Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Por dentro da casa do Barão


Hoje vamos adentrar a casa de um Barão!
Preparados?



Não consigo compreender como tem gente que sai de sua casa para fazer essa sujeira num patrimônio. :(
Detesto pichações, elas mancham não só os muros, mas a alma dos apaixonados por essa cidade!

Antes, que tal saber um pouco sobre o dono da casa...

Sala de jantar e anexo salão de recepção da casa do Barão.
Acervo: Farley Igor Gondim Leite

Geminiano Maia nasceu em Aracati em 2 de fevereiro de 1847, filho de Cosme Afonso Maia e Theresa de Jesus Maia. Dedicou-se ao comércio; com os irmãos José e Vicente Maia fundou, em Fortaleza, a loja “O Louvre”. Cônsul honorário da Bolívia, Vice-Cônsul da Rússia. 5º Vice-Presidente da província ao ensejo da proclamação da República. Presidente da Associação Comercial do Ceará; iniciou construção do Palacete Guarani. Filantropo. Morreu em 25 de outubro de 1916.
Sua mãe, D. Theresa de Jesus Maia, faleceu em Fortaleza a 6 de Maio de 1882.

Sala de música com fotos do Barão e da Baronesa.
Acervo: Farley Igor Gondim Leite

*...Dedicando-se á carreira do commercio fundou com seus irmãos José e Vicente Maia em Fortaleza o estabelecimento denominado O Louvre, que em seu tempo teve grande nomeada. Em 1881 foi nomeado Cônsul da Bolivia e em 1889 vice-Consul da Rússia no Ceará. Homem de fortuna e dotado de sentimentos philantropicos, Geminiano Maia tem seu nome inscripto entre os dos protectores de vários estabelecimentos de caridade da antiga província. Em princípios de 1893 o Governo Português tendo em attenção os méritos desse nosso patrício concedeu-lhe o titulo de Barão de Camocim. Dous dias antes da proclamação da Republica o Governo Imperial nomeara-o 5º vice-presidente da Província. É actualmente o presidente da Associação Commercial do Ceará, devendo-se principalmente a seus esforços a construcção do Palacete Guarany, donde ella funcciona e que foi inaugurado a 20 de Dezembro de 1908. Encontram-se o retrato e a biographia do Barão de Camocim n'A Folha do Commcrcio, de Lisboa, n.” 22 de Julho de 1893, e no Album dos Contemporâneos Illustres, Redacção e Administração em Lisboa 58 Rua Alexandre Herculano, 1893. Publicou : Relatório da Associação Commercial do Ceará apresentado pela respectiva directoria na sessão de Assembléa Geral, realisada no dia 30 de Outubro de 1906, para a eleição de nova directoria. Fortaleza Typ. Minerva, de Assis Bezerra, 1906.

Dicionário Bio-bibliografico Cearense - Barão de Studart
*Conforme grafia de época

Segunda sala de recepção com vista para fonte e jardins internos da casa.
Acervo: Farley Igor Gondim Leite

Fotos atuais da casa - Arquivo de Fernanda Meireles:
























Para saber mais sobre o Barão de Camocim  

51 comentários:

  1. Putz, eu sempre quis entrar nessa casa para ver como era lá dentro.

    ResponderExcluir
  2. Pode acreditar, eu tbm tinha essa vontade, me matava de curiosidade sempre que passava em frente a casa. rsrs

    ResponderExcluir
  3. AMEI ESSE BLOG, ERA TUDO O QUE EU ESTAVA PRECISANDO PARA ELABORAR MINHAS AULAS SOBRE FORTALEZA ANTIGA...
    Aila

    ResponderExcluir
  4. Esta casa me fascina,fico triste com o abandono dela.Sempre procurei saber mais sobre ela só esta faltando uma foto do Barão rsrs parabéns pelo ótimo trabalho

    ResponderExcluir
  5. No palacete do Barão de Camocim, será criada a Vila das Artes, onde funcionarão as escolas Audiovisual e de Dança de Fortaleza, além do Núcleo de Produção Digital, Agência de Notícias Culturais, Centro de Artes Visuais, Biblioteca, Vidioteca e Café da Imagem. Ou seja, abandonada ela não ficará mais rsrs assim espero!!!

    Vou atrás da foto do barão, mas é difícil viu? rsrs

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leila no casarão havia dois quadros a óleo do barão e baronesa, creio que eles devem esta com algum dessente, na época que entrei lá fiquei encantado com essas pinturas. Dona Carmen Leite tinha muito orgulho dessa casa.

      Excluir
    2. Nossa! Nunca vi esses quadros, verdadeiras relíquias!
      Espero que estejam guardados e sejam expostos depois que o casarão for recuperado!

      Excluir
  6. Me convida pra ir lá também! Eu iria adooorar!

    ResponderExcluir
  7. Leila, Newton Camocim Leite Barbosa era casado com Elza Barroso Parente, e não Pequeno. Você pode consertar, pois meu marido é filho dela e de Newton.
    Obrigada,
    Lourdinha Dias Leite Barbosa

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do seu blog, principalmente das informaçoes sobre o Barão de Camocim e seu belo palacete.
    Nós recebemos de um amigo um livreto sobre ele publicado em Portugal. Como você destacou, Geminiano Maia foi uma figura de grande importância na História de Fortaleza.
    Um grande abraço,
    Lourdinha Leite Barbosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lourdinha, bom dia!

      Muito obrigada pela informação, já fiz a devida correção!

      Que bom q gostou do blog, faço com muito carinho. :)

      Muito me honra saber q uma pessoa da família do Barão leu e apreciou o trabalho, foi uma homenagem a esse ilustre homem!

      Um forte abraço \O/

      Excluir
  9. Angela Campos HIldebrand8 de fevereiro de 2012 11:10

    Puxa vida a casa da minha avo deu saudades, corri muito por esses corredores dormi muito nesses quartos, brinquei muitos nos jardins. Parabéns por o seu blog! Ângela Campos Hildebrand!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Ângela, fico lisonjeada! :)

      Agradeço o comentário.

      Excluir
    2. angela, vc sabe o q irao fazer c a casa. eu moro perto e fico pensando q é uma pena essa casa tao bonita ficar fechada, ninguem morar nela e nem abrir para museu. eaos meus olhos ela é patrimonio historico e precisaria ser tombada e aberta para visitacao.

      Excluir
  10. CASA DO BARÃO DE CAMOCIM, HOJE VILA DAS ARTE

    ResponderExcluir
  11. A casa é linda! Eu estaria morando nela se fosse bisneta, não é tão grande para morar, colocava dois guardas.

    ResponderExcluir
  12. Fernando Façanha Filho21 de agosto de 2012 18:37

    Sou da da 4a geração após o Barão de Camocim e tive a prazer de morar nesta casa por um ano. Realmente é uma casa fascinante pela riqueza de detalhes com a qual foi construida. A minha família a conservou de forma intacta até que a mesma foi desapropriada pela Prefeitura de Fortaleza e a deixou neste completo abandono. Lamentável !!!
    Realmente não temos memória. Uma construção como essa em qualquer lugar do mundo teria prioridade para sua conservação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morar na casa do Barão, deve ter sido uma experiência maravilhosa, hein Fernando? :)
      Acredito que vc tenha muito orgulho de fazer parte da família de um ilustre como o Barão de Camocim!
      A Casa hoje, abriga a Vila das Artes, Fernando.

      Forte abraço e obrigada pelo comentário

      Excluir
  13. Norma Leite Barbosa Campos27 de agosto de 2012 10:44

    Infelizmente o que o Fernandinho falou é real. Sou uma das bisnetas do Barão e também desfrutei muito desta casa. São recordções maravilhosas. Inclusive casei o religioso no jardim de inverno da casa. Mas a prefeitura tombou e não conservou. O muro está todo sustentado por madeiras está prestes a cair. Com certeza nossa avó Cecy deve estar tremendo no Túmulo, pois o que ela mais pedia era que não destruissem a casa dela e é o que está acontecendo. Espero que o novo prefeito tenha consciência e possa conservar este patrimônio histórico de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  14. Norma Leite Barbosa Campos27 de agosto de 2012 10:50

    Realmente pertencer a esta família é maravilhoso e ter vivido parte de sua vida na vila foi algo indescritível. Mas que pena que a casa está se acabando. O muro externo está quase caindo, todo sustentado por pedaços de madeira. A prefeitura tombou, praticamente tomou, pois pagou uma miséria pela desapropriação e não cuidou. Isso é inadimissível. Espero que o novo prefeito tenha a consciência histórica do valor deste patrimônio e possa realmente fazer acontecer o que foi proposto, mas mantendo a casa em suas instalaçoes perfeitas como foi entregue a ela.

    ResponderExcluir
  15. Tive a oportunidade de conhecer, da parte interna, a sala, quando fazia faculdade e estudava com uma moça que morava lá, a Martinha. Fiquei encantada com o que vi.

    ResponderExcluir
  16. Leila, quantos projetos e nada foi feito!Por que desapropriar um casarão que faz parte da história da cidade e abandoná-lo? Onde está a Vila das Artes? Se não houver uma atitude por parte da Prefeitura,o estado de deterioração se agravará e perderemos mais um patrimônio cultural.
    Lourdinha Leite Barbosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Lourdinha, não sei onde a prefeitura qr chegar cometendo esses absurdos... tsc tsc tsc

      Excluir
  17. Costumo passar em frente ao casarão, pois estudo na Faculdade de Direito. Sempre tive curiosidade de ver como era por dentro, sério mesmo.

    É uma lástima ver que um monumento histórico desse se encontra tão abandonado. Isso é vergonhoso.

    Olhando as imagens agora, sinto uma inveja branca dos que puderam morar no casarão!

    Parabéns pelo conteúdo do Blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Marcos!

      É vergonhoso mesmo!¬¬

      Excluir
  18. Adroei saber um pouco de minha remota família.
    Parabéns por seu trabalho.
    Ass, João Leite Barbosa Neto.
    joaonetol200@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. linda matéria...! eu sempre tive curiosidade de entrar nesse casarão. Outro dia passei enfrente e vi que o casarão está se acabando. Gente, ninguém pode fazer nada? Prefeitura???

    ResponderExcluir
  20. Parabéns , pelo blog. Esses casarões que ainda resistem nos trazem uma lembrança que nem são nossas, mas de nossos avós ou até mais.Esse casarão que tebho o prszer de passar em frente sempre que vou ao centro de Fortaleza quase sempre e sempre me faz immaginar as pessoas dessa época e os costumes que faziam parte desse tempo. é muito magestosa e a palavra é essa mesma, magestosa essa mansão. Pôxa! matei em parte a curiosidade do interior dessa mansão e espero que ela ainda sobreviva por muitas geraçõs , pra que todos vejam como era suntuosa a vida dos antepassados , mesmo que seja visto pelo lado da riqueza e que ainda é pra poucos.Valeu mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Juenildo! :)

      Eu sou fascinada por casarões antigos, fico horas admirando essas maravilhas!

      Abraços

      Excluir
    2. Está na hora de fazermos um movimento em prol da Vila das Artes, projeto abandonado pela prefeitura na gestão anterior. Este patrimônio cultural merece abrigar novos talentos em busca de aperfeiçoamento e artistas consagrados que queiram transmitir um pouco de sua experiência.

      Lourdinha Leite Barbosa

      Excluir
  21. esta casarão é estilo colonial ne?

    ResponderExcluir
  22. alguem responde pfv? esta casa é estilo colonial ne??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Barão mandou construir sua mansão nos moldes do Renascimento europeu.

      Excluir
  23. sempre que passo em frente ao casarão fico olhando encostado ao portão principal a admirar essa maravilha que resistiu e atravessou o século. tenho imensa vontade de um dia poder entrar e tirar fotos de cada cômodo e dos detalhes riquíssimos do casarão construido na arte do renascimento europeu. eu adoro lugares como este que registram fatos históricos, que abrigam memorias de um tempo que nunca voltará nos dando a oportunidade de participar um pouco desse tempo atraves de cada tijolo, mobilia e artigos ali postos.

    ResponderExcluir
  24. Toda vez que passo em frente ao casarão fico olhando rente ao portão la pra dentro a imaginar que pessoas já viveram seus momentos ali e hoje esta vazia. Gostaria de um dia poder entrar e tirar fotos de cada detalhe dessa maravilha que resistiu e atravessou o século. Eu adoro esses lugares que são registros históricos e que nos permite participar de um tempo que não voltará mais. Ainda mais que o casarão foi construido no estilo renascentista europeu, deve ser riquíssima em detalhes desde o piso, pilastras ate a mobilia. adorei a materia Leila nobre, parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  25. Tive a honra de ir uma festa nesse palacete nos anos 90, foi um sonho entrar nesse palacete tamanho foi o encanto e beleza do interior, o que mais me chamou a atenção foi os dois quadros a óleo do barão e da baronesa na sala com olhar altivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso imaginar, Marcelo! :)
      Tão bom se reabrissem o belo casarão...

      Excluir
  26. Não há quase registros sobre o barão e baronesa, fotos e documentos que pudesse se escrever algo, o que temos é esse blog, e por sinal muito bom. Se alguém tiver algo que me forneça fico deveras agradecido.
    Estive em Fortaleza, em janeiro do corrente ano na esperança de conhecer a Villa das Artes, tamanha foi minha surpresa, ver o casarão em estado completo de abandono. Tentei de todos os meio entrar mas não obtive sucesso, disseram que não era aconselhável entrar pois não apresentava segurança, ainda briguei com moça que me atendeu, por que a prefeita desapropriava uma casa para deixar nas condições que ela se encontrava. Fui embora decepcionado com o que vi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Marcelo!
      Para fazer as postagens sobre o barão e sua casa, fui pegando fragmentos aqui e acolá, poucas coisas se encontra na internet, infelizmente! :(

      Excluir
  27. Meu sonho é entrar nessa casa e fotografá-la por dentro!

    ResponderExcluir
  28. Eu amo essa simetria linda antiga ♡. Meu sonho é poder um dia entrar e fotografar toda a casa. Muito linda por demais !!

    ResponderExcluir
  29. Essa casa é tão fascinante que já até sonhei dentro dela.
    Parabéns por seu magnífico blog cultura l.

    ResponderExcluir
  30. Nenhum herdeuro? Nada? Fico imaginando as historias que teve ai, os costumes da epoca. Cono foi qe essa familia se acabou assim? Nenhum vestigio?

    ResponderExcluir
  31. Ouvi dizer que a Casa Cor 2016 vai ser no Casarão, e que vão deixá-lo restaurado após a obra. É verdade?

    ResponderExcluir
  32. Eu adoro saber a história desses casarões antigos. É uma viagem no tempo! E saber que o Barão está sepultado no cemitério São João Batista , ou seja que ele está ali próximo é uma sensação indescritível por assim dizer...

    ResponderExcluir
  33. Parabéns pelo Blog! Amo esse prédio! Aproveito e pergunto sobre o prédio ao lado, que agora foi adquerido por uma igreja e está sofrendo intervenções!
    Grato...Santos!

    ResponderExcluir
  34. Prédio de muitas histórias e mistérios. Já tive oportunidade de conhecer o interior dele por completo anos atrás quando filmei um curta com amigos para trabalho de colégio. Gostaria de ver fotos do porão e descobrir o que há por de trás de uma porta lacrada por décadas. Na época o que ficamos sabendo foi que ali embaixo moravam os escravos e após a liberdade o Barão mandou que trancasse todos nessa "sala" e lacrasse para sempre. Vimos algumas marcas "estranhas" e ouvimos histórias de almas sofridas em que ali ainda vivem e passeiam em meio à madrugadas frias, solitárias e intensas.

    ResponderExcluir