Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


terça-feira, 30 de março de 2010

Fortaleza - Anos 40


Começaremos nossa viagem rumo aos anos 40 com essa magnífica fotografia (é o novo! rsrs) da Praia do Mucuripe - Ano de 1949.


Agora um raro postal da Ponte Metálica - Ano de 1946



Outra raridade é essa foto do Estádio Presidente Vargas( O P.V.) de 1940



Postal do Mucuripe - Anos 40



Imprensa Oficial década de 40



Por falar em fotos raras, essa é da Escola doméstica, situada na antiga rua Visconde de Cauype, hoje Avenida da Universidade.



Ed. Vitória - Anos 40



Postal da Praça do Ferreira - 1946



Praia de Iracema - 1946



Postal de 1940 vendo-se o Colégio Militar, na Av. Santos Dumont, a Igreja do Cristo Rei que está de costas na foto. O Colégio Militar, ainda sem piscinas e a praça ainda era apenas praça, sem o campo de futebol.



Vista da entrada do estádio Presidente Vargas o famoso PV, na déc. de 1940.



Solar de Luiz Moraes Correia, em Jacarecanga 'A Fortaleza dos anos 40' Uma das mais imponentes residências da cidade, precisamente na esquina da praca do Liceu com a Av. Francisco Sá olhando o jardim da casa de Pedro Philomeno Gomes.



Anos 40 - Abrigo Central edificado em 1942 e demolido em 1967



Outra foto do antigo Abrigo Central, agora um postal de 1949



R. Barão do Rio Branco, em 1941, vendo-se o ed. do London Bank



Prédio do IAPB, foto de 1943



Praia de Iracema - Década de 40



Postal de 1940 da Rua Major Facundo



Postal colorido a mão, Ed. São Luiz, 1940



Postal 1946 praia de Iracema



Igreja do Carmo - 1945



Estoril - Foto de 1940. Em 1943 ele foi o clube de veraneio da época


Fonte: Internet

11 comentários:

  1. Na foto onde está o colegio militar vc. diz que é a igreja do pequeno grande, não seria a do Cristo Rei.
    Felipe Farias

    ResponderExcluir
  2. Tem razão, Felipe! Falha minha ¬¬

    ResponderExcluir
  3. O que acabei de ver é o que está mais nitidademente gravado em minha memória.
    Nasci em 1942 e foram incontáveis as vezes em que minha mãe ia a centro(à praça, se dizia,então)e me carregava...
    Eu fui a caçula, de seis,...ela tinha mesmo que me levar à tira-colo...rsrsr!

    O abrigo central era "ponto obrigatório" para merendar uma abacatada, ou bananada....
    Uma paradinha na Leão do Sul, para comprar pastéis para os irmãos que ficaram ema casa..

    Naquela época,existia a loja de roupas femininas "A Rainha da Moda"(Pedro Borges com Major Facundo, na Pç. do Ferreira).Pertencia à uma comadre da mamãe. O prédio ainda está lá...
    Ali ela parava pra conversar...
    Tempo bom, aquele!!!!! Agora tmb é..rsrsr

    Um abraço, amiga,
    Lúcia Bezerra de Paiv

    ResponderExcluir
  4. Os pastéis da Leão do Sul continuam fazendo sucesso, isso que é tradição!

    ResponderExcluir
  5. Voltei!
    Não sei se vc já viu, ultimamente se posta uma "falsa baiana" na "coxia'rsrsr bem na frente do Leão do Sul, vendendo acarajé...Pois eu entro no Leão, fico merendando meu pastel de carne com a cheirosa e quente azeitona verde(tem que ser verde, é tradição)acompanhado de um dulcíssimo caldo de cana!!!
    Agora um "ti-ti-ti": meu querido e santo marido,quando vai "à praça" comigo se dirige à baina, e pede um acarajé...NOTA: êle é indiano e só come bem apimentado!!!

    Eu já vou, mas volto!
    Beijos
    Lúcia Paiva Bezerra

    ResponderExcluir
  6. Fui sábado, não vi a tal "falsa baiana", talvez ela já tivese ido embora, cheguei lá umas 15:45hs +ou- rsrs
    Lembrar do gosto delicioso desse pastel(com essa azeitona verde hummmmmmm) com caldo de cana, me deu fome rsrs

    ResponderExcluir
  7. Pois é, como o pastel sempre com caldo de cana,juro, senão não tem.....tanto sabor!
    Será que descobriram que a baiana é falsa.rsrr?
    Ou então ela fica alí em "dias úteis"...sábado e domingo é na beira-mar...tem "gringo" rsrsr

    Até, amiga, produtiva semana!

    ResponderExcluir
  8. Muito bonito esse site. Nos remete a lembranças tão boas...Mas que tal dar uma olhada para a Fortaleza de hoje? Suja, esburacada, transito cada dia mais inviável, transporte público de péssima qualidade. E de nada adianta colocar as responsabilidade sobre o poder público. Como diz meu amigo João Joaquim de Melo Neto, idealizador do Banco Palma (a mais bela ação em prol de Fortaleza nos últimos anos, "o governo pode ajudar ou atrapalhar, mas quem faz mesmo é o povo". Fica aqui meu lamento e meus votos de que Fortaleza realmente venha ser uma cidade a altura do que merece.
    Maricélia (nascida e criada em Fortaleza, há 22 anos morando fora)

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, Maricélia!

    Pois é, pior é que seu amigo está coberto de razão, a população é a grande responsável por tanta coisa errada que vemos em nossa Fortaleza.

    Sobre o Bco Palma, parabenize-o por mim, realmente um empreendimento que deu MUITO certo!

    Beijos e obrigada

    ResponderExcluir
  10. Cara Leila,

    Adorei seu Blog! Nossa Cidade é realmente Bela, mas, nosso povo precisa cuidar melhor de sua cidade. Nossa cidade está tomada pelo lixo, que jogado nas esquinas e nas ruas pelo próprio povo, as praças são depredadas poucos dias depois de serem reformadas. Nas praias tão belas de nossa cidade o lixo se mistura a paisagem. Nosso povo precisa se educar e ajudar a nossa cidade a ser como era antigamente...

    Parabéns pelo Blog!

    Daniel Joca

    ResponderExcluir
  11. Concordo com tudo o que vc falou, Daniel, realmente o nosso povo precisa ter orgulho dessa cidade e preservar e cuidar mais de Fortaleza.

    Um abraço apertado e espero vê-lo novamente no blog :)

    ResponderExcluir