Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Messejana II [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Messejana II


Igreja Matriz


Para muitos Messejana não é apenas mais um bairro de Fortaleza. Há quem pense que se trata de uma cidade contígua a Região Metropolitana da capital cearense. De fato, ela já foi independente, sendo anexada como bairro no século passado. Em Messejana – que é chamada de “Miss Jane”, por alguns "gaiatos", há muitos elementos que podem perfeitamente ajudar a constituir uma cidade, ainda que de interior, mas com fortes traços de desenvolvimento urbano.

A "cidade" onde nasceu José de Alencar, revela facetas muito interessantes. Como qualquer localidade interiorana, tem Igreja Matriz, com suas tradicionais missas aos domingos. Do lado de fora, na praça principal, há uma grande feira que acaba por movimentar o bairro inteiro, servindo como chamariz até mesmo para clientes dos supermercados nas redondezas. Tem o velho hábito das pessoas em se distrair sentando-se nas calçadas para conversar. Até este ponto, Messejana se revela uma típica cidadezinha do interior.


Famosa feira de Messejana



Messejana é bairro rico em fatos históricos e no qual nasceram, entre outras, as seguintes personalidades: o escritor José de Alencar e o ex-presidente Castelo Branco.

Messejana origina-se do árabe masjana, que significa prisão ou cárcere. Mas antes de chama-se Messejana, esta aldeia dos Potyguara chamava-se Aldeia de São Sebastião de Paupina.

Antes das chegada dos portugueses com as missões militares e religiosas, neste local habitavam os índios Potyguara. Em 1607, os padres Jesuítas Francisco Pinto e Luís Figueira, durante a jornada no Ceará rumo ao Maranhão, mantiveram contatos com os Potyguara e no local onde este tinham suas habitações, este nomearam de São Sebastião da Paupina. Messejana foi indicado no primeiro mapa do Ceará, feito por João Teixeira Albernaz, o velho. Em 18 de março de 1663, a então aldeia Potyguara foi oficiamente denomida de Aldeia de São Sebastião da Paupina.




casa de José de Alencar
Os Jesuítas, foram responsável pela urbanização de Messejana. Por exemplo, eles construiram a primeira capela neste local, a qual seria a base da atual Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Em 1759, com a expulsão dos Jesuítas do Brasil na era Pombalina, esta vila passou a ser chamada Vila Nova Real de Messejana da América.

Nos séculos XVII, Messejana viveu de progesso e teve uma importante função econômica dentro do Ceará, pois serviu de via de seu escoamento de gado na época da carne de sol e charque. Deste período ainda existem vestígios da Estrada Parangaba-Messejana(hoje Paranjana) e a Estrada do Fio. Mais tarde no século XIX, esta foi uma das vias de escoamento do algodão vindo das regiões Jaguaribana e Sertão Central, que foi exportado via o Porto de Fortaleza.

Em 1836, é inaugurado o Cemitério Público de Messejana. Hoje este é o cemitério mais antigo de Fortaleza.

Hospital de Messejana - 1930

Em 1921 Messejana sofre uma transformação que teve repercussão até os dias de hoje. O então governador do Ceará, Justiniano de Serpa, rebaixou o município de Messejana a distrito e este é anexado à Fortaleza.

Messejana nos dias de hoje:


A lagoa de Messejana



O bairro é conhecido também pela Lagoa da Messejana, onde há uma estátua representando a personagem Iracema, da obra de José de Alencar. Outros lugares e instituições referênciais do bairro são: o Hospital de Messejana(construído em 1930 pelo arquiteto Emílio Hinko), Hospital de Saúde Mental de Messejana, Vila Olímpica de Messejana, Terminal integrado da Messejana e a própria casa onde nasceu José de Alencar, transformada hoje em museu. Messejana também é conhecida pela Feira de Messejana, uma das maiores feiras de Fortaleza que acontece todos os domingos.



Em Messejana encontramos diversas escolas, entre elas destacamos os Colégios José de Barcelos, Paulo Benevides e Liceu de Messejana.

4 comentários:

  1. Eu gostaria de saber sobre o casarão existente no conjunto São Bernardo, onde hoje abriga o ABC, lá é um imponente casarão, mais que sabemos sua história.

    ResponderExcluir
  2. terra de muitas historias e lembranças que só quem viveu e brincou nessas ruas e praças pode expressar, parabens. de um filho em terra distantes....

    ResponderExcluir
  3. Muito legal esta matéria.
    Equipe do Portal Messejana

    http://www.portalmessejana.com.br
    contato@portalmessejana.com.br

    Caso você queira divulgá-la no Portal nos envie o texto, ok?

    ResponderExcluir
  4. Eita terra abençoada de muitas lembranças e sabores:das quermesses na praça dos parques dos encontros atras da igreja no final da missa,so quem viveu pode contar

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: