Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Parque Pajeú [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quinta-feira, 10 de maio de 2012

Parque Pajeú



O Parque Pajeú nos anos 80 - Ofipro

Em 09 de novembro de 1977, o prefeito Evandro Ayres de Moura sanciona lei autorizando a construção da Avenida Parque Pajeú, que teve concorrência pública em 12/12 na Empresa Municipal de Urbanização de Fortaleza - Emurf.
Era para iniciar na Avenida Dom Manuel, atravessar a Rua Pinto Madeira e ir até a Rua do Pocinho.
A primeira etapa foi inaugurada no dia 16 de outubro de 1981. O trecho compreendido entre a Avenida Dom Manuel, a Rua Pinto Madeira e a Vila Romero, na Avenida Visconde do Rio Branco, nada tinha a ver com a avenida antes projetada e anunciada, que atravessaria o Centro da Cidade.



 

O Parque Pajeú foi criado em 1982 como fruto da urbanização das margens do Riacho Pajeú. A partir de 1997 a Prefeitura de Fortaleza, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e os artistas plásticos cearenses, transformaram o parque em uma grande área de exposição permanente de esculturas. Decreto Nº 5565/80 de 24/04/1980 – Declaração de Utilidade Pública para desapropriação.

A extensão proposta no começo, ia muito além do que ali está configurado estendendo-se até a foz do Pajeú na Praia de Iracema.



 
Arquivo do Blog Inventário Ambiental de Fortaleza

Em 1997, a Prefeitura de Fortaleza juntamente com vários artistas plásticos, criaram um novo espaço cultural abrigando diversas esculturas buscando uma maior valorização da história cearense.

O Parque das Esculturas, como também é conhecido, conta com uma área de aproximadamente, 15.335 metros quadrados.



 
Arquivo do Blog Inventário Ambiental de Fortaleza

O Riacho Pajeú corre integralmente em Fortaleza.

"Pajeú" é um termo de origem tupi, significando "rio do curandeiro", através da junção de paîé ("curandeiro") e 'y' ("água, rio"). O riacho já foi chamado de Rio Marajaik, na época da ocupação holandesa, no século XVII. Posteriormente, chamou-se Rio Ipojuca, Rio da Telha e, finalmente, obteve sua denominação atual.


Foto de Herlanio Evangelista

Foto de Herlanio Evangelista

O Pajeú nasce próximo às ruas Silva Paulet, José Vilar, Bárbara de Alencar e Dona Alexandrina e percorre quase 5 000 metros até chegar ao mar, na Praia Formosa (Praia de Iracema). Sua foz fica no "Poço da Draga", onde atualmente existe o estaleiro Indústria Naval do Ceará. Existem ainda algumas áreas abertas do riacho, mas a maior parte está canalizada em galerias subterrâneas. O Riacho Pajeú encontra-se exposto em área urbanizadas atrás do Mercado Central de Fortaleza, no bosque da Prefeitura de Fortaleza e no Parque Pajeú. Existem outras áreas abertas do riacho, mas que não são áreas públicas.

A canalização do riacho foi efetuada em 1918, pela antiga "Diretoria de Obras Públicas". No bosque do Paço Municipal, o riacho é monitorado e limpo.





Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Nirez, Wikipédia e Inventário Ambiental de Fortaleza



4 comentários:

  1. Só uma correção, a Praia Formasa não fica no bairro Praia de Iracema, ela fica no bairro Centro mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Quando eu coloquei Praia de Iracema entre parênteses, foi me referindo a troca que houve, pois antes, a Praia de Iracema tinha o nome de PRAIA FORMOSA.

      Forte abraço

      Excluir
  2. Por favor, gostaria de ver fotos da região (ruas) em que se encontra, (ou se encontrava) a nascente do riacho Pajeú e fotos da sua foz, onde ele termina e desagua no oceano

    ResponderExcluir
  3. Excelente!!! também fiquei curioso quanto à nascente... esse riacho passa do lado da minha casa!

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: