Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Rua 24 de Maio


Reforma da Praça da Estação - 1922 (Clique para ampliar)


No dia 24 de maio do ano de 1900 foram inauguradas em Fortaleza a Rua General Sampaio, a estátua de General Sampaio¹ na Praça da Estação e a Rua 24 de Maio. Tudo em homenagem ao general Antônio de Sampaio², que falecera vítima de tiro que levou naquela data em 1866, na Batalha de Tuiuti, na Guerra do Paraguai

Rua 24 de Maio - Clique para ampliar

¹No dia 24 de maio do ano de 1900, foi inaugurada no centro da praça a estátua do General Sampaio, sobre uma coluna de mármore (na primeira foto, ainda consta a estátua e a coluna) . Na ocasião foi executado o Hino ao General Sampaio, de autoria de José Rodrigues de Carvalho, membro da Academia Cearense de Letras - ACL.
A estátua do General Sampaio foi a segunda estátua a ser erigida em Fortaleza.
A rua que tem o seu nome, infelizmente, nas placas vem erradamente "Rua Gal. Sampaio", quando a abreviatura de general é gen.
No mesmo dia da inauguração foi distribuída uma poliantéia sobre o General Sampaio.

Rua 24 de Maio - Arquivo Nirez


No dia 24/05/1966 a estátua foi retirada e levada para a Avenida Bezerra de Menezes sem seu pedestal, que foi destruído, e juntados a ela os restos mortais do homenageado.
Em 1981 foi a estátua novamente deslocada, desta feita para a Avenida 13 de Maio, em frente ao 23º BC, sem que acompanhassem os seus restos mortuários.


Em 1996 por iniciativa do Instituto do Ceará, tanto a estátua como os restos mortais do general foram transferidos e hoje se encontram em frente à 10ª Região Militar, na Avenida Alberto Nepomuceno.

Rádio Iracema - 1956

² Em 06 de julho de 1866 Falece, a bordo do navio Eponina, próximo a Buenos Aires, vítima de um ferimento recebido na batalha de 24 de maio, o brigadeiro Antônio de Sampaio (General Sampaio).

Hall da Rádio Iracema

Alguns Fatos Históricos sobre a Rua 24 de Maio (De 1884 até 2002):

  • 23 de março de 1884 -A Escola Normal instalou-se na Rua Liberato Barroso nº 525, esquina com Rua 24 de Maio, na então Praça Marquês do Herval (hoje Praça José de Alencar), em prédio próprio, projetado pelo engenheiro civil, austríaco, Henrique Foglare, construído pelo engenheiro Henrique Théberge, sendo executante o mestre pedreiro Francisco de Sousa BrasilFora criada pela Lei provincial nº 1.790, de 21/12/1878.

Escola Normal

O local onde se instalou foi depois o Grupo do Norte da Cidade, Grupo Escolar José de Alencar, a Faculdade de Farmácia e Odontologia, a Faculdade de Medicina e desde 1987 é ocupado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.


A Faculdade de Odontologia


A pedra fundamental havia sido lançada no dia 02/10/1881.


Quando a Escola Normal saiu de lá, o prédio sofreu reforma em seu telhado e em toda a sua fachada.
Em 23/12/1923, mudou-se para a Praça Figueira de Melo, para novo prédio, cuja construção havia se iniciado no dia 11/08/1922, na administração do presidente Justiniano de Serpa e sua inauguração, já na administração de Ildefonso Albano.
Mas o prédio só foi concluído no governo revolucionário de 1933-1934.
O projeto foi do arquiteto José Gonçalves da Justa, no estilo flamengo moderno.


Depois, a Escola Normal passou a denominar-se Escola Normal Pedro II (28/08/1925); Escola Normal Justiniano de Serpa (02/04/1939); Instituto de Educação do Estado do Ceará (07/02/1947); Instituto de Educação Justiniano de Serpa (06/01/1952); Colégio Estadual de Fortaleza (15/01/1960) sendo desmembrados os cursos primário e normal que vão para prédio no bairro de Fátima, recebendo a denominação de Centro Educacional do Ceará; e hoje chama-se Colégio Estadual Justiniano de Serpa (26/01/1961).

  • 01 de outubro de 1896 - Instalou-se em prédio na Rua 24 de Maio nº 92 (antigo), esquina com Rua São Paulo, mudando-se, em 1898, para o prédio do Colégio Militar, na Praça Benjamim Constant (hoje Praça da Bandeira), na Avenida Santos Dumont. Compunha-se do curso primário, secundário, complementar e o curso de artes, com o ensino de música, piano, bandolim, canto, desenho, pintura e caligrafia.

  • 01 de janeiro de 1899 - Publicado em Fortaleza o jornalzinho D. Quixote, redatoriado por José Odorico de MoraisSua redação ficava na Rua 24 de Maio nº 123.

  • Em março de 1907 - Abre-se a Farmácia Mota, na Rua 24 de Maio nº 24 (antigo), esquina com Rua Guilherme Rocha, do farmacêutico Turíbio Mota.

  • 04 de janeiro de 1913 - Fundado o Colégio Cearense Sagrado Coração, pelos esforços do cônego Climério Chaves, padre Misael Gomes da Silva, monsenhor Otávio de Castro e monsenhor José Alves Ribeiro Quinderé (Monsenhor Quinderé). Funcionou na Rua da Amélia nº 146 (Rua Senador Pompeu), Rua 24 de Maio, na praça Marquês do Herval (atual Praça José de Alencar), onde depois esteve a Rádio Iracema, indo depois para a Rua Barão do Rio Branco, no local onde hoje se levanta o Edifício Diogo e por fim foi para prédio próprio na Avenida Duque de Caxias nº 37 (antigo, hoje 101), em 1917. Em 1916, a administração passara para os Irmãos Maristas, sendo seu primeiro diretor o Irmão Epifânio.


Residência do Dr. Nogueira Acioly - Nesse local foi construído depois o prédio da Fênix Caixeiral


A Fênix Caixeiral - Arquivo Nirez

  • 24 de junho de 1913 -Assentamento da primeira pedra do novo prédio da Fênix Caixeiral, na esquina da Rua 24 de Maio nº 446 com Rua Guilherme Rocha nº 648, local antes ocupado pela residência do Presidente Antônio Pinto Nogueira Acioli, incendiada quando de sua deposição da Presidência do Estado em 24 de janeiro de 1912.

  • 18 de agosto de 1913 - Iniciada a construção do novo prédio da Fênix Caixeiral, na esquina da Rua Guilherme Rocha com Rua 24 de Maio, local antes ocupado pela residência do ex-presidente Antônio Pinto Nogueira Acioly.


Prédio Fênix Caixeiral

  • 24 de junho de 1915 - Inaugurado festivamente o novo prédio da Fênix Caixeiral, na esquina da Rua 24 de Maio com Rua Guilherme Rocha nº 648, na Praça José de Alencar, no local onde antes ficava a residência do presidente Antônio Pinto Nogueira Acioli. À época a Fênix era administrada por Joaquim MagalhãesFoi construído pelo arquiteto Augusto Lopes sob a direção do engenheiro Antero Freitas do Amaral. O projeto foi de J. Paula Barros.

  • 05 de setembro de 1920 - Fundado o Clube Caixeiral, sediado no palacete da Fênix Caixeiral, na esquina da Rua Guilherme Rocha com Rua 24 de Maio, na Praça Marquês do Herval (hoje Praça José de Alencar). Fora fundado em 11/09/1910 um Clube Caixeiral.

  • 29 de setembro de 1922 - Surge em Fortaleza a Fundição Mundoca, na Rua 24 de Maio nº 303 (antigo), de propriedade de Leopércio de Almeida Freire.

  • 01 de fevereiro de 1924 - Inaugura-se, pela manhã, o Instituto Araripe Júnior, estabelecimento de ensino primário e secundário na Rua 24 de Maio próximo à Praça Marquês do Herval (Praça José de Alencar), sob a direção do professor Aluísio Araripe de Faria Coimbra (Aluísio Coimbra).

  • 02 de janeiro de 1925 - Serafim T. Brandão funda a Padaria Feliz Aurora, indústria de panificação, na Rua 24 de Maio nº 305 (antigo).

  • 20 de junho de 1927 -Instala-se, a Academia de Comércio do Ceará, em prédio na esquina da Rua 24 de Maio com Rua São Paulo.

  • 24 de janeiro de 1930 - O Colégio Nogueira, do professor Joaquim da Costa Nogueira, muda-se para prédio na Rua 24 de Maio nº 139 (antigo).

  • 03 de fevereiro de 1932 - Criada "uma seção destinada ao Museu Histórico do Ceará, junto ao Arquivo Público", funcionando na Rua Liberato Barroso, esquina com Rua 24 de Maio nº 642, no local depois ocupado pelo Lord HotelEra dirigido por Euzébio Néri Alves de Sousa (Eusébio de Sousa).


O Lord Hotel

Instalação do Arquivo Público à Rua 24 de maio. Fizeram-se ouvir então, em discursos, o Desembargador Olívio Câmara, Interventor interino, o Dr. Eusébio de Sousa, organizador e primeiro diretor do Arquivo, e o Desembargador Álvaro de Alencar, representante do Instituto do Ceará.

