Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Parque da Liberdade - A Cidade da Criança [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sábado, 28 de maio de 2011

Parque da Liberdade - A Cidade da Criança


Postal colorido à mão de 1930

A libertação dos escravos no Ceará aconteceu no ano de 1884, quatro anos antes de a Princesa Isabel assinar a Lei Áurea acabando com a escravidão no Brasil. O evento prévio cearense foi o mote para a denominação de vários monumentos e locais públicos como a Cidade da Criança.
Foto de 1906 - Arquivo Assis Lima

O lugar, frequentado por adultos e crianças no Centro de Fortaleza, tem uma área de 26.717 metros quadrados e foi iniciada a sua urbanização em 1890 quando recebeu o nome de Parque da Liberdade, referência à libertação dos escravos no Ceará.

Foto do Arquivo de Blanchard Girão - Crianças dançando Quadrilha no Parque

A inauguração oficial só vai acontecer em 1902, quando o muro que cerca a área e as primeiras construções foram concluídas.

O local teve a denominação de Parque da Liberdade até o ano de 1922, quando em homenagem ao centenário da independência do Brasil, passa a chamar-se Parque da Independência. O novo nome vai permanecer por apenas 14 anos, quando em 1936 recebe o epíteto de Cidade da Criança. Como marco da mudança denominativa, é colocada ali uma estátua de duas crianças, um menino e uma menina, fundida em bronze em Milão, na Itália.

Foto de 1937

Em 1948 o local volta a ser chamado de Parque da Liberdade.

Naquele logradouro está instalada hoje a Funci* - Fundação da Criança e da Família Cidadã, órgão da Prefeitura Municipal de Fortaleza. O trabalho da fundação é direcionado a menores abandonados, carentes, espancados e violentados, assim como às famílias deles. Um trabalho sócio-educativo que se estende por toda a cidade.

A Cidade da Criança está aberta diariamente para visitação pública.

Postal de 1945

Ainda em 1890 é construído ali um castelete, como está grafado na placa de bronze em forma de escudo: ´Ano de 1890, construído pelo engenheiro militar Romualdo de Carvalho Barros e seu auxiliar Isaac Amaral, sendo governador do Estado o coronel Luiz Antônio Ferraz.´ Há uma segunda placa de bronze na construção que repete o mesmo texto da placa em forma de escudo.



No meio do parque há uma ilha, e numa placa de bronze é contada a história do local: ´a princípio natural, era recoberta de salsas e plantas exóticas. A água da lagoa era corrente e vinha do Tauape, passando por uma porta d´água rumo ao Pajeú, na Rua do Sol (hoje Costa Barros), dali atingindo o Atlântico (Otacílio de Azevedo, in Fortaleza Descalça, 2ª edição, tiragem especial). No centro da ilha foi construído o Templo do Amor, onde se vê a estátua do Deus Cupido, trazendo nos ombros a alfava de flechas, em 1940 foi erguido um suntuosos restaurante no que era a diretoria da escola. Daí partiam os barcos para passeio, nesta época havia espaços ao ar livre para corridas de bicicletas, patins e corridas de tamancos e jegues. Em 1951 foi criado pela primeira vez o mini zoo

Postal Lagoa do Garrote de 1905 - Assis Lima

Sobre um dos portais do parque, o que fica em frente à praça da Igreja do Coração de Jesus, foi erguida a estátua de um índio, quando do retorno à denominação de Parque da Liberdade. No portal há uma placa que explica: ´O índio representa a liberdade, com os braços abertos, quebrando os grilhões que lhe acorrentavam os pulsos. Esta escultura foi obra do pintor e escultor Euclides Fonseca, que esteve no Ceará realizando uma exposição de pintura na cultura artística em 1925. A estátua é de cimento pintado imitando bronze (Otacílio de Azevedo, in Fortaleza Descalça, 2ª edição, tiragem especial)´.



A Cidade da Criança teve sua inauguração formal em 1902, no governo do coronel Luiz Antônio Ferraz, com o nome de Parque da Liberdade. Em 1922 no Governo de Justiniano de Serpa, o prefeito Ildefonso Albano, em comemoração ao primeiro centenário da independência, fez mudanças no muro que circunda o parque deixando-o em estilo colonial e transportou para ali as grades do Passeio Público. Foram colocadas então quatro portas circulares com telhado e beira-bico nos quatro cantos do logradouro.


Em 1938 sofreu outras reformas, recebendo o nome de Cidade da Criança através do Decreto N° 187, de 28 de janeiro de 1938, mesmo ano, quando o prefeito Raimundo Araripe criou o serviço de educação infantil, mantido pela municipalidade de Fortaleza, que funcionou naquele local.



1906 - Arquivo Assis Lima

Hoje a escolinha e o mini zoológico que funcionaram por algumas décadas já não existem. Os edifícios estão ocupados pelos funcionários públicos e a área externa é usada para passeio e lazer dos fortalezenses, apesar das condições de limpeza não serem as melhores e haver reclamação de populares sobre a falta de policiais no local.






Em plena manhã de sol, casais aproveitam a sombra das árvores nos bancos em volta do lago para namorar, pais e mães passeiam com filhos e dão comida aos patos e gansos espalhados pela grama e no lago.


1937 - Arquivo Assis Lima

O lago está com o espelho d´água muito baixo e muitas garrafas pet e copos descartáveis dão um aspecto muito desagradável. Ali é necessária uma limpeza urgente.

Na ilha do amor a estátua do Cupido está completamente pichada, muitas pessoas foram lá e sujaram a escultura escrevendo seus nomes com tinta óleo branca. A estátua também precisa de restauração, assim como a do índio sobre o portal de entrada.

Foto de Patricia Martins

Muitos mendigos usam o local para dormir e os transeuntes reclamam que eles sujam o parque. A segurança é outra reclamação de quem passa pela Cidade da Criança.

Fatos Históricos:

  • 13 de Maio de 1890 - Entregue ao público um novo logradouro, ou seja, a urbanização da Lagoa do Garrote, sob a orientação do engenheiro Romualdo de Carvalho Barros e seu auxiliar Isac Correia do Amaral (Isac Amaral), na administração estadual do coronel Luís Antônio Ferraz.
    Recebia águas de alguns riachos, inclusive do que vinha da lagoa existente na atual Praça da Lagoinha (oficialmente é Praça Capistrano de Abreu) e sangrava para o riacho Pajeú.
    Foi chamada de Parque da Liberdade, em homenagem à abolição da escravatura e depois Parque da Independência, em 1922, no Centenário da Independência do Brasil, quando recebeu em sua entrada principal a grande estátua do índio, representando o Brasil quebrando os grilhões que o prendiam a Portugal.
    Foi na administração municipal de Ildefonso Albano.
    Depois, em 1937, ali se instalou a Cidade da Criança, dirigida pela professora Zilda Martins Rodrigues e, recentemente, a escola mudou-se para a praça que fica no riacho Pajeú, na Rua 25 de Março.
    Memoráveis festas ali já aconteceram, como a Festa da Imprensa, promovida pela Associação Cearense de Imprensa - ACI, feiras industriais e comerciais, parques de diversões, etc.
    O povo confunde as denominações, misturando o parque e a escola, chamando-o, erradamente de "Parque das Crianças".
Arquivo Assis Lima

  • 07 de Setembro de 1922 - Dia do Centenário da Independência do Brasil, no governo de Justiniano de Serpa, o Parque da Liberdade ganhou o nome de Parque da Independência, ocasião em que ganhou também a estátua do índio quebrando os grilhões, ou seja, o Brasil libertando-se de Portugal, em cima do portão principal, sendo reinaugurado.
    No local da estátua havia uma outra, de Apolo, que fora presenteada ao Ceará pelo Estado do Pará em 1890.
  • 05 de Julho de 1927 - A Prefeitura Municipal de Fortaleza - PMF inicia a plantação de árvores em redor do Parque da Independência (depois Parque da Liberdade).
  • 19 de Março de 1929 - Roubado, à noite, o automóvel do médico.
    Eliezer Studart da Fonseca, que logo é encontrado abalroado em um banco no Parque da Liberdade.
    O ladrão, o primeiro no gênero, em Fortaleza, foi Milton Sombra de Melo (Pirulito) que apenas queria dar uma volta de carro.
    Foi perdoado.
  • 15 de Outubro de 1940 - Procedente do Norte, chega mais uma vez em Fortaleza, o presidente Getúlio Dorneles Vargas (Getúlio Vargas) que às 19 horas profere discurso na Praça General Tibúrcio e às 21 horas participa de banquete no Ideal Clube.
    No dia seguinte visita a Cidade da Criança no Parque da Liberdade e o Posto de Piscicultura, no Tauape (hoje Gentilândia) e às 10h toma o avião com destino à Paraíba.

A visita do então presidente Getúlio Vargas ao Parque da Liberdade. Ao seu lado, a professora Alba frota e o prefeito Raimundo de Alencar Araripe - Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Nirez


*Hoje funciona a  Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da PMF.  A FUNCI agora faz parte dela. 

Fontes: Diário do Nordeste/Portal do Ceará

13 comentários:

  1. O Parque da Criança, era como se fosse o "jardim" da minha casa. Morei minha infância alí perto, então ele tem um grande significado para mim.Adorei rever as fotos antigas.
    Aproveito para agradecer a sua passada, na Cadeirinha.
    Beijinhos, amiga

    ResponderExcluir
  2. Na época que ele era o seu "jardim" devia ser maravilhoso, pena que hoje em dia esse lindo Parque não receba as devidas atenções por parte dos que deviam se preocupar em mantê-lo limpo e seguro... É como se ele só tivesse utilidade no dia das crianças¬¬

    Beijos, linda

    ResponderExcluir
  3. Morei na Rua Barão de Aratanha,pertinho do Parque da Criança de 1958 a 1964,foi linda minha infância Fortaleza era limpa e muito bonita no Centro da Cidade onde cresci.

    ResponderExcluir
  4. Cara Leila, atualmente o nome da unidade da PMF que funciona no Parque da Liberdade é a Secretaria de Direitos Humanos - SDH: http://www.fortaleza.ce.gov.br/sdh. Parabéns pelo site, é adorável!! Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Cara Leila, meus parabéns pelo site, é adorável!! Gostaria só de acrescentar que atualmente, no Parque da Liberdade, funciona a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da PMF. A FUNCI agora faz parte dela. Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela informação, Tatiana, vou editar o texto e acrescentar a mudança! :)

      Forte abraço e agradeço a visita, volte mais vezes!

      Excluir
  6. O nome Parque da criança, nunca vai sair de cena. Rosendo.

    ResponderExcluir
  7. Olá Leila! Descobri por a caso que a estátua de duas crianças, um menino e uma menina, que está no Parque da Liberdade, não é feita de bronze e sim de Terracotta, uma espécie de argila vermelha muito usada em esculturas na Itália. Por favor, corrija a informação em seu blog. Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Tenho vaga lembrança do mini-zoológico. Entretanto, lembro-me bem, nos anos 70, da escolinha e do Dia das Crianças, que era comemorado por lá...

    ResponderExcluir
  9. Na década de 80, lembro que nos sábados e domingo a noite rodavam aqui aquelas músicas que hoje chamam de flashback, vinham pessoas de diversos canto da cidade, então, morava ali perto na Conselheiro Tristão e comparecia ao local pra conquistar "as minas" , infelizmente minha fealdade não me permitia qualquer conquista, mas valeu a intenção intenção, Leila valeu pelas lembranças.

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: