Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

As Nossas Misses


Berenice Moraes - Miss Fortaleza 1929

Em 25 de fevereiro de 1929 houve o primeiro concurso para a escolha da Miss Fortaleza e a candidata mais votada foi a senhorinha Mirtea Caminha, que recebeu 2.233 votos.
O encerramento do concurso de beleza aconteceu no dia o2 de março daquele mesmo ano, com a vitória da candidata Maria Nazareth Silveira, Miss Fortaleza, com 10.884 votos, que passou a ser automaticamente Miss Ceará.
No dia 19 de agosto de 1929 no Theatro José de Alencar, Berenice Moraes foi eleita Miss Praia de Iracema e aclamada como Miss Fortaleza.
Berenice é filha do jornalista Tancredo Moraes e da escritora Adília Albuquerque Moraes.


Magnólia Cavalcante - Miss Fortaleza 1930 / Alba Ferreira - Miss Ceará 1930

No dia 07 de abril de 1930 saiu o resultado final da apuração do concurso para Miss Fortaleza.
A vencedora concorreu ao título de Miss Ceará, Miss Brasil e depois Miss Universo.
O resultado foi: Alba Ferreira, 61.437 votos; Magnólia de Sousa Cavalcante, 31.057 votos; sendo proclamada Miss Fortaleza, Alba Ferreira.
Em 21 de junho de 1930 Houve grande festa no Teatro José de Alencar, a Srta.
Alba Ferreira, eleita Miss Fortaleza, é proclamada Miss Ceará.


No período do concurso de Miss Ceará, que era patrocinado pelos Diários e Emissoras Associados, cobrindo o período de 1955 até 1980, nenhuma candidata concorreu a um concurso separado de Miss Fortaleza, as candidatas de Fortaleza sempre representavam seus clubes sociais.

Miss Brasil

“Quando a baiana Martha Rocha tirou o segundo lugar no Miss Universo, em 1954, uma verdadeira empolgação com os concursos de beleza surgiu no Brasil”, relembra Raimundo Barbosa Júnior.


Emília Barreto de Corrêa Lima foi eleita Miss Brasil, representando o estado do Ceará, e uma das semifinalistas do Miss Universo.



No Ceará, a euforia pelo concurso não foi diferente. A professora Emília Barreto Corrêa Lima foi eleita Miss Ceará pelo Clube Maguari em julho de 1955. No mesmo ano, foi eleita Miss Brasil.
Depois, viajou para Long Beach e se classificou entre as semifinalistas.



Traje típico de Emília representando uma baiana. 
Fonte: Revista "O Cruzeiro" nº 39 de 09 de julho de 1960. Foto: Indalécio Wanderley.



Carta que Rachel de Queiroz escreveu para a nossa primeira Miss Brasil.

Esta carta foi publicada na revista "O Cruzeiro" nº 42 de 30 de julho de 1955, na seção "Última Página", que Rachel de Queiroz assinou por vários anos. Arquivo Raimundo Jr.

Emília nasceu em Sobral, foi criada em Camocim, estudou no Rio de Janeiro e morava em Fortaleza quando foi eleita miss. Casou-se, teve quatro filhos, ficou viúva e, hoje, mora no Rio de Janeiro.




Emília tem um rosto clássico, é extremamente meiga e doce, tem um nariz belíssimo. Tais traços inspiraram Millôr Fernandes. “A mulher, para ser bonita, precisa ter nariz. Marta Rocha não tem, e o de Emília dispensa qualquer elogio”.




Emília Barreto Corrêa Lima

Sempre linda, até debaixo d'água!

Foto: Capa da Revista "O Cruzeiro" nº 26 de 14 de abril de 1956



Jornal Unitário de 28 de junho de 1955 - Arquivo Djani Pinheiro Landim


Desta forma, o efeito Marta no Brasil e o de Emília no Ceará levariam as duas Misses Ceará nos anos seguintes — Maria de Jesus Holanda, em 1956, e Lia Pires de Castro, em 1957 — a se classificarem no Miss Brasil em quarto lugar.

Em abril de 1956, Mazu, como Maria de Jesus Holanda era chamada, foi ao dentista. O então presidente do Clube dos Diários, ao vê-la, encantou-se com sua beleza e convidou-a para ser a miss do clube. 

Desfile em 1956 no Náutico Atlético Cearense


A Miss Maria de Jesus Holanda


Em 1957 a revista O Cruzeiro comparava a beleza de Lia Pires de Castro com Grace Kelly e Ingrid Bergman. “É um misto de Grace Kelly e Ingrid Bergman como diz o nosso repórter Alencar Monteiro. Sem dúvida alguma, forte candidata ao título”.




Na passarela, a Miss Ceará de 57, Lia Guimarães Pires de Castro. Apesar dela representar os Clubes Elegantes, ela era do Clube Massapeense. Foi a candidata mais alta do Miss Ceará e Miss Brasil.




Lia Pires - Miss Ceará 1957 - A cearense Lia Pires de Castro tinha um rosto que lembrava as fisionomias de Grace Kelly e Ingrid Bergman. Em certas ocasiões, o público aplaudia Lia e gritava pelo nome de Grace Kelly. Lia não tornou-se estrela de cinema e não casou com nenhum príncipe. Bastou sua beleza, sua classe e a aura mágica de um título de Miss para ganhar um lugar eterno nos corações dos cearenses. 
Daslan Melo Lima


Lia, a mistura brasileira perfeita de Grace Kelly e Ingrid Bergman.

Lia Pires de Castro, Miss Ceará 1957, vestindo o maiô Catalina com o qual desfilou no Quitandinha. (Manchete, 06/07/1957).



Lia Pires de Castro, Miss Ceará 1957, vestindo um maiô Catalina.


O apresentador e jornalista Armando Vasconcelos entrevista a Miss Ceará 1957 Lia Guimarães Pires de Castro, depois que voltou do Rio de Janeiro, ostentando um quarto lugar no Miss Brasil 1957. 

 Arquivo Armando Vasconcelos


Em 1958, o Ceará entrava no badalado “beleza com propósito”. Toda a renda do concurso foi revertida em benefício do Hospital Infantil da Maternidade Popular em Fortaleza. Maria Sanford Frota foi a Miss Ceará desse ano. Vinda de Sobral, era professora primária e praticava natação e equitação.


14 de junho de 1958 - Maria Sanford Frota no Náutico Atlético Cearense




No ano seguinte, apareceu a primeira das misses Ceará que renunciaram ao título para casar — Rufina Braga da Justa. Ela foi capa de O Cruzeiro antes de ser eleita Miss Ceará, na reportagem sobre o “Ceará e seus lindos brotos, que amam os clubes e o mar”.

Rufina Braga da Justa - Miss 1959


Rufina foi enfaixada por Maria Sanford Frota.


No Ceará, sempre concorriam algumas cidades do interior do Estado, porém a grande maioria vinha dos clubes elegantes de Fortaleza — Maguari, Náutico, Ideal, Massapeense, Diários.

O ápice
A década de 1960 é lembrada pela Jovem Guarda, pelos grandes festivais, inauguração de Brasília e por muita alegria. O concurso de Miss Brasil continuava de vento em popa. Todos queriam que o Ceará emplacasse uma nova Miss Brasil, fato que só aconteceria em 1989 com Flávia Cavalcante Rebelo, e o Brasil queria uma Miss Universo, pois desde 1954 amargou três segundos lugares, com Marta Rocha, Teresinha Morango e Adalgisa Colombo, além de um quinto lugar, em 1959, com a carioca Vera Ribeiro.

Finalmente, em 1963, a gaúcha Iêda Maria Vargas foi eleita Miss Universo em Miami. Cinco anos depois, uma baiana foi eleita Miss Universo.

No Ceará, a primeira miss dessa década chama-se Vanda Lúcia Gomes de Mattos Medeiros, que era baiana de Jacobina, mas muito cedo se mudou com os pais para o Crato, cidade por onde concorreu.




Vanda Lúcia - Miss 1960



Stênio Azevedo e Geraldo Nobre no livro Momentos inesquecíveis, sobre o concurso de Miss Ceará da época dos Diários e Emissoras Associados, pertencente ao empreendedor Assis Chateaubriand, contam que Stênio Azevedo teve a ideia de fazer um concurso no sul do Ceará para eleger a mais bela do Cariri. Eles recordam que restaram duas candidatas — uma de Crato e outra de Juazeiro do Norte, pois as cidades de Barbalha e Jardim haviam se retirado do concurso. Mesmo com um número ímpar de jurados, o presidente do júri deu como empatada a competição, devido aos ânimos acirrados entre o povo das duas cidades. Assim, as duas tiveram a oportunidade de disputar em Fortaleza.

Ainda em 1960, Irineide Silveira, segunda classificada no Miss Ceará representando a Associação dos Interclubes (associação que reúne os clubes sociais de Fortaleza) ganhou de seus associados uma belíssima homenagem recebendo uma faixa como sendo a Miss Fortaleza de 1960. A partir deste momento, nos concursos de Miss Ceará aparecerá quase sempre a segunda colocada como Miss Fortaleza. Em alguns anos, surge também a Miss Interior, título dado para misses que representavam municípios do interior do Estado.

Elza Maria Laureano dos Santos

A Miss Ceará 1961, Elza Maria Laureano dos Santos, era gaúcha, mas sempre viveu no Ceará. Fez muito sucesso no Miss Brasil e se classificou em quarto lugar.


O concurso de 1961 

Rita Nóbrega de Melo, a Miss Ceará 1962, nasceu em Caicó no Rio Grande do Norte, mas morava em Fortaleza e representou a Associação Atlética do Banco do Brasil. Foi semifinalista no Miss Brasil e ganhou o primeiro título de Miss Simpatia.

Rita Nóbrega - Miss Ceará 1962

Em 1963, a Miss Ceará Vera Maria Barros Maia representou o Fortaleza Esporte Clube, que pela primeira vez participava do Miss Ceará.

Vera Maria - Miss 1963


Em 1964, ano emblemático para o Brasil com a “revolução dos militares”, os concursos não foram afetados e continuavam firmes e fortes. A Miss Ceará deste ano foi a belíssima Ana Maria Carvalhedo. Ela ficou em 9º lugar no Miss Brasil, por insistência da atriz Tônia Carrero que estava no júri. Tônia gostou tanto da Miss Ceará que exigiu a criação de um 9º lugar. Até então, e nos anos posteriores, quase sempre foram oito semifinalistas e, depois, eram escolhidas quatro finalistas.

Ana Maria - Miss 1964

Mais uma miss que renunciou ao título para casar foi Iassodara Cavalcante Viana, a Miss Ceará 1965.

Iassodara - Miss 1965 que renunciou

Em 1966, o Ceará se consagrou com um terceiro lugar no Miss Brasil. A belíssima e elegante sobralense, representando a cidade do Crato onde vivia e estudava, Francy Carneiro Nogueira teve a chance de participar de um concurso internacional em Long Beach na Califórnia, mas infelizmente o concurso de Miss Beleza Internacional foi cancelado e ela depois renunciou ao título para se casar. Francy apareceu duas vezes na capa da revista Manchete.

Francy - Miss 1966

Cláudia Maria Saraiva César, a Miss Ceará 1967, foi para o Miss Brasil com o traje típico de beata do Padre Cícero. Cláudia foi escolhida pelas demais participantes como a Miss Simpatia.

Cláudia - Miss Ceará 1967

O Ceará e o Brasil ainda perseguiam uma segunda Miss Universo. Em 1968, a Miss Ceará foi Vera Maria Veras, do Clube dos Diários. Depois do concurso, ela trabalhou como atriz de teatro e televisão, e fez diversos comerciais. Nesse ano, a baiana Marta Maria Cordeiro Vasconcelos trouxe para o Brasil o segundo título de Miss Universo.

Vera Maria Veras - Miss 1968

Em 1969, o ano que o homem pisou na Lua, a atriz Vera Fischer foi eleita Miss Brasil, mas encontrou a concorrência da Miss Ceará, Vera Lúcia Camelo. A cearense era cultíssima, muito bonita e franca favorita ao título, mas foi semifinalista.

Vera Lúcia - Miss Ceará 1969

A queda

O Brasil era o País de chuteiras, em 1970, com a vitória na Copa do México. Mas, em relação ao mundo das misses, já não era a Pátria de maiôs. Nesta década, as feministas foram às ruas e deploraram os concursos de beleza.

As misses deste período cursavam universidade, eram cultas e desprendidas.

Em 1970, a Miss Ceará é Tânia Mara de Arruda Tavares, que nasceu no Mato Grosso. Seu pai era militar e transferiu-se para Fortaleza.

Tânia Mara - Miss Ceará 1970 

Maria Aldenora Nogueira foi a Miss Ceará de 1971, representando a cidade de Quixeramobim. No Miss Brasil, Aldenora é citada em O Cruzeiro sobre seu vestido de noite. A revista publicou “Miss Ceará ataca de short”. A peça foi usada por ela embaixo de um belo vestido azul. Mais tarde, Aldenora foi primeira-dama e vereadora em Quixeramobim.


Maria Aldenora - Miss Ceará 1971

Em 1972, foi eleita Ana Maria Bayma de Souza Kerth, que se classificou entre as semifinalistas no Miss Brasil. Ana tinha um dos mais belos corpos dentre todas as misses Ceará.


Ana Maria - Miss 1972

Maria Roseli de Lima, a Miss Ceará 1973, estudava na Escola Doméstica São Rafael e deu ao Ceará o terceiro título de Miss Simpatia. Neste ano, o concurso Miss Brasil mudou-se para Brasília.


Maria Roseli - Miss 1973

Em 1974, a Miss Ceará Elizabeth Gomes Pereira venceu outras duas candidatas numa passarela armada sobre a piscina do Náutico Atlético Cearense.


Elizabeth - Miss 1974

Jacqueline Buarque de Paula Costa, carioca filha de cearenses, é a Miss Ceará 1975. Ganhou, em Brasília, o título de Miss Simpatia.

Jacqueline - Miss 1975


Em 1976, Maria Imaculada Cicarelli Almeida representou o Clube do Bradesco num concurso onde concorreram dez candidatas.


Nota da Tribuna do Ceará em 05 de junho de 1976

O concurso aconteceu no Ginásio Coberto Paulo Sarasate. Maria Imaculada Ciccareli de Almeida, ganhou o Miss Ceará e a Miss Fortaleza foi Nelise Bacelar Linhares.


Maria Imaculada - Miss Ceará 1976

Em 1977, a Miss Ceará é uma das mais alta da história, Maria Luísa Távora de Holanda, do Clube de Regatas Barra do Ceará. Maria Luísa é natural de Quixadá e parente de duas ex-misses, Alba Holanda Ferreira, Miss Ceará, 1930 e Maria de Jesus Holanda, Miss Ceará 1956.


A festa foi realizada no BNB Clube, sendo eleita Maria Luisa Távora Holanda como Miss Ceará e como Miss Fortaleza (2º lugar) ficou Eveline Acióli Klein, representando o BNB Clube.


Maria Luísa - Miss 1977


O concurso de Miss Ceará 1978 começou em Santa Catarina com a segunda colocada no concurso de lá, Zuleika Zardo. Ela veio participar do Miss Ceará a convite de seu futuro marido, Marcos Silveira. A revista Manchete noticiou que “a única coisa que Miss Ceará tinha de cearense era o namorado. Zuleika era franca favorita ao Miss Brasil, mas não pode concorrer pela confusão armada pela mãe da Miss Santa Catarina”.


[ceará.jpg]
Zuleika - Miss 1978


Zuleika em frente o Morro do Granville

A Miss Ceará de 1979 foi a encantadora Aracília (Lia) Arruda Sampaio. Lia foi convidada para participar do concurso do Clube de Engenharia, mas preferiu ser a Miss Crateús, pois foi aclamada por aquela cidade.


Lia Arruda - Miss Ceará 1979

Em 1980, foi o último ano do concurso Miss Brasil realizado pelos Diários e Emissoras Associados, que definhava desde a morte de Assis Chateaubriand em 1968. A Miss Ceará foi a representante do Banco do Estado do Ceará, Maria das Dores Neves Feitosa.



Maria das Dores - Miss 1980

Sílvio Santos deu novo fôlego ao concurso Miss Brasil, promovendo-o de 1981 até 1989, ano em que Flávia Cavalcante ganhou para o Ceará o segundo título de Miss Brasil.
Os concursos de Sílvio eram nos moldes do Miss Universo da época, muito bem ensaiados, coreografados e organizados. No entanto, a presença de Sílvio roubava a cena, chamando para si a atenção. Em muitos momentos, fazia do espetáculo um show de calouros.

Os concursos de Miss Ceará desta época foram, em sua grande maioria, promovidos pelo jornalista e apresentador de TV, Armando Vasconcelos.


Em 1981, o concurso do Miss Ceará teve participação de um número recorde de candidatas e jurados, foram 23 e 26, respectivamente. Esse concurso foi comandado pelo competente Marcos Silveira, que já havia trabalhado em outros concursos. Nos salões do Ceará Country Clube, a vencedora foi Glória Virgínia Pereira Chaves, de Itapipoca.


Miss 1981

Em 1982, ganhou o título de Miss Ceará Tânia Mara Piccoli, que foi semifinalista no Miss Brasil, depois passou a trabalhar como tele-moça, no Programa Boa Noite Brasil, do apresentador Flávio Cavalcanti, na TV Bandeirantes.




1º lugar - Miss Clube dos Funcionários das Casas Pernambucanas - Tânia Mara Piccoli - 1982

O Ceará aclamou sua miss de 1983. Ana Cláudia Soares Cavalcante também se classificou no Miss Brasil, fez vários comerciais para a televisão cearense, além de ser modelo e manequim. Atualmente, ela mora nos EUA.

Ana Cláudia Soares Cavalcante - 1983

1983

Em 1984, o concurso foi no Derby Club de Sobral e ganhou a Miss Sobral Zeilma Maria Loiola Paiva, nascida em Groaíras



1º - Miss Sobral - Zeilma Maria Loyola Paiva

Nasceu em Groaíras, 18 anos, 1,78m, cabelos e olhos pretos. 1984

No ano do Rock in Rio, 1985, e também dos yuppies, do exagero, das ombreiras, dos paetês, das inúmeras bandas new waves, romantics, darks and company, Luzia Aparecida Miglioranze foi eleita a Miss Ceará, sendo semifinalista no Miss Brasil.

Miss 1985

Em 1986, Armando Vasconcelos faz um competente e entusiasmado Miss Ceará com participação das Misses Brasil de 1981 e 1985. Ganhou a bela Deusa Ferreira Guerra, que foi semifinalista no Miss Brasil, depois modelo de várias publicações de moda.


Deusa Ferreira - Miss de 1986 no Estúdio da TV Cidade no Programa Armando Vasconcelos

Marta Moreira Pessoa finalmente ganhou o Miss Ceará em 1987, pois tentou por três anos. Ela trabalhou no programa A Praça é Nossa.


Marta Moreira Pessoa - 1987

Ainda em 1987, a 5ª edição do Miss Mundo Brasil foi realizada na cidade de São Paulo, em 8 de novembro de 1987, e transmitida pelo SBT, com apresentação de Silvio Santos como um quadro do Programa Silvio Santos. O evento foi gravado e realizado no Teatro Silvio Santos. A vencedora foi Simone Augustus, de Pernambuco. A segunda colocada foi Adriana Colin, de São Paulo, e em terceiro lugar ficou a Miss Mundo Ceará, Adriana Martins Tavares. 


Acervo pessoal de Adriana Martins Tavares.

Adriana Duarte

Adriana hoje é casada, mãe de dois filhos e professora. Ela continua lindíssima!!!
Acervo pessoal de Adriana Duarte

O Miss Ceará Universo 1988 aconteceu em 10 de março de 1988 na Casa de Shows “Obá Obá”, em Fortaleza. Coordenador Estadual: Armando Vasconcelos

1988

Joana D’Arc Silva Maia ganhou o concurso naquele ano aos 18 anos. Joana nasceu em Maranguape-CE. Mede 1,72m, 56kg, 78-72-96, coxa 56. Estuda Edificações na Escola Técnica Federal do Ceará e trabalha como modelo.

No Obá Obá

O ano de 1989 foi glorioso para o Ceará com a vitória de Flávia Cavalcante Rebêlo, que atualmente mora em São Paulo.



Flávia Cavalcante - Miss 1989



O coordenador estadual Sr. Armando Vasconcelos indicou a estudante de Geografia, que trabalhava como modelo e já havia sido escolhida "Glamour Girl" do Ideal Clube em 1986: Flávia Cavalcante Rebêlo.
Flávia Cavalcante, inicialmente, pensou em não aceitar o convite, mas acabou cedendo e não foi sua maior surpresa quando, em São Paulo, acabou sendo coroada a Miss Brasil Universo 1989.
Flávia Cavalcante nasceu na Bahia e se mudou muito nova para Fortaleza, sua mãe é cearense e seu pai é baiano. Tem 20 anos, cabelos pretos e olhos castanhos escuros, mede 1,73m, 58kg, e suas medidas são: 92-60-92.
Flávia participou do concurso Miss Universo 1989, em Cancun, no México e ganhou o título de Melhor Traje Típico, com sua índia estilizada.

Em 1990, Sílvio Santos cancela o concurso de Miss Brasil. Pela primeira vez em 36 anos o Brasil não enviou uma candidata para o Miss Universo. Na época, o jornal Folha de São Paulo noticiou “SBT se cala e cria o mistério das misses”. Sílvio Santos alega que o brasileiro não gosta mais de concursos de beleza. Ledo engano. 


A retomada

Em 1990 - pela primeira vez desde 1954 - o Brasil não envia candidata ao Miss Universo, mesmo assim já havia sido feito um concurso no Ceará para Miss Brasil Universo 1990, que nunca houve, pois o SBT desistiu de todos os concursos. Já havia sido eleita a cearense, natural de Fortaleza, Karine Melo Pouchain Ribeiro, que acabou sem participar de nenhum concurso.

Um outro certame é realizado em 1990 e quem ganhou foi a modelo cearense Lorena Cláudia Vieira. Lorena foi convidada para ser a representante cearense no concurso de Miss Brasil Universo 1991 realizado em São Paulo, por uma nova organização do Miss Brasil coordenado pela Sra. Marlene Brito, que fazia parte da organização dos concursos de Miss Brasil patrocinados pelo SBT de Sílvio Santos.




Lorena Cláudia Vieira - Miss Ceará 91

Em 1991, o Miss Brasil voltou e permanece até hoje. O Ceará participou com Lorena Cláudia Vieira. Ela tinha 21 anos, estudava Economia e era modelo.


Lorena - Miss 1991

Em 1992, a candidata cearense foi indicada pela organização do concurso Miss Brasil. Andréa Cristina Ferreira é paulista de Ribeirão Preto e se classificou em 2º lugar.


Andréa - Miss 1992

A Miss Ceará de 1993 foi Natália Guberev, 18 anos, 1,68m, 96-66-96, é manequim e modelo, estuda Ciências Sociais na UNIFOR, fala inglês tendo inclusive morado nos EUA. Em 1989 ganhou o concurso de Rainha do Colégio Militar de Fortaleza e em 1990 foi eleita “A Mais Bela Modelo do Ceará”.

Natália Guberev - 1993

Natália Guberev não participou do Miss Brasil Universo pois não teve concurso nesse ano, sendo aclamada Miss Brasil Universo 1993, Leila Cristine Schuster do Rio Grande do Sul.

Em 1994, a organização do Miss Ceará esteve a cargo do colunista Flávio Torres do jornal O Estado.
Foi eleita Synara Oliveira Barroso, que tinha 19 anos, estudava Ciências Contábeis e era modelo.

Synara Oliveira - Miss Ceará 1994

Maria de Lourdes da Silva Neta foi a Miss Ceará 1995. Ela representava a cidade de Horizonte, tinha 18 anos e estudava Pedagogia.

 Miss Ceará 1995

Armando Vasconcelos com as misses de 1995

No ano de 1995, a segunda colocada (Márcia Távora) recebeu o título de Miss Ceará - 2, pela primeira vez na história do concurso, pois desde 1960 a segunda colocada sempre ganhava o título de Miss Fortaleza.

Foi indicada pela organização do Miss Brasil Mundo 1995 Giselle Ribeiro Almeida (Foto ao lado).
Giselle tem 19 anos, estuda Direito, mede 1,72m, tem cabelos e olhos castanhos.


Com o traje típico Deusa guerreira, de Isidoro Santos e Douglas, Mônica do Rêgo Matias aportava no Miss Brasil de 1996, depois de ser aclamada Miss Ceará pela cidade de Maracanaú.


Mônica Matias foi a segunda Miss Ceará Universo a ser aclamada, a primeira foi Flávia Cavalcante Rebêlo, Miss Brasil Universo 1989 e a última seria Jorlene Rodrigues Cordeiro em 2004.

Mônica - Miss 1996

Roselane Cândida Lima de Melo (Rose Lima) ganhou o Miss Ceará 1997, e participou do Miss Brasil em Teresina, no Piauí, concurso ganho pela mineira Nayla Micherif.


Misses 1997

A belíssima Germana Gaspar de Oliveira Lima , que cursava Turismo, ganhou o Miss Ceará 1998 e foi uma das semifinalistas do Miss Brasil. Este foi o último ano em que o Ceará chegou a esta etapa.

Germana Gaspar - Miss 1998

Geisa Jinkings de Oliveira, filha do jornalista Heton Dantas, foi eleita Miss Ceará 1999.



Miss 1999


Fato Interessante

Em 1999 houve o lançamento do Livro "Momentos Inesquecíveis" - Os concursos Miss Ceará 1955-1980 dos Diários Associados. 
Houve uma festa para o lançamento desse livro no Clube Náutico Atlético Cearense. Foram convidadas várias ex-misses do Ceará deste período, quase todas estavam presentes. Inclusive Emília Barreto Corrêa Lima, que mora no Rio de Janeiro, veio prestigiar a festa.


Algumas das misses que estavam na festa, da esquerda para a direita, vemos Maria Aldenora Nogueira (1971) , Jacqueline Buarque de Paula Costa (1975) , Maria Sanford Frota (1958), o jornalista Stênio Azevedo, Emília Barreto Corrêa Lima (1955), Maria Luísa Távora de Holanda (1977), Zuleyka Zardo (1978) e Vera Maria Veras (1968). Acervo Djani Pinheiro Landim.

Capa do livro de Heron Cruz.

Wanuska Marrocos Aguiar Dantas, do Crato, que ficou em segundo lugar em 1999, foi eleita a Miss Ceará 2000.


Wanuska Marrocos Aguiar Dantas - Miss 2000

Em 2001, a barbalhense Orleide Ferreira Castro pisou no palco do Hotel Glória, no Rio de Janeiro, representando o Ceará. Neste ano, o Miss Brasil ganhou espaço na mídia, pois a Miss Rio Grande do Sul Juliana Borges, que ganhou o concurso Miss Brasil, alegava ter feito 19 cirurgias plásticas.


Orleide Ferreira Castro - Miss 2001

Em 2002, outra barbalhense, Andréa Batista Monteiro de Morais, foi Miss Ceará. A Miss Brasil 2002 Joseane Oliveira participou do Big Brother da Rede Globo e o concurso tomava novo fôlego.



Andréa Batista Monteiro de Morais - 2002

Rebeca Teixeira Pimentel Lima, a Miss Ceará de 2003, tinha apenas 17 anos e não podia, de acordo com o regulamento, concorrer ao Miss Brasil 2003. Assim, foi indicada a sucessora Jacqueline Gaspar Carneiro, que ganhou o título de Miss Simpatia.



Miss 2003

Em 2004, o Miss Brasil fez 50 anos numa grande festa em São Paulo com a presença de diversas misses. O Ceará foi representado por Jorlene Cordeiro, maranhense de Imperatriz, que é a atual coordenadora do Miss Ceará.



Miss 2004

Importante salientar que não houve concurso, foi aclamada como Miss Ceará Internacional/Mundo/Universo 2004 Jorlene Rodrigues Cordeiro. Essa foi a terceira vez que aconteceu uma aclamação no Ceará, a primeira foi Flávia Cavalcante Rebêlo, em 1989 e a segunda foi Mônica do Rego Matias, em 1996.


Jorlene Rodrigues Cordeiro - 2004

A partir de 2005, o concurso Miss Ceará tem participação dos importantes municípios cearenses.

Esse concurso foi realizado em Fortaleza com a presença da Miss Brasil 2004 Fabiane Niclotti.

Daniela Amaral da Silva, de Limoeiro do Norte, foi a vencedora. Embora não tenha se classificado entre as semifinalistas, Daniela ganhou um troféu dos internautas, que a elegeram a menina com o rosto mais bonito.


Daniela Amaral - Miss 2005

Em 2006, a cidade de Juazeiro do Norte ganhou o Miss Ceará com Carla Medeiros Rocha, que no Miss Brasil ganhou o título de Melhor Traje Típico

Carla - Miss 2006

Apesar dos fatores favoráveis à alavancada do concurso Miss Brasil junto ao público, ainda há certas dificuldades na realização do evento, segundo o estudioso do assunto Barbosa Junior. “Faltam investimentos de patrocinadores e a beleza está mais associada às celebridades da tv e modelos do que a uma Miss”, explica o missólogo. “No entanto, a nova coordenação do Miss Ceará vem se empenhando para que o concurso volte aos tempos de bonança”.

Raphaella Benevides - Miss 2007



Data: 24 de março de 2007 

Local: Iate Clube de Fortaleza

Resultados:

1º - Miss Mombaça – Raphaella Benevides Sabino Mendes
2º - Miss Fortaleza – Vanessa Lima Vidal (Que seria nossa Miss no ano seguinte)
3º - Miss Barbalha – Raabe Feitosa de Matos Ferreira

Vanessa Vidal - Miss 2008


A primeira miss surda


Vanessa Vidal que representou o Clube dos Diários ao lado de Natália Guimarães


Nossa Miss 2009 foi Khrisley Karllen Gonçalves da Silva

Fca Eugênia Justino Barbosa - Miss 2010

Anastácia Line Alves Duarte - Miss 2011


Editado em 08/02/2015


Milena Ferrer - Miss Ceará 2012

Mariana Vasconcelos - Miss Ceará 2013

A belíssima Melissa Gurgel foi eleita Miss Ceará 2014 e também ganhou o Miss Brasil.

O Miss Brasil 2014 foi a 60ª edição do tradicional concurso de beleza da franquia Miss Brasil, que busca selecionar a melhor candidata brasileira para o Miss Universo. Vinte e sete candidatas representando as unidades de federação participaram do evento, cuja final aconteceu no dia 27 de setembro no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Foi a segunda edição do concurso na capital cearense, que realizou anteriormente o Miss Brasil 2012.

Miss Ceará

Considerada uma das favoritas ao título, Melissa Gurgel conquistou o título de Miss Ceará. O concurso foi o primeiro produzido sob o comando da ex-miss Gláucia Tavares e foi realizado no Shopping Via Sul, com mais de quinze candidatas. Ela foi coroada por Mariana Vasconcelos, Miss Ceará 2013, e pela Miss Brasil 2013, Jakelyne Oliveira.

Miss Brasil

Sendo a candidata mais baixa do concurso, com 1.68m, a cearense Melissa Gurgel disse em entrevista ao site oficial da Rede Bandeirantes que não se importava com a sua altura e nem com a altura das concorrentes. Melissa foi coroada Miss Brasil em 27 de setembro. A miss levou o terceiro título para o estado do Ceará.

Desde a saída da antiga organização e a entrada da nova, o estado já conseguiu a terceira vitória, com a representante de Maracanaú, mas nascida em Fortaleza, Melissa Gurgel. Ao lado dela, já foram eleitas Emília Correia em 1955 e Flávia Cavalcanti em 1989.







Para mais informações sobre as nossas misses, o blog Misses em Machete de Raimundo Júnior é simplesmente maravilhoso!!! Com bastante informações e fotos dos concursos de misses.


x_3ba25516

Fontes: Raimundo Júnior, Revista Fale!, Portal da história do Ceará e o 
livro Álbum de Fortaleza - datado de 1931 - Organizado por Paulo Bezerra


14 comentários:

  1. Oi Leila, tudo bem? Adorei seu blog, quantas informações importantes e esse apanhado das misses Ceará que concorreram ao Miss Brasil. Adoro o mundo miss desde sempre e por isso fiz o meu blog para poder homenagear as misses não só do meu Estado, o Paraná como também as misses de todos os concursos.
    Parabéns pelo blog.
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera, tudo ótimo querida!

      Vou conferir seu blog, eu tbm amo esse
      mundo das misses! :)

      Abraços e obrigada pelo gentil comentário

      Excluir
  2. Mais uma vez parabens!Perfeito!Muito bom!Eu tb vivi e participei ativamente desses tempos aureos dos concursos de miss quando era levado a serio e com a participacao da sociedade,vibrando mesmo.Conheci e estudei com muitas delas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sônia, bons tempos, quando as coisas eram levadas a sério e a sociedade abraçava o evento!

      Lindo domingo

      Beijos

      Excluir
  3. A página precisa ser atualizada. O Ceará já tem sua terceira Miss Brasil (2014), e em breve a primeira Miss Universo, título que o Brasil não conquista a 45 anos.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo seu blog Leila! A pesquisa muito bem feita! Adorooo história, principalmente a do nosso Ceará! Continue assim, nos proporcionando essas maravilhosas lembranças!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo belíssimo trabalho de resgatar a história cearense.
    Adorei ver as fotos das misses, principalmente a Vanessa Vidal. Fui aluna dela na disciplina de LIBRAS no IFCE Campus Maracanaú e, se eu não me engano, hoje ela está na UFC.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Morando em Brasília e saudades de minha cidade. Esse blog é um turismo que faço.

    ResponderExcluir
  7. A Jacqueline é minha avó!!

    ResponderExcluir
  8. Queria saber como estão atualmente,principalmente a Flavia que foi miss Brasil, muito bonita!

    ResponderExcluir
  9. Vera Lucia Camelo Miss Ceara 1969 filha do meu amigo Luiz Gonzaga Camelo, atualmente morando em Brasília... Continua belíssima

    ResponderExcluir
  10. Sinto saudades deste tempo, onde as Misses tinham que ser moças da sociedade , foi uma recordação maravilhosa para mim, como Miss Ceará 1979

    ResponderExcluir
  11. Estou a procura de algum documento que mostre a participação da candidata a miss ceara de 1966 Maria das Graças Oliveira que naquele ano tambem foi Rainha do Carnaval e Miss Vila União.

    ResponderExcluir