  • 07 de janeiro de 1952 -Asfaltado trecho da Rua Meton de Alencar, entre a Rua General Sampaio e a Rua 24 de Maio, como experiência. Até então o asfalto só era utilizado nas estradas. O trabalho é terminado no dia 23.

  • 10 de dezembro de 1952 -Lançada a pedra fundamental do edifício próprio da Rádio Iracema de Fortaleza na Rua 24 de Maio, na Praça José de Alencar, Edifício Guarani, com a presença do governador Raul Barbosa, do prefeito Paulo Cabral de Araújo e de Henrique de La Roque Almeida, presidente do IAPC, que financiou a obra, além do diretor-presidente José Barreto ParenteHoje o prédio não mais existe.

  • 09 de outubro de 1954 - Inaugurado, solenemente, na Rua 24 de Maio, na Praça José de Alencar, o Edifício Guarani, sede própria da Rádio Iracema de Fortaleza. À noite houve o espetáculo apresentado pelo locutor César de Alencar, cearense que atuava na Rádio Nacional do Rio de Janeiro e mais Ângela Maria, Rainha do Rádio de 1954 e Dircinha Batista.

  • 02 de maio de 1958 -Reabre-se a Casa de Tomás Pompeu, na Rua 24 de Maio, que abriga a Academia Cearense de Letras - ACL e o Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico).

  • 09 de abril de 1960 - Inaugura-se o segundo super mercado de Fortaleza, de propriedade de uma sociedade anônima, era o Super-Mercado Sino, em prédio na Rua 24 de Maio nº 411 entre a Rua São Paulo e Rua Guilherme Rocha.

  • 19 de março de 1974 - Lançamento da pedra fundamental do Restaurante do Comerciário, na Rua 24 de Maio, nº 692, onde fora a casa residencial do jurista Raimundo Gomes de Matos "Gomez". Na ocasião, João Luís Ramalho de Oliveira, presidente do Conselho Regional do SESC, disse da importância do empreendimento. 

  • 08 de junho de 1984 -Inicia-se a demolição do prédio da Fênix Caixeiral, na esquina da Rua Guilherme Rocha nº 648, com Rua 24 de Maio, na Praça José de Alencar. Fora vendido ao Grupo Ximenes Tecidos S. A.

  • No dia 17 de Novembro de 1987 - Instalados, em terreno entre a Praça José de Alencar e Praça da Lagoinha, os vendedores ambulantes da Rua 24 de Maio. O local fica conhecido por Beco da Poeira. Depois seria ampliado.


Galpões da RFFESA - Foto de fevereiro de 1985

  • 01 de maio de 1992 -Sexta-feira, encerra definitivamente suas atividades, o Lord Hotel, que havia sido inaugurado em 1956 passando das mãos de Pedro Filomeno Ferreira Gomes para de um suíço em 1959. Localizava-se na esquina da Rua 24 de Maio nº 642 com Rua Liberato Barroso, olhando para a Praça José de Alencar.

  • 23 de outubro de 2002 - O Governo do Estado inaugura o restaurante Mesa do Povo, na Rua 24 de Maio, 574, na da Praça José de Alencar. O primeiro restaurante popular do Ceará oferece uma refeição completa por apenas R$ 1,00 (Um real).
Fotos Atuais


Faculdade de Teologia do Ceará




Prédio do Iphan


Galpões da RFFESA




Créditos das fotos: As fotos antigas são dos amigos e colaboradores: Assis de Lima e Nirez e do Livro Vistas do Ceará - 1908
Fotos atuais: Ricardo Sabadia 

Fonte do texto: Nirez e Portal da História do Ceará

7 comentários:

  1. Leila,

    Sua iniciativa é linda! Adoro Fortaleza! Sou cearense e sempre fico triste com o abandono da memória histórica no nosso estado. Pretendo visitar seu blog sempre. As fotos são espetaculares!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Francisca!

    Muito obrigada, fico lisonjeada! :)

    Um caloroso abraço e volte mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Belo trabalho!! Sou de Teresina, mas adoro Fortaleza e gostei muito desse trabalho,pois tive a oportunidade de fazer um tour histórico por essa Bela Cidade!

    ResponderExcluir
  4. Sou cearense e muito orgulhosa da minha terra. Amei esse blog! Na minha família tem vários historiadores e eu adoro pesquisar sobre minha cidade e fatos históricos sobre Fortaleza antiga.Fiquei muito feliz em conhecer este belo trabalho!

    ResponderExcluir