Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 28 de julho de 2013

Cine Luz - 1931


O Cine Luz fundado em 1931, na Praça Castro Carreira - Ary Bezerra Leite

O mais popular de nossos cinemas, frequentado por pessoas simples e humildes, provavelmente tenha sido o Cine Luz, principalmente nos seus últimos anos de funcionamento. A razão dessa frequência nitidamente popular, advinha de sua localização na Praça Castro Carreira ou Praça da Estação, na esquina das ruas General Sampaio com Castro e Silva, no lado oposto da Estação Central dos trens da Rede de Viação Cearense.

Marciano Lopes, no seu livroRoyal Briar, comenta essa característica do Cine Luz, na década de 40, em contraste com outro cinema da mesma rua - o Rex: "Também na General Sampaio, ficava o Cine Luz, contudo na esquina da Praça da Estação. Nivelava-se, socialmente, ao Majestic, e era preferido pelos moradores do Arraial Moura Brasil, do “Curral” e das "Cinzas”, devido à proximidade com aqueles aglomerados humanos."

Quando de sua inauguração, entretanto, o Cine Luz propunha-se a ser um cinema destinado a um público do melhor nível social, tendo como destaque ter sido o primeiro dos pequenos cinemas que surgiram já sonorizados, ainda no período do processo Vitaphone.

O Cine Luz era localizado à rua General Sampaio, 526, esquina com rua Castro e Silva, e tinha outro acesso pela Praça Castro Carreira, 85. Foi inaugurado pela Empresa Cine Luz Ltda., de Bernardino Proença Filho e José Bezerra Rocha, no dia 28 de março de 1931, com o filme, distribuído pelo Programa Matarazzo, "Dama Escarlate (The Scarlet Lady; Columbia Pictures Corp., 1928, 7 rolos, direção de Alan Crosland, produção de Harry Cohn, argumento de Bess Meredithedição de Frank Atkinson, com Lya de Putti (Ao lado), Don Alvarado e Wamer Oland).

O surgimento do Cine Luz foi acolhido pela imprensa, tendo aGazeta de Noticias” (27.03.31) publicado:

CINE LUZ - SUA INAUGURAÇÃO AMANHÃ

Conforme anunciamos há dias, acaba de ser instalado mais um cinema nesta capital.

Trata-se do Cine Luz, de propriedade da  Empreza Cine Luz Ltda.", constituída pelos Srs. Bernardino Proença Filho e José Bezerra da Rocha.

O Cine Luz funcionará no prédio da antigaFábrica Proença, à rua General Sampaio nº48, esquina com a Praça Castro Carreira, e se acha confortavelmente instalado, de acordo com os requisitos indispensáveis a um cinema moderno. O salão de projeções é amplo e arejado e está muito bem mobiliado, de maneira a satisfazer as exigências do público em matéria de conforto.

A Fábrica Proença (em destaque) na Praça Castro Carreira - Nirez

A Empreza Cine Luz possue instalações de Electrola e Alto-falantes dynamicos da "Radio Corporation Company, de New York, para a synchronização motivada de todos os films a exhibir.

A inauguração do Cine-Luz, realizar-se-á amanhã, sábado, com um lindo programa escolhido a capricho e em duas sessões: às 18 1/2 e às 20 1/2.

Nessas sessões será focalizada a excelente pelicula "A Dama Escarlate", do Programa Matarazzo, com os queridos artistas Lya de Putty, Don Alvarado e Wamer Oland.

Completará o programa, um jornal noticioso.
É de se esperar, pois, que a inauguração do Cine-Luz constitua um acontecimento social com a afluencia numerosa dos elementos mais distinctos da sociedade cearense.

(Grafia da Época)

A respeito do novo cinema, o periódico católicoO Nordeste (28.03.31) dedica a seguinte nota:

MAIS UM CINEMA EM FORTALEZA

Inaugura-se, hoje, às 18:30, à rua General Sampaio nº48, esquina com a praça Castro Carreira (prédio da antiga "Fábrica Proença") mais um cinema em Fortaleza.
Trata-se do "Cine Luz”, de propriedade da “Empreza Cine Luz Ltda."constituida pelos Srs. Bernardino Proença Filho e José Bezerra da Rocha.

Essa nova casa de diversões se apresenta com instalações modernas e confortáveis, dispondo de electrolas e alto falantes dynamioos, da “Radio Corporation Company", de Nova York, para a syncronização motivada dos seus filmes.
O ato inaugural constará da fita “A Dama Escarlate”, em duas sessões, uma às 18:30 horas e outra às 20 horas.

Durante toda a Semana Santa o "Cine-Luz” exhibirá o primoroso film sacro "A Vida de Christo" colorida, com syncronização movida, última cópia da "Pathé Fréres", de Paris, recebida, directa e exclusivamente pela “Empreza Cine Luz Ltda”.

(Grafia da Época)

Os proprietários do Cine Luz, nesse primeiro ano de existência, tudo fizeram para assegurar um nível comparável aos melhores cinemas da Empresa Ribeiroconsiderando-se inferior apenas ao Cine Moderno, como atesta uma notícia do Correio do Ceará" (08.06.31):

A EMPREZA CINE LUZ OS NOVOS FILMS A SEREM EXHIBIDOS

O Cine Luz, da Empreza Cine Luz Ltda., de propriedade exclusiva dos Srs Bernardino Proença Filho e José Bezerra da Rocha, cavalheiros conceituadíssimos em nosso meio social, vem se estabelecer, no intuito de melhor servir aos seus numerosos frequentadores, várias soirées onde se exhibem as melhores cintas que se projectam nesta capital.

Às terças feiras funccionam as soirées d'art; às quintas e aos sabbados realizam-se as sessões populares com films appropriados e a preços accessiveis à bolsa de todos; aos domingos têm lugar as sessões Chics onde se apresentam films escolhidos.

Com esta organização os Srs Bernardino Proença Filho e José Bezerra da Rocha que já dotaram a nossa capital com excellente salão de projecção, o mais moderno de quantos existem e só inferior ao Moderno, procuraram servir ao nosso povo, correspondendo aos anseios de progresso que o caracteriza e justa é a preferencia que lhes tem dispensada.

(Grafia da Época)

O cinema com seus 800 lugares, divididos entre cadeiras e geral, conseguiu algum sucesso de público. Seu primeiro aniversário foi comemorado com brindes para os frequentadores. O Correio do Ceará" (28.03.32), noticia:

O 1°ANNIVERSÁRIO DO CINE LUZ

Hoje transcorre o primeiro anniversário do conceituado centro de diversões da Praça Castro Carreira, Cine Luz.

Em sua missão de agradar o número avultado de habitués deste aprazível cinema, a empresa organizou um atrahente programma, comemorando o feliz acontecimento.

Será levada a scena a revista burleta em 3 actos, Ultimo dia de Carnaval"Entre as senhoras e senhoritas que comparecerem a alegre noitada de hoje, serão sorteados trez brindes, no valor de 145$000.
Até o geral fará hoje a "sua independência”.

A conceituada Empreza de Cigarros Iracema Ltda.", distribuirá nelle grande numero de brindes.
E, para completar a atração da noite de hoje os preços das entradas serão minimos, contentando a todos.
As cadeiras a 2$200 e a geral a $500.
E, terminando, felicitamos a Empreza do Cine Luz, que tão bem tem sabido contentar a nosso ultra-exigente publico.

(Grafia da Época)

A tentativa de fazer um cinema ou um circuito Independente em Fortaleza, a partir do Cine Luz, com lançamentos próprios, também se frustou. Incorporado ao Grupo Severiano Ribeiro, em 1933, no que pese a existência de Investimentos para remodelação do prédio, assumiu gradualmente o status de “poeira", cinema para público menos exigente. Com uma geral na frente, próxima à tela, de bancos corridos, separada da área de cadeiras por uma grade. 
A noticia da reforma do prédio aparece no “Correio do Ceará” (27.06.33):

O "CINE LUZ" PASSA POR COMPLETA REFORMA

O velho e antigo casarão da Praça Castro Carreira, antiga Fábrica Proença, onde se aloja atualmente o popular salão de projecõees Cine-Luz, passa por completa reforma, adaptando-se a uma apreciável casa de diversões como as exigências do público que o frequenta está a pedir.

A Fábrica Proença (em destaque) na Praça Castro Carreira - Assis Lima

Assim é que, a “Empreza Ribeiro”proprietária desse salão e locataria do alludido predio, fal-o passar por uma pintura geral, transforma o seu velho piso, remodela-o enfim de modo a tornar esse centro de diversões procurado pela população amante do cinema, que lhe fica
nas imediações.

Cena do filme Três Pequenas do Barulho de 1936

A popular casa de exibição prosseguiu em sua programação de filmes mudos, até desaparecer em agosto de 1936. Não definitivamente. A 23 de fevereiro de 1939 é reinaugurado, agora equipado com projetores sonoros, exibindo na sessão inaugural a película Três Pequenas do Barulho (Three Smart Girls; Univesal Pictures Corp., 1936, 86 minutos, direção de Henry Koster, produção de Joseph Pastemak, argumento e cenário de Adele Comandini, edição de Ted Kentmúsica de Charles Previn, canções de Kus Kahn, Walterdusmann e Bronislau Kaperfotografia de Joseph Valentine, com Deanna Durbin, Barbara Reed, Binnie Bames, RayMilland, Nan Grey, Alice BradyCharles Winninger, Mischa Auer, Ernest Cossart e Hobart Ca vanaugh).

(Grafia da Época)


Continua...


Fonte:  Livro Fortaleza e a Era do Cinema de Ary Bezerra Leite

2 comentários:

  1. Perfeito, muito bom, nostalgia pura não sei por que mas me sinto bem aqui nesse blog!! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha, Victor Igor, fico feliz! :)

      Abraços

      Excluir