Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 24 de outubro de 2010

Bairro Edson Queiroz




Edson Queiroz é um bairro nobre situado na Zona Leste de Fortaleza. Juntamente com a Aldeota, Papicu, dentre outros bairros da região, formam a área nobre fortalezense.
O Nome do bairro foi dado em homenagem a um dos grandes nomes do estado, Edson Queiroz, fundador da maior universidade particular de Fortaleza, a UNIFOR e do Grupo Edson Queiroz, maior conglomerado empresarial do Nordeste.
No bairro é situado um dos maiores e mais movimentados shopping centers da metrópole, o Iguatemi Fortaleza.

São quase 23.500 moradores no maior bairro de Fortaleza.
O nome é uma homenagem ao dono do sítio Água Fria.

A comunidade que começou em um sítio, cresceu unida e hoje é uma das áreas mais valorizadas da cidade. Estamos falando do Edson Queiroz.

O bairro Edson Queiroz fica no lado da cidade que mais cresce. O principal acesso é a avenida Washington Soares, uma das mais movimentadas. O nome é uma homenagem ao dono do sítio Água Fria, uma salina, o primeiro empreendimento a chegar aqui.

Av. Washington Soares - Crédito da foto

A Universidade de Fortaleza deu visibilidade ao bairro, que foi rebatizado com o nome do industrial Edson Queiroz. Logo depois vieram o Fórum Clóvis Beviláqua e o Centro de Convenções.

Hoje vivem no bairro Edson Queiroz 23 mil pessoas e essas pessoas superam as dificuldades se articulando. O maior bairro em extensão de Fortaleza é também grande em iniciativas comunitárias. A associação dos moradores ocupa as crianças com aulas de reforço escolar. No Conselho Comunitário, a preocupação é com a profissionalização. Dona Antônia, integrante do Conselho Comunitário, conseguiu trazer um curso de informática, ela acredita que assim pode afastar os jovens da criminalidade.

As mulheres também fundaram uma associação. Elas trabalham com costura e aproveitam as datas comemorativas para gerar renda.

O primeiro nome do bairro foi Água Fria, por causa da fazenda de mesmo nome que ficava onde hoje, é o bairro.

Ainda tem gente que chama o bairro pelo antigo nome, e olha que o nome foi modificado há 26 anos. A avenida Washington Soares é o principal acesso para o litoral Leste do Estado e zona Sul da cidade. Aliás, o nome dessa via é uma homenagem ao primeiro dono dessas terras. Uma curiosidade: a fazenda Água Fria, foi comprada por 50 contos de réis. Hoje, o bairro esta numa das áreas mais valorizadas da nossa capital.

Agora voltando ao presente, o bairro Edson Queiroz é marcado pela grandiosidade. Prova disso é que lá fica o centro de convenções, a faculdade de fortaleza, o maior shopping da cidade e o fórum.

Do antigo nome, “Água Fria”, só restou uma lagoa que popularmente é chamada de “Lagoa Seca”.

O industrial Edson Queiroz é lembrado em uma estátua de bronze, na avenida Washington Soares.

Crédito das fotos: O melhor do bairro

No bairro também localiza-se o Centro Administrativo do Governo do Estado e até a sede da Regional II da Prefeitura de Fortaleza – mesmo o bairro pertencendo a regional VI.

São mais de 13 quilômetros quadrados. Por lá passam, todos os dias, pelo menos 50 mil pessoas. Gente que vai estudar, passear ou resolver alguma coisa. O Edson Queroz se explica com detalhes. São casas, terrenos e contrastes. Lá ainda dá para ver um roçado, e ao mesmo tempo, avenidas movimentadas. É a natureza que teima em aparecer no bairro, que tem como limite, a graciosidade do rio Cocó.

É a área de Fortaleza que mais cresce. Nenhum outro é maior que ele na capital e faz limite com outros nove bairros e com o mar também.

Nem todas as áreas desse extenso bairro  se desenvolveram com tamanha rapidez. Por trás da praça do fórum Clóvis Bevilaqua existe a comunidade do Dendê, a área mais carente do bairro.

Com o passar dos anos, a comunidade do Dendê cresceu. Hoje, segundo os moradores, são cerca de 7 mil famílias. Com as novas moradias, vieram os problemas. Um deles é o lixo, não é difícil encontrar sujeira espalhadas pelas ruas.

Outra reclamação dos moradores é em relação ao saneamento básico. No ano passado a Cagece informou que até dezembro seriam iniciadas as obras do sanear por aqui. De acordo com a comunidade isso não aconteceu.


Crédito: TV Verdes Mares

12 comentários:

  1. com isso tudo me deu até orgunho de morar neste bairro.

    ResponderExcluir
  2. rsrs Muito bom sentir orgulho do lugar que moramos!

    ResponderExcluir
  3. por isso que eu amo morar neste bairro.

    ResponderExcluir
  4. Comprei meu primeiro imóvel neste bairro e estou super feliz com minha nova aquisição!!!!Amo morar aqui!!!
    lyana Leal

    ResponderExcluir
  5. Fortaleza

    Fortaleza, tu tens lugares que não se repetem,
    Revoadas que são sempre um prazer,
    Um romance que nasce de espasmos
    E distensões sôfregas do abdômen,
    Emboladas com ternura,
    Depois que se miram olhos em corte,
    À orilha do mar
    Quando o jirau de uma bodega sob um coqueiro
    Fincado na areia branca, dourada pelo sol,
    É mais alegre que o recosto do birô arcaico da vivenda,
    Cuja realidade de paz improfana
    Em cores num tapete de motivo persa,
    No escuro verniz da estante,
    Alia-se à distância insidiosa, tormento da chama da paixão,
    Em contraposição à ilusão bebida no cauim da maresia,
    Onde a exultação da luz diurna
    É quebrada pela inundação súbita de um fluxo de água e sal
    nas narinas,
    E a serenidade da noite, já um pouco mais amiúde,
    Por um fresco sopro aural,
    Arauto do rugitar melódico das palmas e folhagens,
    Sobre a mesa de uma barraca,
    Entre um beiju com café e uma bebida alcoólica,
    Causando um devaneio intenso
    E um embargo traiçoeiro da voz,
    Com o estreitamento da laringe,
    Antes da última oração de paixão e ternura
    E da última evocação em martírio,
    Envolvendo o teu nome,
    Num crépito gemido da voz semi-exaurida
    Por a angústia, a bebida e o cantar,
    Despedida pelo entremeio das verdes palmas
    Argenteadas pela a lua e o mercúrio da Volta da Jurema.

    Roberto Cristino Teixeira


    Amo-os, mesmo que seja só como um plebeu, mas eu amo essa cidade.

    donrobertto@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, q coisa linda de se ler...Amei!!!

      Parabéns Roberto, vc é um poeta!

      Excluir
  6. Gostar do Ceará, gostar, não! Gostar é fácil. Mas além de gostar de Fortaleza, ser cearense, e ter elevação, muita inteligência e a nobreza _ citada _ para reconhecer a sua sublimidade, não se relaciona a uma questão existencial, essa questão é essencial, isto é, é uma percepção autônoma, autodeterminada, absoluta; não é contingente é necessária. As virtudes de Fortaleza são intrínsecas.
    Eu não gosto de Fortaleza porque eu sou um maranhense cearense, eu gosto dela porque ela é bonita, oxigenada, tem o baião de dois, a chuleta especialmente temperada, com era feita no antigo Cirandinha, na antiga Av. Aquidaban, agora Historiador Raymundo Girão, o sotaque gostoso, a perspicácia dos malandros da Praça do Ferreira, que deram uma surra no pessoal do Casseta e Planeta, quando da visita deles, para gravar um edição do programa na cidade, o caldo do Manin, no bairro de Joaquim Távora, Piedade, além dos luxuosos restaurantes. Eu não vou escrever mais porque se não eu Gostar do Ceará, gostar, não! Gostar é fácil. Mas além de gostar de Fortaleza, ser cearense, e ter elevação, muita inteligência e a nobreza _ citada _ para reconhecer a sua sublimidade, não se relaciona a uma questão existencial, essa questão é essencial, isto é, é uma escolha autônoma, autodeterminada, absoluta; não é contingente, é necessária eu isso pode virar poesia e eu poderia me estender.
    As praias inebriantes, Parangaba e Maraponga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Texto para os olhos anelarem...maravilhoso, sem palavras para descrever tudo q acabo de ler...

      Roberto, vc demorou a dar o ar da graça por aqui, mas quando retornou, veio com tudo! :)

      Obrigada

      Excluir
  7. É um prazer e uma honra!

    No texto anterior houve mistura de trechos que se intercalaram acidentalmente, assim como repetições; essas talvez devido a não ter confiado plenamente na sensibilidade da tecla de envio da mensagem.
    Não sei se deixo assim ou se deixo para os possíveis leitores "darem o desconto".
    Sei do protocolo; o solo em que piso é sagrado.

    "Thank you"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei tudo perfeito, se houve a mistura, ela ficou muito homogênea, pode ter certeza! :D

      Eu deixaria como ficou, sério, ficou muito bom mesmo!

      Eu que agradeço a gentileza!:)

      Abraços

      Excluir
  8. Aos leitores deste blog: eu, que fui morar neste bairro em janeiro de 1975 epor fiquei até 2005. Lembro muito dos cajueiros e coqueiros que ficavam onde hoje é o fórum e imediações. O nome da avenida Washington Soares origina-se como sendo o genitor do sr. Wilson Soares, que herdou esta imensidão de terras que iam onde hoje é o G. Barbosa até uma revenda de plantas tijolos que tinha por ali. o sr. Wilson também tinha um posto de gasolina ACAPULCO _ o memo em frente à Unifor _ e depois vendeu-o. Conversando com moradores antigos do Dendê, eles chegaram por lá por volta de 1955. Uns até antes. Alguns ajudaram a construir um conjunto habitacional( 1974) e a faculdade( 1972). A atual avenida ( ce-o40) era apenas uma pista, com sentido duplo. Mal cabia dois veiculos largos. Próximo ao posto de gasolina e dequina coma Unifor existia uma churrascaria denomidada de Punta del Leste, também de propriedade de Wilson Soares. Ressaste-se que estes nomes derivaram de uma viagem que ele fez ao México em 1970, por conta da Copa do Mundo, onde fomos tricampeões. Quem quiser mais contato, kleberonline@zipmail.com.br. Abraço a todos. Um detalhe: que eu saiba a lagoa seca é a mesma Lagoa da Precabura !! kleber,04/09/2012

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário tão cheio de detalhes, Kleber, enriqueceu ainda mais a postagem! Obrigada! :)

      Forte e caloroso abraço

      Excluir