Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Cine Majestic Palace
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Cine Majestic Palace



O Cine Majestic em 1918- Acervo de Roberta Freitas

Em 14 de julho de 1917 inaugura-se o Cine Theatro Majestic Palace, o mais luxuoso salão da época, construído pelo capitalista Plácido de Carvalho em imponente prédio, com a destinação para um futuro cinema a ser explorado pela firma Ribeiro & Cia., uma associação de Luiz Severiano Ribeiro com o capitalista Alfredo Salgado. É o terceiro cinema, após o Polytheama e o Riche, da Empresa Ribeiro. O palco foi inaugurado, a 14 de julho, com o histórico espetáculo da transformista italiana Fátima Miris, que marcou uma época na cidade. 

Fátima Miris - Foto do livro Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Nirez

A transformista Fátima Miris - Acervo Marymiley


A tela teve sua inauguração no dia 27 de julho, com o filme italiano " L'Amica " (Amica; 1916, 1.212 metros, Cines, de Roma, diretor Enrico Guazzoni, com Leda Gys, Amleto Novelli, Augusto Mastripieri, Nella Montagna e Augusto Porrioli). Foi aparelhado para cinema sonoro, pelo sistema Vitaphone, a 28 de abril de 1932, e lançou o Movietone, a 3 de maio de 1932. 


Cine Majestic em 1939 - Acervo de Roberta Freitas

As cadeiras do belo cinema vieram da Áustria


Um dos mais queridos cinemas da história da cidade foi vítima de dois incêndios: o primeiro, a 4 de abril de 1955, destruiu o edifício Majestic Palace, na Praça do Ferreira, sob o qual existia o amplo hall e sala de espera do cinema. O Cinema sobreviveu e passou a ter entrada pelos fundos (rua Barão do Rio Branco), até que o segundo incêndio, iniciado às 2 horas da madrugada do dia 1º de janeiro de1968, destruiu por completo o belíssimo salão cinematográfico. 


Este incêndio destruiu completamente o Edifício Majestic e as Lojas Brasileiras na Praça do Ferreira em 1955 Arquivo Aba Film

Arquivo Nirez

 
Incêndio do Majestic em 04/04/1955. Em 1966 outro incêndio coloca um ponto final no cine Majestic.


Arquivo Aba Filma

Anos 50, após o incêndio do prédio do Majestic

Matéria publicada no Jornal O Povo em 06 de abril de 1955

Foto do  Jornal O Povo de 06 de abril de 1955

Foto do  Jornal O Povo de 06 de abril de 1955

Fatos Históricos


Gravura da Praça do Ferreira com o Cine Majestic 

  •  14 de julho de 1917 - Marca a inauguração do Cine Teatro Majestic Palace (Cine Majestic), sendo o dia 14, do palco, com a apresentação da transformista italiana Fátima Miris e dia 20 do cinema, com a película "L`Amica". Cinema e teatro construído pelo comerciante Plácido de Carvalho na segunda década do Século XX. O cinema sonoro só chegou no Majestic no dia 23/04/1932, com o filme Anjos do InfernoNo dia 04/04/1955 irrompe um incêndio no edifício Majestic fechando provisoriamente o cinema, que passou a ter sua entrada pela Rua Barão do Rio Branco. Em 01/01/1968 outro incêndio fecha o Cine Majestic, desta vez para sempre, pois destruiu a sala de projeção. O Cine Majestic tinha uma sala de projeção que também era um teatro, toda em ferro como o Teatro José de AlencarTinha 650 cadeiras no térreo, nos dois andares onde ficavam os camarotes e na geral. No local do Edifício Majestic foi levantado o Edifício Lobrás.

 
Início do século XX, Praça do Ferreira, com o imponente prédio do Cine Majestic - Arquivo O Povo

  •  04 de dezembro de 1924 - Continua a exibir-se no Majestic o aplaudido ‘Trio Marta Govinden’, de que fazem parte o cançonetista Henrique Reis e o artista Márcio Reis, premiado nos Estados Unidos como perfeito imitador de Charles Chaplin (Carlito).

 
Foto de 1934

  •  10 de maio de 1924 - Apresenta-se em Fortaleza, no palco do Cine Teatro Majestic, o grupo Os Carolinos, formado pelos atores Sílvio Lage, Ada Egas e Rosita, a Portuguesa. Apresentaram burletas, canções e duetos sertanejos. 


O Majestic nos anos 20 ou 30- Arquivo Diário do Nordeste

  •  23 de fevereiro de 1926 - Estréiam, no Cine Teatro Majestic, os cançonetistas Os Geraldos, formado por Geraldo Magalhães e Nina TeixeiraGravaram muitos discos na famosa Casa Edson, de Fred Figner.


Postal  de 1917 - Detalhe para o Majestic

  •  18 de agosto de 1928 - No palco do ‘Majestic’ o boxeur Pantera Negra (José Cândido da Silva) vence o profissional português Tavares Crespo.


Raro postal de 1920

  •  28 de maio de 1932 - Começam no ‘Majestic’ as ‘Sessões das Moças’, que se realizarão sempre às 15 horas e 30 minutos dos sábados e ao preço de 1$600 o ingresso.




  •  10 de novembro de 1932 - O ‘Cine Majestic’ institui as ‘‘sessões passa-tempo", das 12 horas e 10 minutos às 12 e 45, especialmente destinadas aos comerciários, que agora dispõem de duas horas para o almoço.

 
Bondinho próximo ao Majestic

  •  02 de janeiro de 1933 - Transita por Fortaleza o ator, compositor e cantor brasileiro morando em Hollywood, Raul Roulien, sendo realizado um festival em sua homenagem no Cine-Teatro Majestic.

 


 
Prédio do Cine Majestic na rua Major Facundo. Foto de 1918 - Arquivo Nirez

  •  02 de abril de 1936 - No palco do ‘Majestic’, em Fortaleza, luta de jiu-jitsu entre o cearense Rosalvo Prata e o carioca Ricardo Nibon.O juiz deu a peleja como empatada.

Foto da década de 30

  •  05 de outubro de 1937 - Em Fortaleza a cantora Sílvia Melo (Silvinha Melo), exclusiva dos discos RCA Victor, que se apresenta no palco do Cine-Teatro Majestic, acompanhada pela pianista cearense Carmen CarvalhedoApresentou-se também ao microfone da Ceará Rádio Clube - PRE-9.

 
Arquivo Memória do Cinema

  •  04 de abril de 1955 - Irrompe grande incêndio na Praça do Ferreira, no tradicional Edifício do Cine Majestic, da Empresa Luís Severiano Ribeiro, atingindo também as Lojas Brasileiras de Preços Limitados, $4.400, que ficava no nº 560. O cinema tinha entrada pela Barão do Rio Branco nº 1067/71. A ação dos bombeiros foi decisiva para isolamento dos prédios vizinhos.

 

  •  31 de dezembro de 1967 - Incêndio no Cine Majestic, da Empresa Luís Severiano Ribeiro, na Rua Barão do Rio Branco nº1071, desta feita no salão de projeção, aniquilando de uma vez com o tradicional cinema, fundado em 14/07/1917. O Corpo de Bombeiros não conseguiu chegar a tempo de salvar a sala de projeção.

 Curiosidades:

  • Um dos mais queridos cinemas da história da cidade foi vítima de dois incêndios: o primeiro, a 4 de abril de 1955, destruiu o edifício Majestic-Palace, na Praça do Ferreira, sob o qual existia o amplo hall e sala de espera do cinema. O Cinema sobreviveu e passou a ter entrada pelos fundos (rua Barão do Rio Branco), até que o segundo incêndio, iniciado às 2 horas da madrugada do dia 1º de janeiro de1968, destruiu por completo o belíssimo salão cinematográfico.

  • O compositor Humberto Teixeira aos 13 anos, depois de ter editado sua composição Miss Hermengarda, tocava flauta na orquestra que musicava os filmes mudos no Cine Majestic .


x_3b98da9d



Fontes: Memoria do cinema, Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Nirez, Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) - 1954 


5 comentários:

  1. a nossa fortaleza esta-se desenvolvendo mais e mais

    ResponderExcluir
  2. Ao ver essas fotografias fiquei lembrando de tempos que não voltam mais, em buscar de encontrar uma foto que tivesse das ruas Liberato Barroso com Tristão Gonçalves e da Pedro Pereira com 24 de Maio. Nos anos sessenta e setenta me trazem doces lembranças, lá habitavam pessoas de minha família, muito queridas: José Ferreira de Paula/Nena e seus oito filhos (meus avós e tios) e na 24 de Maio, o Oscar França/Maria Borges e minha tia Clara Maria(esposa do tio Juarez Ferreira de Paula. Como já lhe disse sou uma eterna nostálgica. Gnde abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber se vocês tem informações do pequeno Mário que se apresentava nesse Teatro como menor tenor do mundo na década de 30?

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: