Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sábado, 17 de outubro de 2009

Santa Casa de Misericórdia



O Hospital da Caridade, mais tarde, Santa Casa da misericórdia. O 2° andar só foi construído em 1920

A construção foi iniciada em 1847 e concluída em 1857. Inicialmente, tinha um só andar e se chamava Hospital de Caridade. Em 1961 volta a ser inaugurada, agora com o nome de Santa Casa de Misericórdia. Em 1915 passa do controle do Estado para o do Arcebispo de Fortaleza. O edifício é reformado em 1920 ( Projeto do arquiteto italiano P. Fiorillo ), sendo-lhe agregado mais um andar, e fachadas com características neo-clássicas, as quais são mantidas até hoje.



Em 1846, o Presidente da Província, Inácio Correia de Vasconcelos, determinou a construção de um Hospital de Caridade para Fortaleza. Em 1847 teve início a construção em um terreno doado por D. Maria Guilhermina Gouveia, localizado em frente ao Paiol do Forte, onde hoje é o Passeio Público.
Em 1854, o Conselheiro Vicente Pires da Mota, Presidente da Província propôs a criação da Irmandade da Misericórdia. Em 1857 foi concluída a construção de um prédio térreo com capacidade de 80 leitos. Ainda em janeiro de 1857, o Presidente da Província, Paes Barreto, cede salas e enfermarias para o Liceu, que permanece ali até 1861, quando só então ocorreu a inauguração formal da Santa Casa.


Santa Casa e sua Superiora JR Becker - Álbum Fortaleza 1931

Em 12 de fevereiro de 1861, o Presidente da Província Antonio Marcelino Nunes Gonçalves oficializou a Irmandade da Misericórdia, nomeou seus dirigentes com a missão de administrar o Hospital de Caridade. Em 14 de março do mesmo ano alterou o nome para Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, tendo como mantenedora a Irmandade Beneficente da Santa Casa da misericórdia de Fortaleza.


Em 1925, a Santa Casa firmou-se como um hospital de alta tecnologia, foi o pioneiro no estado na introdução do serviço de radiologia ao inaugurar no dia 29 de junho de 1925 o primeiro aparelho de Raios X. Pelo espaço de 4 anos funcionou na Santa Casa o primeiro serviço de urgência em Fortaleza, quando em setembro de 1937 foi inaugurado o Pronto Socorro Dr. José Ribeiro Frota.

Em março de 1971 foi inaugurado um moderno centro cirúrgico composto de oito salas. Em pouco tempo a Santa Casa tornou-se o hospital a realizar o maior número de cirurgias em todo o Ceará. Os anos 80 foram marcados pela integração do Hospital ao Sistema único de Saúde – SUS. Sendo um hospital filantrópico sofre todas as conseqüências das medidas determinadas pelo Ministério da Saúde.




Curiosidade: O Dr. Joaquim Antônio Ribeiro foi o primeiro médico nomeado para trabalhar na Santa Casa, em 12 março de 1861. Formado em medicina pela Universidade de Harvard, Cambridge,na Inglaterra em 1853, foi o autor do "Manual das Parteiras".


E lá vem história...

A instituição surgiu em Lisboa, no ano de 1498, por iniciativa de frei Miguel de Contreiras, confessor da rainha Leonor, esposa do rei Dom João II. Daí surgiu a Irmandade da Misericórdia, que passaria a cuidar de pessoas doentes e necessitadas.

Com a expansão do domínio português, a irmandade foi sendo implantada nas novas terras conquistadas. Foi trazida para o Brasil em 1540, com a Santa Casa da Misericórdia de Santos. Depois vieram a de Vitória-ES (1545), a de Porto seguro- BA e a de Olinda-PE (1560), a do Rio de Janeiro - RJ (1582).

A Irmandade da Misericórdia gozava de grande prestígio durante o império, seus membros participavam de vários privilégios, tinham poder político e opinavam em vários assuntos ligados a cidade. Eram identificados pelo uso de uma capa preta e a sua bandeira era olhada com grande respeito pela sociedade.

Enquanto as Santas Casas se espalhavam pelo Brasil, a do Ceará só se instalou 300 anos depois da Santa Casa de Santos. Preocupado com as conseqüências da seca de 1845, que deixara grande número de pessoas doentes e sem tratamento, o presidente da província Cel. Inácio Correia de Vasconcelos, tomou a iniciativa de construir o que ele chamou de Hospital da Caridade.




Mas o presidente foi exonerado em julho de 1847 e as obras foram paralisadas, pois seu sucessor, Casimiro José Morais Sarmento, preferiu investir na construção de um cemitério no Morro do Croatá, que recebeu o nome de São Casimiro, em homenagem ao fundador. (O cemitério de São Casimiro ficava na atual Praça Castro Carreira, mais conhecida por Praça da Estação).

Somente em 1854 as obras foram retomadas. Na época, todo o estado do Ceará havia sido atingido por uma epidemia de cólera, que devastou a população. O então presidente Padre Vicente Pires da Mota, com o apoio de pessoas de posses, resolveu retomar as obras do Hospital da Caridade. Entregou a direção da construção ao Boticário Ferreira, que era intendente da cidade e realizara um excelente trabalho na urbanização
de Fortaleza.





Curiosidade: A Santa Casa esteve sempre ameaçada de ceder lugar ao Liceu a ser fundado, ora a Biblioteca Pública, que não tinha ainda uma sede. Porém no ano de 1851 ocorreu uma grande epidemia de febre amarela. Sendo precário o estado sanitário de Fortaleza, embora ainda não estivesse concluída a construção, foram abertas duas enfermarias da Santa Casa aos doentes mais carentes,que logo ficaram lotadas.

O prédio ficou pronto em 1857 no mesmo local onde funciona até hoje a Santa Casa, que tinha o nome de Largo da Pólvora, por causa da existência de um paiol; depois que o paiol foi retirado, passou a chamar-se Largo da Misericórdia, e por fim, Praça dos Mártires.
A construção foi concluída, mas não iniciou o funcionamento porque não havia pessoal treinado para trabalhar no hospital.


Curiosidade: A Santa Casa foi construída inicialmente com recursos públicos fornecidos á Província para resolver os problemas advindos da última epidemia de febre amarela. O funcionamento da Santa Casa não era prioritário, sendo o funcionamento da Biblioteca e do Liceu priorizados no momento, devido a uma pressão da intelectualidade e das famílias abastadas, que desejavam ver seus filhos estudando em Fortaleza e não mais se deslocando para outras regiões, principalmente Pernambuco e Bahia, como ocorria até então.


Em 07 de outubro de 1859, o presidente Antonio Marcelino Nunes Gonçalves decidiu organizar a Irmandade da Misericórdia em Fortaleza, processo que durou até 1861. A Partir daí, o Hospital da Caridade passou a denominar-se Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, tendo como mantenedora a irmandade beneficente da Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza.

A Santa Casa da Misericórdia funciona na Rua Barão do Rio Branco, n° 20, Centro de Fortaleza, e atende em torno de 13 mil pessoas por mês. O hospital também trabalha com atendimento a preços populares.



Edifício da Santa Casa da Misericórdia na rua Barão do Rio Branco, de frente para o passeio público.

Curiosidade: Em 1961, a Santa Casa de Fortaleza completou 100 anos e contava então com 300 leitos e tornando-se um hospital de grande porte. As injeções de morfina e as contenções ativas foram substituídas por anestesias locais e tronculares, seguidas, após, das primeiras anestesias gerais a base de clorofórmio e éter em máscara aberta ou com a célebre Máscara de Ombredane. Em compasso com esta "modernização" surgiu os primeiros autoclaves e máquinas de lavar industrial. Na década de 70 a Santa Casa passou por profundas modificações em seus estatutos quando foi desligado o Sr. Arcebispo e a Diocese de Fortaleza da gestão da Santa Casa. Em março de 1971 foi inaugurado um moderno centro cirúrgico que em pouco tempo fez com que a Santa Casa fosse o hospital a realizar o maior número de cirurgias em todo o Ceará.

Fonte: Ofipro/santacasace.org.br/Pesquisas pela internet

5 comentários:

  1. Desejo manter contato com a enfermeira Fátima soares(filha de Raimundo e Raimunda Soares),sou sua comadre e não tive mais notícia desta pessoa, se for possível gostaria de manter contato pelo fone(079-3245 4993)Aracaju/SE.
    Sua comadre ninha.

    ResponderExcluir
  2. Ninha, esse blog não faz parte do site oficial
    da Santa Casa, assim sendo, sinto não poder
    ajudá-la com relação a sua comadre. O que posso
    fazer é colocar o endereço e telefone da Santa Casa, quem
    sabe ligando vc não consiga alguma informação, alguma pista,né?

    A Santa Casa fica na Rua Barão do Rio Branco - n°20 Centro / CEP 60.025-060
    Fortaleza - Ce, Brasil
    Tel.: 085 3455-9100

    ResponderExcluir
  3. mvclage@yahoo.com.br
    trineto de d guilermina

    ResponderExcluir
  4. Sou cearense e moro em são paulo, parabéns e grata por esta pesquisa que muito me alegrou. Maravilhoso o site,
    pois meu avô trabalho como medico e amava a santa casa sou Suely F Lins neta dr Jose Lins de Souza.

    ResponderExcluir
  5. Oi Suely, bom dia!

    Obrigada pelas gentis palavras, fiquei muito feliz! :)

    Um caloroso abraço

    ResponderExcluir