°°°Fortaleza Nobre°°°: A Era das Estrelas do Rádio
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sábado, 18 de agosto de 2012

A Era das Estrelas do Rádio


Auditório da Ceará Rádio Clube localizada no Ed. Pajeú - Livro Os Dourados Anos de Marciano Lopes

Na década de 1950, quando Fortaleza era uma pequena e recatada urbe, dez vezes menor do que é hoje, a façanha de se conseguir um ingresso para programas de auditório na Ceará Rádio Clube (PRE-9) ou Rádio Iracema (ZYR-7), as duas únicas emissoras de rádio então existentes na cidade, tornava-se algo tão disputado quanto é hoje garantir um lugar na plateia do cinema que exibe 3D.

Geralmente realizados nos finais de semana, já às quartas-feiras todos os ingressos estavam vendidos a uma plateia essencialmente democrática, que abrangia desde empregadas domésticas até respeitáveis matriarcas de importantes famílias locais.

Cantora Maria José de Deus (Celina Maria), da ZYR-7, Rádio Iracema - Livro Os Dourados Anos de Marciano Lopes


Entre os programas de maior popularidade na PRE-9, em seu simpático e sempre superlotado auditório do edifício Pajeú, estavam "Divertimentos em Sequência", comandado em sua fase áurea por João Ramos, um dos mais talentosos profissionais da comunicação cearense em todos os tempos, e o "Noturno Pajeú", tendo à frente Augusto Borges e, numa fase mais recente, Paulo Limaverde.



Para as crianças, havia a atração irresistível do "Clube Papai Noel", na manhã dos domingos, inicialmente apresentado por um jovem que viria a se tornar prefeito de Fortaleza aos 28 anos, em legítima eleição popular: Paulo Cabral de Araújo. Na Rádio Iracema, fazia sucesso o "Fim de Semana na Taba", onde Armando Vasconcelos reinava absoluto às noites dos domingos.

Além de apresentarem atrações nacionais e internacionais, as duas emissoras fortalezenses contavam com um trunfo imbatível para sua magnífica receptividade junto ao público: eram as estrelas da própria terra alencarina, como se dizia nos anos 50 e 60, com seus aguerridos clubes de fãs, tão queridas e aplaudidas na época quanto hoje o são famosos artistas da televisão.


Ayla Maria foi descoberta a partir dos pastoris que se apresentavam na praça José de Alencar. Ela acabou sendo ‘A voz orgulho do Ceará’ - Livro Os Dourados Anos de Marciano Lopes e Arquivo Nirez

Os homens também tinham vez e voz, é claro, mas as mulheres alcançavam maior destaque na seara artística local. Cada artista possuía um estilo próprio com o qual conquistava seus admiradores.

Havia o romantismo de Maria Guilhermina e Zuíla Aquiles; o charme adolescente de Fátima Sampaio e Lúcia Sampaio; as vozes harmônicas e de longo registro das Irmãs Vocalistas (Cleide e Adamir Moura); a rivalidade encenada pelos tietes das estrelas Ayla Maria¹ e Ivanilde Rodrigues, ambas ainda a cumprir marcante desempenho no teatro.


Entre o público masculino, criava intensa empolgação o gingado irresistível de Keyla Vidigal, uma espécie de precursora de Wanderléia e Clara Nunes no completo domínio de palco.

Keyla Vidigal - Livro Os Dourados Anos de Marciano Lopes

Sem esquecer o carinho concedido pelos fãs de Telma Regina, Vera Lúcia, Marilena Romero, Ísis Martins e tantos outros talentos dignos do painel de honra das grandes intérpretes brasileiras. Dessa forma, conquistaram espaço no cenário artístico, na cultura e na história do rádio cearense.

Assim como Keyla, Thelma Regina encantava o público com o talento vocal e estilo sofisticadoLivro Os Dourados Anos de Marciano Lopes

Isis Martins - Coisas que o Tempo Levou - A Era do Rádio no Ceará de Marciano Lopes

Curiosidades

Zuila aquiles - artista da Ceará Rádio Clube, fazia o gênero cantora de câmara, apresentava-se semanalmente, à noite, e não costumava cantar em auditório.

Maria guilhermina - foi aclamada como estrela da canção portenha. O tango era o principal gênero do seu repertório.

Lúcia Elizabeth - era jovem e simpática. Sobrinha de Vera Lúcia, também pertencia à casta da Rádio Iracema.

Cleide Moura e adamir moura - eram as irmãs vocalistas da Ceará Rádio Clube. Muito talentosas, arrancavam aplausos entusiásticos da platéia.

Marilena Romero - Livro Os Dourados Anos de Marciano Lopes


Marilena Romero - teve grande atuação fora dos palcos da rádio. Especialista no gênero musical "buate" fazia muito sucesso cantando na noite.

Thelma Regina - chamava a atenção do público pela elegância. Apresentava-se em trajes de gala que destacavam ainda mais sua beleza.

Fátima Sampaio - iniciou a carreira como cantora ainda menina, no programa infantil das manhãs de domingo da Ceará Rádio Clube.

Ísis Martins - começou cantando com duas irmãs. As três ficaram conhecidas como as "pastoras" do cantor Paulo Cirino. Depois, Ísis se lança na carreira solo.





¹AYLA MARIA (Foto ao lado, com o ex marido Armando Vasconcelos) - Nome artístico de Maria Ayla da Silva Vasconcelos. Natural de Monsenhor Tabosa. Veio criança para Fortaleza e logo foi admitida no programa Clube do Papai Noel, da Ceará Rádio Clube; passou-se depois para a Rádio Iracema. Representou o Ceará no Festival de Música Brasileira (1958, Maracanãzinho, Rio de Janeiro), alcançando imenso sucesso com sua interpretação de Babalu. Como cantora, apresentou-se também em outras cidades do Brasil, principalmente as do Nordeste. Integrou a lista de melhores da Revista do Rádio (1965). Destaque da TV Ceará. Disco de Ouro da Associação Cearense de Rádio. Jornalista: “Gazeta de Notícias”. Foi a Mitz da opereta Valsa Proibida, de Paurilo Barroso, na montagem de 1965; participou da remontagem das principais burletas de Carlos Câmara, bem como de espetáculos da Comédia Cearense. Pelo seu espírito filantrópico, apresentou-se em entidades assistenciais, recebeu Bênção Especial do Santo Padre Papa Paulo VI.





x_3cd22245

Créditos: Diário do Nordeste de 14/02/2010, 
Os Dourados Anos de Marciano Lopes, AOUVIR e Arquivo Nirez

Nenhum comentário:

Postar um comentário