Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Ceará Rádio Club - Considerações finais [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


terça-feira, 4 de maio de 2010

Ceará Rádio Club - Considerações finais



Foi anunciada por Antony Santiago e João Bezerra à diretoria que, a estação entraria no ar.
Tudo correu bem. Os Libaneses Dummar felizmente colocaram a PRAT no ar, fato ocorrido aos 21 de julho de 1933, quando realizaram a instalação do Ceará Rádio Clube, na Rua Major Facundo nº 133 (Altos da Casa Misiana). Sob a vista de competidores, iniciaram a programação preparada. Em poucos minutos os telefones anunciaram a pureza e o volume das emissões. Caetano de Vasconcelos foi o primeiro locutor que operou no Ceará, e as irradiações se prolongaram até as 22 horas.
Em 21 de setembro (dois meses após) em passagem com comitiva pelo Ceará, o então Presidente da República Getúlio Vargas e, o General Góis Monteiro inauguraria oficialmente a emissora. À título precário fora autorizada a irradiar na onda de 330 metros com um transmissor de 500 watts e antena de dois mastros.





Posteriormente o estúdio foi transferido para a Rua Barão do Rio Branco nº 1172 e, com licenciamento definitivo aos 30 de maio de 1934 pela portaria 415, saiu a escritura com a Constituição definitiva da Ceará Rádio Clube S.A. O seu prefixo de PRAT é trocado por PRE-9.
A Ceará Rádio Clube instalou seus transmissores no Bairro das Damas e começou a manifestação de Broadcasting, quando a nomenclatura passou a ser feminina (deixou de ser um clube para ser uma emissora).
Em 1936, a empresa radiofônica promoveu o primeiro concurso para locutor, causando curiosidade no seio do público. A primeira geração de radialistas da CRC era composta de: Caetano Vasconcelos, José Júlio Cavalcante, José Cabral de Araújo, Raimundo Menezes, José Lima Verde Sobrinho, Luzanira Cabral, Silva Filho dentre outros.
Aos 28 de julho de 1937, os estúdios da Ceará Rádio Clube são instalados no mesmo local da Estação Transmissora (Damas), passando a operar na freqüência de 1.320 quilociclos com potencia de 2.000 Watts na antena, enviada por um equipamento Marconi. Pra abrilhantar a festa, foi convidado e recepcionado no Aeroporto que era na Barra do Ceará, o cantor Chico Alves, o “Rei da voz”.
A programação era um tanto fechada, pois quando o rádio fora adquirindo seu espaço, veio a ditadura Vargas o que limitou concessões, e o povo não ouvia o que queria, porém marcou época José Lima Verde Sobrinho, com o programa “Hora da Saudade”, que depois foi substituído por “Coisas que o Tempo Levou”.


Sede no bairro Damas

Colocamos algumas passagens(posts anteriores) que mereceram destaque no rádio cearense, alguns radialistas que já se foram e fizeram sua história. Outros continuam na luta titânica pela sobrevivência, pois a cada dia a tecnologia cresce de dimensão e o profissional tem que segui-la, ou estará fadado a ficar estagnado no tempo e no espaço. Profissão digna, mais carece de bons profissionais, utilizam o rádio deixando a ética de lado aderindo ao humor desabrido. Com este procedimento o rádio deixa de ser ouvido pelas camadas mais intelectualizadas e passam à admiração do povão. Não medem a qualidade; preferem à quantidade, a audiência. Só que do jeito que vai o radialista só se tornará conhecido nas periferias das periferias. A qualidade faz a quantidade e a quantidade não faz a qualidade.


João Dummar o pioneiro da radiofonia cearense, fundador da Ceará Rádio Clube-PRE-9 em 1934 e tantos outros... Figuras importantes da radiofonia cearense: Além dos que já foram citados nas entrelinhas deste trabalho de pesquisa, começamos com o que teve a primazia de ser o pai da radiodifusão no Ceará; Paulo Lima Verde nos idos de 30 e 40 em Fortaleza, era casado com dona Leda, os filhos Reyne, Narcélio, Paulo Lima Verde "o bote seu Paulo"; Eduardo Campos nos anos 50(Não faltam talentos nas redações das emissoras). E ninguém perde a "Crônica do Ceará", ao meio dia, escrita por Otacílio Colares; Nem "ponta de lança", um comentário cáustico de Armando Vasconcelos, a fazer época com sua frase preferida; "doa a quem doer"!

Tudo era mais bonito, fascinante, mágico, mas era o estúdio com seus locutores de vozes possantes, que causavam maior "frisson", novelas, humorísticos, orquestra, tinha gente que ia "brechar" no oitavo e nono andar do Edifício Diogo, o ensaio dos artistas. Paulo Cabral, Diretor da PRE-9, foi contratado para trabalhar naquela emissora quando tinha onze anos. Mas o contrato teve de ser rescindido, em face da moral doméstica. Era pecado trabalhar em rádio. Na discoteca da ceará rádio Clube, no Edifício Diogo, milhares de discos de cera era cuidadosamente guardados em estantes envidraçadas. Parecia um santuário onde Gerardo Barbosa era o sumo sacerdote e Tereza Moura de Aquino, a sacerdotisa.

Na hora do comerciário um programa de 1948 os seguintes artistas do rádio se destacavam: Otávio Santiago, Epaminondas Souza, José Amâncio, Luiz Assunção, Reginaldo Assunção (Filho de Luiz), Peruano, Francisco Alenquer, Oscar Cirino, Edgard Nunes, João Ramos, Thompson Lemos, Eliezer França, Hiran Pacheco, Luiz Róseo, João Batista Brandão, Carlos Alenquer, Emilio Santana, Mário Alves, Francisco Noronha, Canelinha eram os componentes da orquestra da Ceará Rádio Clube. João Ramos era o apresentador do programa. Mário Alves a voz do Ceará para o Brasil, mais tarde formaria com Evaldo Gouveia e Epaminondas Souza, o famoso Trio Nagô.

A Rádio Iracema com Armando Vasconcelos, veio concorrer com a (Ceará Rádio Clube), inaugurada em 9 de outubro de 1948, fundada pelos irmãos Parentes (José e Flávio) e pelo Dr. José Josino da Costa e conhecida como ZYR-7 passou a funcionar no Edifício Vitória; Antes de criar a Comédia Cearense, Haroldo Serra foi locutor e radioator da Rádio Iracema, na sede própria na Praça José de Alencar; Carlos Alberto começou ainda "frangote" de voz indefinida, como locutor da Rádio Iracema onde apresentava programa para a juventude da qual fazia parte; Filho do famoso maestro Lisboa, José Lisboa, começou como cantor da "Iracema". Mais tarde, se transformaria também, em animador de auditório. Conservador e fiel às origens: continua na mesma emissora, onde tem programas populares; Ayla Maria, começou na Iracema, uma menininha que subia numa cadeira para poder abraçar o microfone. Cresceu ali, virou estrela, virou mulher. Ainda é estrela maior da constelação de cantoras de nossa terra. Teresinha de Jesus; O "Bem-te-Vi" e o "Rouxinol". Este casal, também conhecido como Alan Neto e Ivanilde Rodrigues, sempre foram da "taba de Iracema".

Ele, com camisa moderninha, ela, com lacinho na testa. Um casal que decididamente deu certo.
Nozinho Silva; o cantor Solteiro; Ivanildo e seu conjunto; A soprano Celina Maria começou na Iracema e foi parar no Teatro Scala de Milão; Lúcia Elizabeth foi percursora da Gretchen; Eduardo Fernandes (Dudu), Moreira Filho; Zuíla Aquiles cantava os belos versos de Carlos d’Alge; Terezinha Nogueira cantora lírica dos olhos verdes; A PRE-9 e o edifício Pajeú, foi neste lugar que a Ceará Rádio Clube viveu seus momentos de apogeu nos meados de 55. Edson Martins, Edilmar Norões, Guilherme Neto, João Ramos, Armando Vasconcelos e Augusto Borges - passaram pela PRE-9; José Júlio Cavalcante, Gerardo Barbosa, Rômulo Siqueira, Anderson Braz, as irmãs Vocalistas (Cleide e Ademir Souza Moura), Keila Vidigal, Leocácio Ferreira.



Vem a Uirapuru fundado em 16 de junho de 1956, fez a transmissão da eleição da Miss Brasil, Jaime Rodrigues falou de Buenos Aires e Fernando Lopes narrou o desfile. A ZYH-25, conhecido como a emissora do pássaro teve também seus momentos de glória. Aproveitando o ensejo vamos enumerar os super astros da locução cearense: Você se lembra de alguns deles? Os irmãos Cabral de Araújo (José e Paulo); Manuelito Eduardo; João Ramos; Aderson Braz; Mozart Marinho; Almir Pedreira; Albuquerque Pereira; Antonio Almeida; Narcélio Lima Verde: Alexandre Colares; Mattos Dourado; Wilson Machado; Valdir Xavier; Jaime Rodrigues; Augusto Borges; Ivan Lima; Oliveira Filho; José Santana; Juarez Silveira; José Júlio Cavalcante; Peixoto de Alencar; Nazareno Albuquerque; Cid Carvalho; Palmeira Guimarães; Edson Martins; Paulo Augusto; José Edilmar; Haroldo Serra; Armando Vasconcelos e muitos outros. As "Lady-Speakers" também tiveram sua vez, cito aqui algumas que se destacaram: Maria José Braz; Laura santos; Ruth de Alencar; Celina Maria; Karla Peixoto; Vera Lúcia; Maria de Aquino; Violeta Nogueira; Eneida Costa; Neide Maia: Orlys Vasconcelos, Ítala Ney, Ruth de Alencar. A primeira locutora do rádio cearense foi Maria de Aquino atuando na Ceará Rádio Clube.

A Rádio Verdes Mares carinhosamente conhecida como "verdinha" foi fundada em julho de 1962, das mãos de Paulo Cabral de Araújo e desse Grupo político, onde se destacaram; José Flávio Costa Lima; Hildo Furtado Leite, José Pontes de Oliveira (Banco União), foi negociada com o grupo Edson Queiroz. Os cantores Galãs: Carlos Augusto; Arnoldo Leite; Paulo Cirino seu chapéu e violão; João Bob; Joran Coelho; José Auriz Barreira; Guilherme Neto; Gilberto Silva; Fernando Menezes; Giacomo Ginari. As estrelas cantoras: Wanda Santos; Ayla Maria; Maria de Lourdes; Ângela Maria; Estelita Nogueira e Zuíla Veras; As pastoras e Paulo Cirino; (Isis Martins, Maria Alice e Maria de Lourdes); Maria Guilhermina; Cleide e Ademir Moura; Fátima Sampaio; Ivanilde Rodrigues; Terezinha Silveira; Salete Dias; Marilena Romero; Telma Regina; Vera Lúcia; Cleide Moura.


Blanchard Girão fala - "A denominação de" Dragão do Mar", já sugeria uma linha de protestos e lutas. "A rádio vinha para ser o "calo" do Governo Udenista, denunciando todas as deficiências administrativas e, de modo especial, os escândalos de afilhadismos que caracterizavam, de um modo geral, a prática política estadual daqueles tempos". A Rádio Dragão do Mar montada em 1958 pelo antigo Partido Social Democrático(PSD), foi inaugurada em 25 de março de 1958, data comemorativa da abolição da escravatura no Ceará, episódio em que se glorificou o jangadeiro Francisco José do Nascimento, cognominado "Dragão do Mar".

As novelas existiam e os escritores especializados em radionovelas, a exemplo de Amaral Gurgel, Oduvaldo Vianna, janette Clair, Ivanir Ribeiro e muitos outros. A primeira novela de autor cearense foi apresentada na PRE-9, "Aos pés do Tirano" de autoria de Eduardo campos(Manuelito Eduardo). Alguns personagens: Consuelo Ferreira; Alan Ladd (Oliveira Filho); Ângela Maria; Gláuria Farias; Maria José Braz; João Ramos; Laura santos; Mirian Silveira. Os Auditórios marcaram época no rádio cearense vamos citar apenas alguns que se destacaram neste setor do rádio cearense.


Jovial Salete Dias; Célio Cury; João Ramos; Luiz Assunção; Humorista Picolé; Armando Vasconcelos e Orlys Vasconcelos; Irapuan Lima (O mais popular); Eduardo Fernandes animava O clube do Papai Noel; Mattos Dourado; João Ramos e Augusto Borges; Marcos Ayla.




Alguns programas de rádio e auditório:

- "Coisa que o tempo Levou";

- "Divertimentos em sequência";
- "Vesperal das moças";
- "Salão Grenat";
- "Galeria de Honra";
- "Audições a Cearense";
- "Parada Musical Dummar";
- "Programa Irapuan Lima";
- "A garotada se diverte";
- "Fim de semana na tábua";
- "Mensagens Sonoras";
- "A Hora Luterana";
- "Clube Papai Noel";
- "Grande Rádio-Baile fim de semana";
- "Noticiário relâmpago";
- "Mariquinha e Maricota";
- "Delegacia – Baião-de-dois";
- "A carrocinha";
- "Dona Pinóia e seus Brotinhos";
- "Noturno Pajeu";
- "Festa na caiçara";
- "Pensão Paraíso";
- "Carrossel da Alegria";
- "Parque Recreio";
- "Postais Sonoros";
- "À hora do Pobre";
- "Uma pulga na Camisola";
- "Edifício Balança mais não cai";
- "Doa a quem doer";
- "A Crônica do Dia";
- "Clube do Fã";
- "Matutino Pré-nove";
- "Clube do bom Companheiro";
- "Assombração";
- "Crônica do Ceará";
- "Orquestra de Concertos da Ceará Rádio Clube";
- "A Hora do Ângelus";
- "Audição com a Pianista Maria de Lourdes Gondim";
- "As novelas";
- "Os pastoris".


Créditos: Site oficial da CRC, pesquisas diversas na internet e fotos do arquivo Nirez


11 comentários:

  1. Joanna Alice Dell'Eva10 de agosto de 2010 19:26

    Querida Leila,
    Todos os assuntos em seu blog são simplesmente fenomenais!se eu tivesse tempo eu escreveria um comentário para cada um deles; são todos maravilhosos.Você tem mâos de fada para realizar todos estes post, cada um mais lindo que o outro.O Nireis é uma pessoa maravilhosa, extremamente prestativo e sempre pronto para ajudar a todos, sem igual !
    Muitissima grata por nos permitir a todos de viajar através deste eterno Túnel do Tempo...

    Um beijo cheio de amizade "durável" e não "reciclável"!!!
    Joanna Alice Dell'Eva

    ResponderExcluir
  2. Amei o "fenomenais" rsrs obrigada pelos
    elogios!
    Vc é muito gentil e é sempre muito carinhosa
    comigo, já estou ficando mal acostumada rsrs

    Também sou uma admiradora assumida do querido
    Nirez, uma pessoa maravilhosa e sempre pronta
    a ajudar os outros.

    Eu tbm sou uma eterna viajante desse túnel, pode acreditar, estou sempre embarcando nessa rsrs

    Um enorme beijo cheinho de amizade "durável" e não "reciclável"!

    ResponderExcluir
  3. Cara Leila,
    Quando você fala de Nozinho Silva coloca como aposto "O Cantor Solteiro". Em realidade, Nozinho Silva e Solteiro eram irmãos, ambos cantores, sobrinhos e filhos de ciração do compositor e violonista Moreira Filho.

    http://jornalggn.com.br/blog/lucianohortencio/o-cantor-solteiro
    http://jornalggn.com.br/blog/lucianohortencio/eu-sou-o-nozinho-silva

    ResponderExcluir
  4. Leila, parabéns pelo seu trabalho de excelente qualidade.
    Sugiro seja citado, onde você se refere aos grandes locutores cearenses, o dono de uma das mais belas vozes do rádio em todos os tempos, em timbre, realce, pronúncia, musicalidade, correção e outros atributos. Refiro-me a Heraldo Menezes, por muitos anos, Radio Uirapuru.
    Atenciosamente.
    Jotabê Fortaleza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jotabê!
      Agradeço as palavras!

      Sobre o grande locutor, eu falo sobre o mesmo na postagem da Rádio Uirapuru, basta olhar nos marcadores.

      Abraços

      Excluir
  5. Leila, boa noite.
    Ufa! que fôlego! Não conheço a palavra que reconheça, com exatidão, seu esforço para manter a memória cearense. Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Leila Nobre, quero dizer muito obrigado por resgatar essa memória riquíssima da nossa evolução cultural e tecnológica, dos nossos costumes. Nossa história é quase esmagada pelos modismos fúteis que se entrelaçam nas coisas boas que também crescem em nossa terra. Sou fascinado pela história do nosso Ceará. Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Assisti programas de rádio com Wilson Machado. Tinha um estilo cativante e divertido de conduzir os seus programas. Voz espetacular.

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de saber em que época Cid Carvalho esteve no apogeu do seu programa de notícias na rádio Uirapurú com a sua voz inconfundível, e também José Limaverde muito antes, claro, à época do Cid Carvalho José Lisboa fazia um programa 'Fim de semana na taba' e 'A discoteca do fã' musical e Edson Silva fazia noticiário nacional.

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: