Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


terça-feira, 25 de maio de 2010

Uma volta ao passado

Estação João Felipe, 1909
Av Alberto Nepomuceno, 1920

Rua Major Facundo - Associação dos Merceeiros
A Associação dos Merceeiros, cuja fachada na foto, foi fundada no dia 5 de abril de 1914 por uma plêiade de 14 modestos merceeiros, num pequeno prédio da Rua Floriano Peixoto, com o fim de proteger os pequenos comerciantes naqueles tempos difíceis da Primeira Guerra Mundial. Antes de completar 15 anos de existência, a associação já tinha inaugurado sua sede própria, no canto sudeste da então Praça Gonçalves Ledo, atual Praça do Carmo, onde ainda hoje se encontra.A Associação teve a "Caixa de Beneficência", o "Banco dos Merceeiros" e a "Assistência Médica, Dentária e Judiciária". Ainda existem: a parte de pecúlios e as assistências, médica, dentária e judiciária. Só não mais existe o banco, desaparecido com o advento do serviço bancário particular e oficial. A foto antiga, que data de 1926, mostra o prédio como ele foi feito, todo rodeado de portas com varandas, piso alto, porões com as aberturas para a rua. Pela rua Major Facundo, passavam os trilhos dos bondes e sua fiação. (Créditos – Nirez) Blog do Borjão
Esta foto é do começo do século passado e enfoca, o prédio da antiga Assembléia Provincial, depois Assembléia Legislativa, construída com planta do engenheiro Adolfo Herbster. Havia uma igreja no local que foi demolida. Suas obras se iniciaram em outubro de 1856 e sua inauguração deu-se em 4 de junho de 1871. O prédio foi feito para abrigar a Assembléia Legislativa Provincial e o Liceu do Ceará, mas na ocasião da inauguração somente a Assembléia ali se instalou. Adolfo Herbster - Engenheiro arquiteto a quem Fortaleza deve serviços de urbanização, nasceu em Pernambuco em 14 de maio de 1826. Em 1904 a parte térrea do palácio foi ocupada pela Faculdade de Direito que tinha a Biblioteca Pública a seu cargo. De lá saiu em 12 de março de 1938 para sede própria na então Praça da Bandeira, hoje Praça Clóvis Beviláqua, onde ainda se encontra. Quando da instituição do Estado Novo, da ditadura Getúlio Vargas (1937-1945), o prédio recebeu outro uso, pois as casas legislativas foram fechadas; a parte de cima ficou com o Tribunal de Contas e a de baixo no início com a Faculdade de Direito e Biblioteca Pública, depois com o Departamento Administrativo do Ceará (1939) e o Instituto do Ceará com o Museu Antropológico (1939). Com a volta da democracia a Assembléia Legislativa ali se reinstalou. Quando foi construído o atual prédio da Assembléia Legislativa na Avenida Desembargador Moreira (1977), o Palácio Senador Alencar - seu atual nome - ficou desocupado por algum tempo e depois foi ocupado pela Academia Cearense de Letras - ACL e hoje está abrigando o Museu do Ceará (1990). A foto antiga mostra além do prédio da Assembléia, o canto - em primeiro plano - do prédio da "Casa Bordalo" e ao longe a Praça General Tibúrcio. (Créditos – Nirez) - Blog do Borjão

No final da Segunda década do século passado, foi construída a casa que ilustra a foto antiga, era a Vila Quixadá, que ficava na Avenida Santos Dumont nº 1169, construída por Adolfo Quixadá para sua residência. Após alguns anos foi alugada ao governo estadual que a usou como residência do Presidente do Estado. Em 1930 a casa volta às mãos da família Quixadá e nela inaugurava-se, no dia 6 de março o Ginásio São João, dirigido pelo professor César de Adolfo Campelo e que em 1943 passou a ser Colégio São João.Em 1976, o colégio foi vendido para a Organização Farias Brito, mudando o nome para Farias Brito-Aldeota/1. Depois a casa foi vendida e em seguida demolida, sendo levantado no local um novo prédio que abriga hoje um supermercado. (Créditos – Nirez) - Blog do Borjão



Instituto Epitácio Pessoa, na Rua Barão do Rio Branco - Foto de 1930

Praia do Mucuripe - Anos 70
Teatro José de Alencar

Catedral Metropolitana

Beira-mar

Trecho da Travessa Municipal, atual Rua Guilherme Rocha, tendo, à esquerda, o prédio da antiga Intendência.


Sede da antiga Fênix Caixeiral em 1910 -postal colorizado à mão


Rua Major Facundo em 1928, com ângulo de visão na direção do Passeio Público.


O presidente da província do Ceará, Caio Prado (no centro do grupo) e seus amigos

Movimento numa das esquinas da Praça do Ferreira. Década de 30/40

Igreja do Rosário e vista parcial da Praça dos Leões em registro de 1909

Foto dos anos 20, na qual o observador, situado num canto da Praça do Ferreira, está olhando para a Rua Guilherme Rocha


Destroços do quebra-quebra na Avenida Franco Rabelo em 24 de janeiro 1912


Café Java em 1887, berço do movimento Padaria Espiritual


Bondes puxados a burros em 1906



Fonte: Pesquisa na internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário