Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A Fênix Caixeiral ainda vive



Avenida Imperador, 636. Entre as ruas Liberato Barroso e Pedro Pereira. Uma rápida olhada e a certeza de que ali é "apenas" um curso supletivo de ensinos fundamental e médio. Nas paredes brancas do muro, um verde agigantado para atrair a vista do transeunte: Colégio Fênix Caixeiral. O nome remete ao que já foi uma sociedade beneficente e cultural em épocas áureas. Hoje, no local ainda funciona a Sociedade Fênix Caixeiral, notadamente sem a pompa de outrora, quando era uma das instituições de classe de mais prestígio no Estado. 


 

Durante várias décadas, a então "Phenix Caixeiral" desempenhou papel relevante na sociedade. Congregava gente como contadores, despachantes de alfândegas, leiloeiros, corretores, empregados de bancos e uma quase infinidade de classes trabalhadoras. São quase 120 anos de história. O prédio luxuoso que abrigou a Fênix, no entanto, tombou pelo descaso de seus administradores, gestores municipais e de parte da sociedade fortalezense. Na rua 24 de Maio, no Centro Histórico, umas das esquinas da Praça José de Alencar abrigava o edifício de dois pavimentos e 1.163 metros quadrados. Foi demolido quando estava prestes a completar 89 anos. 

Com ele, vieram abaixo a imponente escadaria de madeira, os grandes salões nobres e sociais, e até um pequeno museu. Mosaicos alemães, forro de cedro, assoalhos de cetim. Parte do acervo interno e da mobília do prédio foram transferidos para a sede da avenida Imperador. A venda do antigo prédio foi realizada em janeiro de 1979 e sua demolição foi concluída nos primeiros anos da década de 80. As dívidas avolumadas foram a principal causa da "queda" da Fênix Caixeiral, vendida em 1979 para o Grupo Ximenes e Tecidos S.A. E, em seguida, para a Caixa de Previdência do antigo BEC, que demoliu o passado, transformando-o em um "lojão bancário", com postos de prestação de serviços e captação de poupança.







7 comentários:

  1. O Colégio se recusa a me entregar meu histórico escolar, o que devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amigo (a), procure a SEDUC (Secretaria de Educação).

      Ligue 155 de segunda a sexta das 8h às 17h Para atendimento Especial (preferencialmente idoso ou deficiente) ou ligue 0800 275 0022, de segunda a sexta das 8h às 17h.

      Av. Gen. Afonso Albuquerque, s/n - Cambeba

      Excluir
    2. Eu estou com o mesmo problema, eles não enviaram o acervo para onde deveriam ter enviado.

      Excluir
  2. mto otima essa pagina,divulguem mas,e parabéns pelo belo trabalho aqui contido,mto bom dia...

    ResponderExcluir
  3. belo trabalho de vcs nesta pagina,parabéns,e,um otimo dia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Paulo, fico feliz que tenha gostado!
      Na página do Fortaleza Nobre no Facebook, tem fotos
      inéditas, curta, não irá se arrepender!

      Forte abraço e agradeço os comentários

      Excluir
  4. O Colégio fênix fechou,e o secretário senhor Raimundo não entregou a documentação do Colégio na secretária de educação. Do meu certificado, mas ele se escondi, para não atender os alunos ali formados.o que posso fazer.pois a única fez que conseguir falar com ele.ele disse que tava com meu certificado, mas suando falou em dinheiroe me fiz de desentendida ele sumiu.ele e um....o que posso fazer.?

    ResponderExcluir