Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 1 de agosto de 2010

Farol do Mucuripe - O antigo


Foto do Farol do Mucuripe, publicada no Jornal O POVO, em 01/07/1953

Em 17 de agosto de 1826 é aprovado o plano do Farol do Mucuripe, por D. Pedro I, sendo aberto o edital de concorrência a 3 de novembro, mas a construção só se iniciou em 1840. O Farol foi mandado construir, em virtude da lei Nº 60 de 20/10/1838, artigo 5, § 14 e iniciada a construção, no dia 10/5/1840.

O Farol do Mucuripe foi terminado em 17 de novembro de 1846, construído pelos engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo e Luís Manoel de Albuquerque Galvão e do Maquinista Trumbull (Truberel).

Começa a funcionar, em 29 de julho de 1871, o farol giratório do Mucuripe. O farol tem a localização: Latitude sul 3º, 45'10" e longitude oeste de Greenwich 38º,35'9". Sua luz era visível a 24km de distância, piscando a cada minuto. O foco luminoso elevava-se a 33m26, ao nível do preamar e contava com três faroleiros. Sua inauguração teve lugar no dia 29/7/1872, um ano depois. O primeiro faroleiro foi João Rodrigues de Freitas.

No dia 13 de dezembro de 1958 o velho Farol do Mucuripe é desativado em virtude do início do funcionamento do novo Farol, cuja inauguração oficial se deu no dia 15. No ano seguinte, no dia 12 de dezembro, durante a Semana da Marinha, é entregue o antigo Farol do Mucuripe ao Serviço do Patrimônio da União.

Em 25 de junho de 1971, a Capitania dos Portos doa à Prefeitura de Fortaleza, o Farol do Mucuripe, que deverá transformá-lo no Museu do Jangadeiro.

A foto antiga mostra como era o farol desde sua inauguração até a década de 50, reinando solitário entre as dunas.
A foto atual, de Osmar Onofre, o mostra "sufocado" entre casas e casebres, apesar de bem tratado, todo pintadinho, servindo de museu.

"Esse velho Farol entrou em funcionamento aos 17 de novembro de 1846, construído pelos Engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo e Luis Manuel de Albuquerque Galvão, com ajustes práticos do maquinista Trumbull.
Passou esse colossal ícone de aviso aos navegantes a ser giratório, em julho de 1871, chegando sua luz a ser vista em até 24 quilômetros e piscando de minuto em minuto. Quem colocava o farol em funcionamento ao entardecer, denominou-se Faroleiro, sendo o primeiro João Rodrigues de Freitas.
Exatamente no dia 13 de dezembro de 1958 (ano de seca), o velho farol foi aposentado, nascendo no mirante (Morro de Santa Terezinha) um novo Farol. Como existe na Orla Marítima faixa de domínio, também o prédio do Farol, era patrimônio da União. A Marinha do Brasil em 1971 doou a edificação que um dia era luminosa, para a Prefeitura de Fortaleza. Assim nasceu o Museu do Jangadeiro, que já vinha no papel na Gestão Vicente Fialho."    Assis Lima




Crédito: Portal da história do Ceará/Nirez/Assis Lima


8 comentários:

  1. É sempre muito linda, a visão que se tem de um farol!!! O do Mucuripe é uma graça. Pena que, mesmo bem cuidado, o entorno é feio, deveria haver condições melhores para a visitação dos usuários da terra e turistas.

    A Prefeitua perde, não beneficiando um local tão
    privilegiado da "Fortaleza Bela".A homenagem ao Jangadeiro é justa mas, sem funcionar bem, não traz nenhum resultado positivo.

    A visão da 1ª foto eu tinha, quando menina, quando ainda não existia a "Praia do Futuro", de fato, existia só no nome.

    Espero que a amiga já esteja bem!
    Lindo "post"!
    Proveitosa semana que vem!!!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida, estou bem melhor, pelo menos a febre já passou e o mal estar já era, ainda bem!!!
    Obrigada pela preocupação, vc é um amor!:)

    Sobre o farol, tbm concordo que o entorno não ajuda, quem não fica receoso de visitar o farol nessas condições? Eu pelo menos, não tenho coragem de ir, muito menos de levar minha família, infelizmente a realidade é essa, o pobre do farol foi literalmente cercado, não tendo a mínima condição de receber turistas¬¬

    Linda semana e resto de domingo!:D

    ResponderExcluir
  3. Antigamente, ao menos, se via a luz do farol, não haviam os edifífios e aquele movimento, pra lá e pra cá,do farol, ia lonnnnnnnnnge!!!

    Saúde, muita saúde para você, porque saúde é bom
    e nós não queremos passar um dia sem um "post" neste NOBRE "blog"....huahauhuahuah!!!!!!!

    Parabéns, a quantidade de seguidores cresce dia-a-dia!!! Quando eu "aterrisei" aqui, eram 70...vixe, estás poderosa, amiga!
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  4. Que bom mesmo, amiga! rsrs
    É que o fermento são os próprios
    seguidores do blog, o famoso "boca à
    boca", sabe? rsrs

    Pode deixar, se depender de mim, pelo
    menos um post por dia, pretendo colocar,
    sim!

    Beijossssssssss Ah, e já te enviei os
    3 posts do Oliveira Paiva, viu?

    ResponderExcluir
  5. Obrigada, amiga, vou lá conferir. Quero
    mandar pro meu irmão....êle não é blogueiro,
    é anti-net..rsrsr

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. Sei como é rsrs
    Espero que ele goste!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Somos "gêmeos" nesses gostos!!!!
    Vai gostar, com certeza!
    Até!

    ResponderExcluir
  8. Eu moro do lado do farol do mucuripe que hj se chama farol velho.. Por conta d não estar em um bom estado. O guarda que tomava conta do nosso farol não tava sendo pago pela a prefeitura então resovel abandonar depois que ele saiu, invadiram o farol quebraram tudo, pincharam as paredes são todas pinchadas.. Eu como moradora adoraria ver nosso farol reconstruído para que possamos olhar com mas vontade ... Quando olhamos para ele já não e a MSM coisa.. Parece apenas uma parede no meio do nada.. Já não e tão conhecido.. Já não resebi visitas já faz vários anos.. Já não tem aquelas visitas bouas de turistas de antigamente.. A prefeitura nem pra manda reconstruir servi.. Tudo que eu queria era isso.. Que reconstruísse oque temos de mas valor do nosso lado.. O farol do mucuripe.. Muito obrigado bjs
    Ass: Joana Darc

    ResponderExcluir