foi boa e, sob a proteção das Irmãs que pareciam anjos de vestes longas e de cornetas brancas que pareciam asas, desenvolveu-se uma árvore centenária que enriquece a Sociedade Cearense. 


[5.jpg]
Crédito da foto:Astânia Magalhães

As primeiras Irmãs de Caridade do Colégio da Imaculada Conceição eram francesas e constituíam todo o corpo docente e administrativo do estabelecimento de ensino. 


Com o número crescente de alunos surgiu a necessidade de professores leigos que até hoje com muita dedicação participam da evangelização no campo da educação de muitas crianças e jovens do nosso Ceará. 


[4.jpg]
Crédito da foto:Astânia Magalhães

A primeira diretora foi a francesa Irmã Bazet, sucedida pelas Irmãs Gagné, Henriot e Mahieu, que, durante mais de cinquenta anos estiveram à frente do Colégio. 


Em 1936 o Colégio passou a direção de Irmã Simas, durante dezessete anos. Após esta longa trajetória o Colégio passou a ser dirigido por Irmã Lima, que celebrou o centenário do Colégio. 

Sucedendo à Irmã Lima, teve a Instituição a direção de Irmã Cola, Irmã Maria Montenegro e Irmã Maria Nilce Costa Lima Ferreira. 


[3.jpg]
Crédito da foto:Astânia Magalhães

Após a gestão de Irmã Maria Nilce, passou o Colégio à direção de Irmã Elisabeth Silveira, a qual, continuando a linha filosófica de suas antecessoras, procurou orientar o trabalho no sentido de desenvolver o educando a fim de torná-lo um agente de transformação da sociedade. 

Em 1995, sucedendo Irmã Elisabeth passa a Instituição novamente à direção de Irmã Maria Nilce, sucedida pela Irmã Rita de Cássia e novamente Irmã Elisabeth Silveira. 

Em 2004, assume a direção do Colégio, a jovem diretora Irmã Ana Amélia Gudes da Cunha, jovem de corpo e espírito que tem aplicado novos procedimentos pedagógicos tanto no campo da aprendizagem como na formação humanística. 



[2.jpg]
Crédito da foto: Astânia Magalhães

As Irmãs de caridade juntas no labor de cada dia, hora por hora, instante por instante sem pressa mas diligentemente preparam o Colégio da Imaculada Conceição para a travessia de novos tempos, sustentando o vigor e a beleza do espírito vicentino. 

Seus empreendimentos não são gigantescos ou imponentes em construções materiais não constroem para o tempo, mas edificam para a eternidade. 

Suas realizações são sentidas e sempre marcaram a sociedade através das famílias que vivenciam os valores defendidos no colégio. Encontramos ex-alunos destacados em todos os segmentos da sociedade, sobretudo da sociedade cearense, desde as artes às humanidades, as ciências da saúde como também, no campo religioso, tanto na companhia das Filhas da Caridade como em outras congregações e ainda em movimentos leigos. 

Mas, de maneira especial, é o carisma vicentino de amor aos pobres, aos humildes, aos necessitados que desponta, sobretudo nos ex-alunos, sempre que é convocado algum trabalho pela causa do pobre. Pode se dizer mesmo que o amor ao trabalho pela construção de um mundo fraterno e mais humano é um sinal que distingue, na sociedade atual os que passam pelo Colégio da Imaculada Conceição.



Espaço Físico do Colégio: 

30 Salas de Aula
1 Biblioteca
2 salas de leitura
1 Sala de Arte
1 Salas de Vídeo
Laboratório de Química
Laboratório de Informática
Laboratório de Matemática
Laboratório de Língua Portuguesa
Laboratório de Ciências
2 Capelas
2 Cantinas
1 Auditório
6 Quadras Poli esportivas
Sala de Dança
Sala de Karatê
Sala de Teatro
Sala de Cinema
1 Parquinho (playground)
Pátio de Lazer (Educação Infantil)
Sala de Som (estúdio)
Sala de Inglês
Sala dos Professores

Ginásio coberto

1 Quadra Poli Esportiva
1 Piscina Semi Olímpica





NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: