Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 6 de maio de 2012

Mucuripe - Fatos históricos do bairro



Foto bastante rara do Mucuripe. Detalhe para a igrejinha dos pescadores - Foto do Álbum Fortaleza 1931

  • 26 de janeiro de 1500 - De acordo com o pensamento do historiador Francisco Adolfo de Varnhagen, o Cabo de Santa Maria de la Consolación, onde esteve a frota do navegador Vicente Yañez Pinzón, seria a ponta do Mucuripe. A tese é aceita e contestada por muitos historiadores. Um mês depois de Pinzón, Diogo Lepe avistava o Rostro Hermoso (ponta do Mucuripe) e em seguida tomava o rumo de Pinzón. Vicente Yañez Pinzón era um navegador espanhol, que à procura de conquistas, riquezas e especiarias, aventurou-se pelos mares, em procura das Índias, por caminhos mais curtos, em direção ao por do sol e em fevereiro de 1500 aportou nas areias do nordeste do nosso continente, onde cavou o chão do futuro Brasil e ergueu aos ventos ocidentais a cruz que assinalava sua passagem. Hoje existe em Fortaleza um bairro com o nome de Vicente Pinzon.

Mucuripe em 1920 ou menos -  Nirez

  • Agosto de 1501 - Expedição comandada por André Gonçalves e Gonçalo Coelho chegou à enseada do Mucuripe, tendo entre seus tripulantes Américo Vespúcio.


Registro raro do Mucuripe em 1935

Acervo MIS

  • Junho de 1603 - A primeira vez que nosso solo teve contato realmente com a civilização foi quando Pero Coelho de Sousa aqui esteve, não com intuito civilizador, mas à procura de riquezas para cobrir perdas que teve na Paraíba, juntamente com seu cunhado, Frutuoso Barbosa. Em sua andança, esteve no Mucuripe, onde encontrou uma tribo indígena, e seguiu rumo a Ibiapaba, mas vendo fracassado o seu intuito, voltou, fundando na barra do rio Ceará  ou Itarema, um fortim ao qual batizou de São Tiago, chamando a região de Nova Lusitânia, que teria como capital Nova LisboaEra uma tosca paliçada de paus de quina e algumas casinhas de taipa. Mas logo Pero Coelho seguiu para Recife, deixando aqui Simão Nunes Correia, com 45 soldados.

O Mucuripe em 1939

  • 03 de abril de 1649 Desembarca no Mucuripe a segunda ocupação holandesa, comandada por Matias Beck, mas impedido pela arrebentação do mar, logo decidiu estabelecer-se à margem esquerda do riacho Marajaitiba (Pajeú), sobre o morro Marajaik, onde construiu com traçado do engenheiro Ricardo Caar, um forte, batizando-o de Schoonenborch em homenagem ao governador holandês em Pernambuco, a quem era subordinado, Walter van Schoonenborch. A limpeza do terreno iniciou-se no dia nove e no dia 18 foi feita a planta.
  • 1799 - Construído no Mucuripe uma estacada de pau a pique em forma de octógono com 45m de comprimento, batizado por Fortim de São Luís

  • 1801 - O Fortim de São Luís, construído no Mucuripe, é reforçado, sendo levantadas três baterias em pedra e cal, trabalho feito pelo tenente artilheiro Francisco Xavier Torres

As dunas do Mucuripe - Anos 50/60 - IBGE

  • 1802 - Em meados deste ano é levantada mais uma bateria do Fortim de São Luís, reforçando as defesas do Mucuripe, ocasião em que é rebatizado como Forte de São Pedro Príncipe, conhecido também por Fortim de São Luís, por ficar próximo ao porto de São Luís do Mucuripe.
  • 17 de agosto de 1826 - Aprovado o plano do Farol do Mucuripe, por D. Pedro, sendo aberto o edital de concorrência a três de novembro, mas a construção só se iniciou em 1840, ficando pronto em 1846.


Dunas do Mucuripe na década de 50 - IBGE


  • 17 de novembro de 1846 - O Farol do Mucuripe foi terminado, construído pelos engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo e Luís Albuquerque. Os planos para sua construção foram aprovados por Dom Pedro em 1826, mas sua construção só se iniciou em 1840. Hoje se encontra desativado, sendo ocupado por um museu. Sua localização é Avenida Vicente de Castro s/nº, na Ponta do Mucuripe.
  • 29 de julho de 1871 - Começa a funcionar o novo farol giratório do Mucuripe (Farol do Mucuripe). O Farol foi mandado construir, em virtude da lei nº 60 de 20/10/1838, artigo cinco, § 14 e iniciada a construção, no dia 01/05/1840 e concluído em 17/11/1846, sob a orientação dos engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo e Luís Manuel de Albuquerque Galvão e do Maquinista Trumbull (Truberel). O farol tem a localização: Latitude sul 3º, 45`10 "e longitude oeste de Greenwich 38º, 35`nove". Sua luz era visível a 24km de distância, piscando a cada minuto. O foco luminoso elevava-se a 33m26, ao nível da preamar e contava com três faroleiros. Sua inauguração teve lugar no dia 29/07/1872. O primeiro faroleiro foi João Rodrigues de FreitasFoi desativado em 1958, quando foi inaugurado o novo farol. Abandonado, foi restaurado em 1981/82, pela Divisão do Patrimônio Histórico e Artístico da Secretaria de Cultura e Desporto do Estado do Ceará


  • 29 de julho de 1872 - Inaugurado o Farol do Mucuripe, comemorando o aniversário da Princesa Imperial, na Ponta do Mucuripe. Hoje está desativado.

  • 1916 - Inaugurado neste ano o Cemitério de São Vicente de Paula, no Mucuripe, construído com a "Campanha do Vintém", iniciada pelo hanseniano "Seu" Arcanjo e em terreno doado por Manuel Jesuíno.
  • 30 de dezembro de 1924 - Os jornais registram graves estragos, causados pela fúria do mar, à povoação do Mucuripe.
  • 11 de dezembro de 1930 - Por decreto desta data, o Arcebispo D. Manuel da Silva Gomes declara interditada a capela do Mucuripe e excomungados os indivíduos que arrombaram a porta do referido templo e dele retiraram a imagem de Nossa Senhora da Saúde.

Foto de 1931 - Nirez

  • 29 de agosto de 1931 - Criada a Paróquia de Nossa Senhora da Saúde do Mucuripe, cujo primeiro vigário foi o padre Luís Braga Rocha, que só assumiria em 8 de setembro.
  • 22 de abril de 1932 - Os pescadores do Mucuripe oferecem uma peixada ao Interventor Carneiro de Mendonça e ao Prefeito Tibúrcio Cavalcanti.
  • 21 de novembro de 1937 - Consagração do novo altar-mor da igreja do Mucuripe, ato oficiado pelo Arcebispo D. Manuel. Seguiu-se a primeira missa celebrada no referido citar e que foi rezada pelo Pe. André Camurça, Cura do Mucuripe.
  • 03 de junho de 1940 - Nas obras do porto de Mucuripe ocorre grave desastre, com o desabamento da torre do guindaste ‘Titã’. Ficam feridos dez operários, um dos quais faleceu horas depois.

Outubro de 1965 - Nirez

  • 25 de dezembro de 1947 - O serviço de embarque e desembarque marítimo, de passageiros e cargas, passa a ser feito no Porto do Mucuripe, ainda por meio de botes e alvarengas, até que as obras permitam a atracação dos navios. É desativado o antigo porto, ou seja, o "molhe de desembarque", que era a Ponte Metálica, oficialmente, Viaduto Moreira da Rocha
  • 01 de maio de 1954 - Fundado em Fortaleza o Iate Clube, associação de caráter esportivo e recreativo para promoção de corridas de barcos, pesca, banhos de mar, etc., com secretaria na Rua Senador Pompeu nº 1152 e sede na Avenida da Abolição 4813, no Mucuripe com restaurante para os sócios aberto ao público. 
  • 26 de maio de 1954 - Com a presença do governador Raul Barbosa e do prefeito de Fortaleza, Paulo Cabral de Araújo, realiza-se, em Fortaleza, a solenidade de inauguração do novo terminal oceânico, que a Esso Standart do Brasil construiu no Mucuripe, inaugurando o Terminal Oceânico do Mucuripe para recebimento de petróleo, que facilitará o abastecimento de produtos de petróleo dos estados do Ceará, Piauí, sul do Maranhão e, eventualmente, o Rio Grande do Norte. Falaram sobre a importância da obra o prefeito Paulo Cabral e o industrial Diogo Vital de Siqueira. O vigário do Mucuripe, padre José Nílson benzeu as novas instalações. 
  • 10 de novembro de 1954 - Iniciada a construção do Grupo Escolar do Mucuripe, pela Secretaria de Educação e Saúde, com verba do governo federal, prédio vizinho ao Círculo Operário daquele bairro, que é uma iniciativa do padre José Nílson Lima, vigário do Mucuripe. 

Mucuripe em 1989 - Foto de Chico Albuquerque

  • 21 de setembro de 1955 - Entra em funcionamento em teste experimental o Moinho Fortaleza, de J. Macedo & Cia., com capacidade para 48 toneladas, instalado no Mucuripe. 
  • 01 de agosto de 1957 - Reaparece, tão misteriosamente como havia desaparecido há 30 anos, da Igreja de Mucuripe, a imagem de Nossa Senhora da Saúde.
  • 13 de dezembro de 1958 - O velho Farol do Mucuripe, localizado na Ponta do Mucuripe, na Avenida Vicente de Castro s/nº, é desativado em virtude do início do funcionamento do novo Farol, cuja inauguração oficial se deu no dia 15. 
  • 24 de janeiro de 1961 - Trágico fim de um passeio no Mucuripe quando uma duna soterrou, matando três crianças - Mércia, de 12 anos, Milson, de 8, Milton, de 6, sob as vistas não só dos irmãos Marcos Aurélio, de 13 anos, Maurício, de 10, seus companheiros de brincadeira, que escaparam milagrosamente do desmoronamento da barreira, mas também dos próprios pais que, tendo ficado próximo do local do desastre, no jipe, com os demais filhos Márcia Maria, de 1 ano, e Mauro Luis, de 2, nada puderam fazer para salvá-los.

Continua...

Fontes: Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico), Cronologia Ilustrada de Fortaleza - Nirez

Um comentário:

  1. pesquisar na praia do Mucurípe Fort Ce salvamento de afogamento na década de 60 de 4 pessoas da mesma família quem salvou foi Miguel Ramalho Cavalcante um dos irmãos

    ResponderExcluir