Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Instituto Pasteur



Fachada do Instituto

O "Instituto Pasteur", de Fortaleza, destinado ao tratamento anti-rábico, foi fundado em 1919 por iniciativa dos Srs. Farc Afonso de Pontes Medeiros e Dr. Carlos Ribeiro.

Inaugurado em 1920 em prédio próprio, especialmente para este fim construído, em terreno doado pelo Sr. Cel. João de Pontes Medeiros.

Dr. Carlos Ribeiro

Esta construção e respectivo aparelhamento, moderníssimo para a época, foram feitos com fundos obtidos por uma subscrição popular e com um pequeno auxílio do Governo do Estado, então sob a presidência do Sr. Dr. João Tomé de Saboia e Silva, um dos beneméritos do Instituto Pasteur.


Laboratório do Instituto

Em virtude de decreto do Governo Provisório, sobre acumulações remuneradas, o diretor do Instituto, Dr. Carlos Ribeiro, voltou a dirigi-lo de graça, resolvido a não deixar morrer uma obra que tanto sacrifícios custou e tão relevantes serviços prestou, não só aos cearenses como aos filhos de outros Estados.


Fatos Históricos


  • 04 de agosto de 1918 - Lançada, com a presença do Presidente do Estado, engenheiro João Tomé de Sabóia e Silva, do Arcebispo Metropolitano Dom Manuel da Silva Gomes e do Barão de Studart, a pedra fundamental do prédio destinado ao Instituto Pasteur do Ceará, na Avenida Bezerra de Menezes.

  • 12 de outubro de 1919 - Instala-se solenemente, o Instituto Pasteur, com discurso do Presidente da Associação Osvaldo Cruz, Guilherme Chambly Studart (Barão de Studart).

  • 04 de novembro de 1919 -Acontece a primeira aplicação do soro anti-rábico, em Fortaleza, no Instituto Pasteur.

  • 10 de outubro de 1958 - Morre o médico laboratorista Carlos da Costa Ribeiro. Fundou e dirigiu em Fortaleza o Instituto Pasteur. Era cearense de Fortaleza nascido a 05/04/1885.

  • 03 de dezembro de 1960 - Declarações do médico Ênio Serra, diretor do Laboratório Instituto Pasteur, de que é tecnicamente impossível responsabilizar-se a vacina anti-rábica por quaisquer dos casos de contaminação ocorrida em Fortaleza, após o tratamento.



Fontes: Álbum de Fortaleza - datado de 1931 e Portal do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário