Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Fortaleza das antigas III [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Fortaleza das antigas III



Vila Quixadá, casa de Adolfo Quixadá e depois residência do presidente do Estado. Em 1930 passou a ser o Ginásio São João, do professor César de Adolfo Campelo; em 1940 passou a partencer ao banquero João Gentil e em 1943 passou a abrigar o Colégio São João, que em 1976 foi vendido parqa a Organização Farias Brito, passando a chamar-se Farias Brito Aldeota/1; por fim foi vendido ao Grupo Pão de Açúcar que demoliu e construiu uma de suas lojas com vasto estacionamento na frente. Fica na Avenida Santos Dumont, 1169 em frente ao Hospital Gênesis. Arquivo Nirez

Vila Quixadá na Santos Dumont

Um trem trafegando pela Avenida Tristão Gonçalves.
Antes de 1917 o trem saía da estação, fazia uma curva e entrava direto na atual Avenida Tristão Gonçalves, que era chamada Trilho de Ferro e seguia até Porangaba. Em 1917 foi feito o desvio pelo Jacarecanga e o trem passou a seguir pela Avenida Tenente Lisboa. Esta foto mostra o trem trafegando pela Avenida Tristão Gonçalves, atravessando a Rua Castro e Silva. A Praça da Estação fica um quarteirão antes.
O fotógrafo está de costas para a Catedral e de frente para o Cemitério e o trem está indo na direção do sertão. Arquivo Nirez

Tesouraria Provincial - Arquivo Jaime Correia

Teatro José de Alencar em 1931 - Arquivo Jaime Correia

Em 06/02/1953 instala-se a Taki Indústria e Comércio, cuja inauguração deu-se no dia 12/04/53, em prédio na esquina da Rua Barão do Rio Branco nº 2841 com Rua Padre Miguelino, com a presença do vice-governador Stênio Gomes da Silva e do prefeito Paulo Cabral de Araújo. Posteriormente o prédio foi vendido para o Café Mucuripe, que lá ficou até 01/01/176, quando cerrou suas portas.

Superior Tribunal de Justiça - Arquivo Nirez

Subida da Praça General Tibúrcio

Fachada da Sorveteria Cabana de Raimundo Nonato Damasceno Filho, que ficava no Edifício Vitória, na esquina das ruas Barão do Rio Branco com Guilherme Rocha, no local onde hoje está a loja Esmeralda. Arquivo Nirez

A foto interna traz o corpo de funcionários, entre eles o "Pedão da Bananada". 
Arquivo Nirez

Rua Solon Pinheiro com Pedro I
Nesta esquina fica o Edifício Paraguaçu, seguindo-se algumas casas de artigos paraenses. Dá para ver no meio do quarteirão da Solon Pinheiro o S.O.S. com letreiro e tudo. Essa casa da esquina com a Duque de Caxias era linda, no dia em que foi adquirida pelo Patriolino foi totalmente descaracterizada e nada mais foi feito, foi só para impedir seu tombamento ventilado na ocasião. A rua transversal, é a Pedro I. À direita onde está um posto de gasolina, hoje é um Supermercado Lagoa.

Solar de Manoel Gaspar de Oliveira, na rua General Sampaio. A casa foi vendida, mas um dos filhos, o glorioso militar de carreira brilhante Tácito Teófilo Gaspar de Oliveira, mandou fazer uma réplica na Rua Beni de Carvalho esquina com Barbosa de Freitas.
A casa foi demolida na década de 60 -Arquivo Nirez

Sobrado do Barão de Ibiapaba, na esquina da Rua Major Facundo com Rua Senador Alencar. É o próprio barão que está em primeiro plano do lado esquerdo. Arquivo Nirez

Siqueira Gurgel em 1919. A fachada dava para a Av. Bezerra de Menezes
Arquivo Nirez

Sena Madureira com Pedro Pereira. A rua Pedro Pereira após esse cruzamento passa a chamar-se Pinto Madeira. Esta rua tem cinco nomes. Começa na antiga José Bastos, atual José Jatahy com o nome de Rua Júlio Pinto; ao atravessar a Pe. Ibiapina, passa a chamar-se Rua Pedro Pereira; quando chega no encontro da Sena Madureira com Visconde do Rio Branco, muda para Rua Pinto Madeira; adiante, na primeira curva após a Carlos Vasconcelos, passa a chamar-se Rua Torres Câmara; e quando chega no Bosque Eudoro Correia ganha o nome de Eduardo Garcia; e depois de algum tempo atravessando a Via Expressa, o restante é a Rua Bento Albuquerque. Arquivo Nirez

Seminário da Prainha em 1906 - Arquivo Assis de Lima

Seminário da Prainha-Nirez

Prédio demolido que deu origem a atual Secretaria da Fazenda, observar a curva dos trilhos do bonde de burro. Foto de 1905 - Arquivo Nirez

Sede do jornal O Nordeste na Rua Pedro Pereira na esquina com a General Bezerril-1939 - Arquivo Nirez

Secretaria da Fazenda em 1939 - Arquivo Nirez

21 de dezembro de 1944 quando a Força Expedicionária Brasileira desfilou pelas ruas de Fortaleza -Arquivo Nirez


x_3c18e4f1

Parte I
Parte II

Um comentário:

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: