Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Ginasianos de 1958


Igreja Pequeno Grande - Arquivo Carlos Juacaba

28 de novembro de 1958. Manhã ensolarada a iluminar a beleza da arquitetura neo-gótica da Igreja do Pequeno Grande.
Trinta e três felizes jovens, concludentes do Curso Ginasial do Colégio Lourenço Filho, Turma Rui Barbosa, sendo patrono o Dr. Antônio Filgueiras Lima, eram o motivo da celebração religiosa que se processaria.
Um cântico ritualístico, interpretado por um coral afinadíssimo, emprestava um clima confortante e ao mesmo tempo solene.
Familiares, professores e amigos dos novos aspirantes ao Curso Científico enriqueciam, com suas participações, o comemorativo acontecimento.
O educador, poeta e filólogo Filgueiras Lima, diretor do Colégio, como sempre, a vestir terno de imaculado linho branco, fazia-se acompanhar de sua incentivadora esposa, senhora Amazonas, ocupando seus especiais genuflexórios, instalados ao lado do altar-mor.


Foto do Instituto Lourenço Filho no dia de sua fundação, 07 de fevereiro de 1938. Fundado por Antônio Filgueiras Lima e Paulo Sarasate Ferreira Lopes, o Instituto Lourenço Filho (depois Colégio Lourenço Filho), funcionando em prédio na Rua Floriano Peixoto nº 963, entre a Rua Pedro Pereira e Rua Pedro I. Hoje é Faculdade e fica na Rua Barão do Rio Branco esquina com Avenida Domingos Olímpio - Arquivo Nirez

Nós, concludentes, tínhamos lugar na ala esquerda da Igreja e, na da direita, víamos nossos mestres da última série e das anteriores. O matemático Adroaldo Castelo Branco, sósia de Olavo Bilac, paraninfo da Turma e, ao seu lado, os homenageados especiais: jornalista João Hipólito Campos de Oliveira e o historiador José Humberto de Oliveira, professores de Geografia Geral e de História do Brasil, respectivamente.
Lembro-me bem das presenças de alguns de nossos educadores das várias disciplinas, como Sedrim Jucá (História Geral), Agnelo Torres (Desenho), Edmilson Pinheiro (Latim e Português), Lourival Barros (Francês), Antônio Francisco Lisboa (Música), José Delídio Pereira (Ciências) e Gerson Filho (Inglês).



Antes da missa, celebrada pelo padre Tito Guedes, professor de religião e, anos depois, pároco da Igreja da Sé e ascendente ao monsenhorado, cantamos o Hino do Colégio. Findo o ato católico, entoamos o Hino Nacional, com o coral, musicado pelo órgão.
Com nosso meio século de ginasianos, o registro, também, dos 70 anos de fundação do Colégio e a homenagem póstuma aos nossos saudosos colegas Antônio Gaudêncio Anário Braga, Cezar Belmino Batista Evangelista e José Raimundo Araújo Monte (Bu).

 Geraldo Duarte 
(advogado, administrador e dicionarista)



x_3c18e4f1



Nenhum comentário:

Postar um comentário