Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Farmácia Oswaldo Cruz [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Farmácia Oswaldo Cruz




Há mais de 75 anos no coração de Fortaleza


Fundada em 29 de Maio de 1934 na Praça do Ferreira, foco central da cidade, de propriedade da da firma Hortêncio Mota & Companhia composta dos sócios: Benjamin Hortêncio de Medeiros, Murilo Hortêncio de Medeiros, Hortêncio Mota de Campelo Matos, Áureo Hortêncio de Aguiar, Artur Augusto Porto e Raimundo Paiva Mota, em prédio de propriedade de Plácido de Carvalho, construído em 1927.
Hoje pertence a Edgar Rodrigues de Paula.
 Foi a pioneira com manipulação no estado do Ceará.


Farmácia Oswaldo Cruz - Acervo Carlos Juaçaba

Na Oswaldo Cruz, a memória é preservada através de sua arquitetura e exposição de objetos farmacêuticos antigos.


Farmácia Oswaldo Cruz há 22 anos. Arquivo jornal O Povo  de 12/09/1989



As estantes dos medicamentos são de 1932 e o mosaico do piso é da década de 30 - Foto Antônio Ximenes

Em 1950 a empresa proprietária ficou em dificuldades financeiras e transferiu o controle da farmácia para outro boticário, Edgar de Paula. O novo proprietário nunca modificou nem a estrutura externa nem a interna da farmácia.




O setor de manipulação da farmácia foi reestruturado para atender as novas normas técnicas da legislação vigente, adequando-se aos padrões de qualidade exigidos. Possuem equipamentos de última geração, por isso conseguem produzir sua fórmula em até 1 hora.
Mas não é só com manipulação que a Farmácia trabalha, também possuem todo tipo de medicamentos industrializados, inclusive os Genéricos.


Farmácia Oswaldo Cruz, em 1952. Foto Arquivo Nirez


"O simples olhar em direção a fachada do prédio levou-me a uma viagem para 1934, ano em que oficialmente, foi inaugurada a Farmácia Osvaldo Cruz, ao lado da Praça do Ferreira. Chamou minha atenção a riqueza de detalhes arquitetônicos que pouco se vê nas construções de hoje em dia; e, é claro, uma certa sensação de angústia, por ver aquela Construção tão apertada, quase engavetada entre outros imóveis, testemunhando o progresso ao seu redor, com o barulho do comércio, a sujeira das ruas, a pressa das pessoas sempre indo a algum lugar sem mirar com atenção, o caminho que percorrem. Tudo isso é tão diferente do passado elegante do qual foi testemunha este Prédio tão importante para a história de nossa Cidade.
Os balcões ainda são os mesmos, de madeira, emoldurando um corredor central, com um piso tão bonito quanto a memória de quem já pisou por ali.
Os atendentes todos de branco, com suas becas, atendendo com uma atenção, uma educação, diria até, uma sapiência, que traria inveja aos médicos da atualidade. Todos os balconistas oferecem um serviço quase de aconselhamento religioso, influenciados, acredito, pelo clima sagrado que a antiguidade do recinto passa a todos que lá entram.
O referido Prédio foi construído por Antônio Rodrigues Ferreira (Boticário Ferreira), onde instalou sua “Botica”, na Rua da Palma, que hoje é a Major Facundo, e logo ficou conhecida como “Botica do Ferreira”, tão popular se tornou que, em 1871, deu nome a nossa “Praça do Ferreira”. Em 1932, a Botica foi vendida para Hortêncio Mota de Matos, e em 1944 foi repassado para Edgar Rodrigues de Paula, 3º aluno da 1ª Turma do Curso de Farmácia da Universidade Federal do Ceará. Estando em pleno funcionamento até a data de hoje..."  Antônio Ximenes


Foto de Lana Bleicher


Na onda da modernidade, você pode inclusive fazer seu pedido Online AQUI


Endereço da Oswaldo Cruz:
Rua Major Facundo, 576 - Centro 
Fortaleza - Ceará / (85) 3201.4754 
contato@farmaciaoswaldocruz.com.br



Créditos: Site da Farmácia, Cronologia Ilustrada de Fortaleza de 
Miguel Ângelo de Azevedo e Blog Janelas Falantes

7 comentários:

  1. Oi, Leila!

    Considero esta a mais bela "Pharmácia" da cidade, por dento e por fora. Não gosto da cor atual da fachada...mas tenho que conformar meu olhar...ou seria acostumar?
    Tenho outro motivo pra ter parado aqui, hoje: não faz tanto tempo parabenizei você pelos seus 100 seguidores.Agora vejo que já são 200 >>>>>
    VIVA!
    PARABÉNS!
    BEIJOS!

    ResponderExcluir
  2. OBRIGADA AMIGAAAAAA! :D rsrsrs
    Parece que o blog caiu no gosto
    popular rsrsrsrs

    Beijossssssssss

    ResponderExcluir
  3. O revoltadinho que falou que a foto em questão não pertence ao Jairo Silas, favor clicar no link que se encontra embaixo da foto que aparecerá a página de Jairo com a foto em questão.

    Ah, os comentário agora serão moderados, porq nem todos são educados suficientes para expressar sua divergência de opinião.
    Ainda bem que falo da minoria, porq na grande maioria (90%) são super educados!

    ResponderExcluir
  4. Estou PASMA, Leila!
    Retornei a este post exatamente pra tirar
    dúvida da cor atual da Oswaldo Cruz.
    Ou estou mesmo velha, ou "ligeiramente" OBNUBILADA". Quando fiz o comentário acima,dia
    25 p.p. no Jairo Silas não tinha link.Lembro porque saio clicando tudo que é link de fotos(adoro fotografia!) Hoje, leio este seu comentário e não entendi "bulhufas de catibiriba", minha NOBRE amiga! Que "revoltadino" é esse a quem vc se refere, se os dois comentários depois do meu (1º) são seus?
    Tá tudo tão sem nexo, não? Dá pra explicar?
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga!

    Menina, nem te conto... rsrs
    Apareceu por aqui um sujeitinho me "engolindo" por ter colocado o crédito da tal foto como sendo de Jairo Silas(por isso tive que colocar o link
    para provar de onde obtive a foto).
    Ficou sem nexo, porq precisei excluir o comentário grosseiro e sem educação, exatamente por respeito aos leitores do blog, que não merecem ler tanta baixaria.

    Uma semana incrível pra ti

    ResponderExcluir
  6. Na época do final do ano de 1960 até o ano de 1974 eu costumava ficar na calçada da farmácia observando a movimentação das pessoas na praça do Ferreira.

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: