Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Casa do estudante - CEC [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


sexta-feira, 11 de junho de 2010

Casa do estudante - CEC

ORGULHO DE SER CEQUIANO!!!

"Ser cequiano é fazer parte de ex-morador e morador da Casa do Estudante do Ceará, que fica na Rua Nogueira Acioly, Bairro Meireles, perto do Coração de Fortaleza. Fui morador desta Casa durante 5 anos da minha Juventude. Entrei em junho de 1996 para fazer os mues prepararativos para a UFC. Lá fiz muitas amizades como os estudantes divertidos de Várzea Alegre, amigos como os da Serra Grande. Mas, foi com um amigo de Hidrolândia que fomos irmãos, estudamos muitos. muitas noites até 5 hora da madrugada. Lá tive contatos com o Movimento Estudantil de Fortaleza. Fiz muitas amizades também, em 2000 passo para ser Estudante da Escola Técnica para o Curso de Turismo, naquele momento a Escola passava a ser Centro Federal de Educação (CEFET) e agora é Instituto Federal de Educação. E fiquei morando e estudando para o Vestibular da UFC e Turismo CEFET. Em 2002 passo no Vestibular de Filosofia UFC. Saí para a Residência UFC em 2002... Foi tempos maravilhosos..amigos..amigas..saudades...Jardim, Tabuleiro, Catarina. Milagres, Barbalha, Sobral. Cratéus. Canindé, Juazeiro, Potiretama, Hidrolândia, Ipueiras, Pacujá. e muitas outras cidades do Ceará. estavam lá os estudantes do Ceará. Fomos muitas vezes lutar por melhores condições para a nossa Casa, lembro da nossa ida á Câmara Municipal de Fortaleza e Assembléia do Ceará.. E hoje a História se repete...Até quando vamos ter uma casa independente com recursos próprios... Quero aqui, desejar vida longa a Casa do Estudante do Ceará. Solidariedade...Casa do Estudante Um Direito que se conquista...

CANIDIA como era conhecido por todos cequianos. "


Danúsio Almeida


A Casa do Estudante é um importante equipamento dentro da realidade educacional do Estado. Ela foi fundada em 11 de agosto de 1934 e inaugurada em 11 de agosto de 1958. Sua sede localiza-se à rua Nogueira Acioly. Desde o início de seu funcionamento, a CEC tem prestado relevantes serviços à educação de nosso Estado, abrigando em suas dependências estudantes vindos do interior, oriundos - em sua grande maioria - de famílias carentes.

Pela CEC passaram nomes ilustres de nosso Estado, tais como os deputados Barros Pinho e Raimundo Macêdo e o ex-prefeito Evandro Aires de Moura. O que deveria ser motivo de orgulho para os cearenses é hoje, na verdade, o retrato perfeito da carência educacional da juventude brasileira. A situação da CEC é de total abandono por parte das autoridades estaduais. Os estudantes residentes vivem em situação extremamente precária.

As condições estruturais da CEC são as piores possíveis. Os sistemas hidráulico e elétrico da Casa estão completamente danificados. Não existem funcionários e nem material para fazer a limpeza do local. Deste modo, os estudantes têm de se cotizar para comprar o mínimo necessário, além de articularem escalas de serviços para que eles mesmos realizem estas tarefas. Há ainda necessidade de recuperação e atualização da biblioteca, quadra de esportes, informatização.

Estas condições obrigaram alguns estudantes a regressar às suas cidades de origem por não poderem se manter.Este problema porém não deveria existir. Existe toda uma legislação que obriga as entidades estudantis a repassarem 20% dos valores arrecadados com a emissão de carteiras de estudante para a Casa do Estudante do Ceará. Atualmente, a Lei 7.489, de 30 de dezembro de 1993, que estabelece normas para fiscalização da emissão das carteiras estudantis, em seu artigo 13, é taxativa: "fica assegurada à CEC o repasse de 20% sobre o valor de custo da identidade estudantil dos secundaristas". Esta lei é de autoria do vereador Idalmir Feitosa, com nossa contribuição através de várias emendas, que permitiram garantir os direitos dos estudantes.
Infelizmente, as entidades estudantis não a cumprem. Esses repasses, devidos legalmente, certamente mudariam a situação de penúria em que vivem os moradores daquela casa estudantil.
A Casa do estudante pede socorro. Seriam necessários hoje, dentro dos tristes padrões nos quais vivem a educação cearense, um esforço conjunto - Estado, associações estudantis e mesmo outras entidades da sociedade civil - para viabilizar o funcionamento em condições mínimas da CEC. É o mínimo que se pode fazer em prol da única instituição que se preocupa com o futuro dos alunos do nosso interior.

Dificuldades na Casa do Estudante

Funcionários demitidos, restaurante fechado, racionamento de energia elétrica, falta de dinheiro para pagar as contas. São muitas as dificuldades que enfrenta a casa do estudante por falta de recursos.
75 anos de história, 120 moradores. Todos do interior do estado. A única fonte de renda da casa do estudante vem dos 20% da confecção das carteiras de estudante. A decisão da Prefeitura de revalidar os documentos de alunos da rede pública acabou em prejuízo, segundo o presidente da Casa do Estudante, Daniel Monteiro.
A Prefeitura foi procurada e a resposta não agradou.
A situação ficou tão grave que os estudantes contam que já organizaram apagões para economizar energia elétrica. Demitiram quatro funcionários, o restaurante está fechado desde o começo do ano e a tão sonhada reforma da casa vai ser mais uma vez adiada.
Enquanto isso, os estudantes se revezam nas atividades.
A estudante Zilma Costa, de Juazeiro do Norte, mora na casa há sete anos. Ela disse que não é a primeira vez que o local passa por crises, mas dessa vez é diferente.
Segurança e alimentação são por conta dos estudantes. Cada um por si, mas quem será por todos?
O coordenador, Afonso de Souza, informou que o processo de revalidação das carteiras estudantis do município é um processo irreversível. E que a casa do estudante deve procurar parcerias com outras entidades para aumentar a arrecadação.


Tv verdes mares



Entidade sempre passou por dificuldades

Fundada em 1934, a Casa do Estudante abriga estudantes do Interior do Ceará que não têm família na Capital, nem condição de se sustentar enquanto estão na universidade. Apesar da capacidade para 180 moradores, somente 130 vagas estão ocupadas por conta da escassez de recursos. Segundo o presidente da Casa, doações são raras. Por isso, a administração pretende realizar também campanhas de arrecadação de alimentos.

Durante os último anos, a Casa do Estudante do Ceará ganhou a imagem de ser palco de festas e bebedeira. Mas desde o ano passado, moradores vem mudando esse perfil. Houve a proibição do consumo de bebidas alcoólicas e da realização de festas no ambiente.
Diário do Nordeste

video

video


A casa do estudante completará 76 anos em 2010

O local serve de moradia para adolescentes e jovens vindos do Interior do Estado e abriga 164 estudantes secundaristas e universitários. Para o atual presidente da casa, Daniel Monteiro, a instituição tem prestado um importante serviço à sociedade. Ele lembra que nomes conhecidos da sociedade cearense, como o jornalista Edilmar Norões e o deputado federal Eunício Oliveira, já moraram no local. Ao longo de sua história, a Casa passou por muitas dificuldades para se manter. Atualmente, Daniel Monteiro comemora o funcionamento de um laboratório de informática no local. Mas diz que a instituição precisa de doações de livros para a biblioteca e de ajuda para reformar sua estrutura. Uma exposição, com fotos e documentos do movimento estudantil, abriu as comemorações dos 73 anos em 2007.

Diário do Nordeste

A única fonte de receita da casa vem da confecção da carteira de estudante dos ensinos fundamental e médio de Fortaleza, mas desde o ano passado, a Prefeitura optou por não confeccionar novas carteiras. Por este motivo, o restaurante da casa teve que ser fechado. Apesar das dificuldades, os estudantes tem esperança de que alguma coisa melhore.
Estudar é um direito. Dar abrigo ao estudante, também. A queixa é sempre a mesma: falta de apoio. Junto com Samuel, outros 119 jovens moram na Casa do Estudante. Filhos do interior que largam a família e vem para a capital tentando ser alguém na vida, apostando nos livros. Os pais não vão gostar nada de saber que estão em dificuldades. Falta dinheiro para as despesas básicas. O restaurante está fechado desde maio. Os recursos que vinham de arrecadações com a carteira de estudante foram reduzidos mais da metade. Problema é o que não falta, desde que foi construída a Casa do Estudante.
A idéia é criar a Associação dos Ex-moradores da Casa do Estudante, um antigo sonho. Juntos, a nova e a velha geração da Casa do Estudante.

Tv verdes mares

Casa do estudante terá novo jardim

A Casa do Estudante, terá um novo jardim a ser inaugurado a partir desta sexta-feira (11). No local terão mais de 2.000 mudas de plantas nativas do Ceará – como a carnaúba, coco catolé e a grama gengibre – além de outras árvores do Nordeste e da flora brasileira.

De acordo com o engenheiro agrônomo e doutor da área, José Wilmar da Silveira Neto, o objetivo é preservar a flora cearense. “As pessoas querem decorar jardins com plantas invasoras, de outros países, e esquecem que a flora brasileira, as nossas plantas do Ceará além de deixar um ambiente mais bonito ainda podem dar frutos, como palmeira coco catolé”, diz o engenheiro. De acordo com José Wilmar, a cera da carnaúba, por exemplo, é exportada para outros países a altos custos. Na Alemanha, o quilo da carnaúba pode chegar a R$ 20 mil.

Todo o projeto paisagístico e a doação das plantas foram realizados pela Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização de Fortaleza (Emlurb).

Demais reformas no local

Além da preocupação com o meio ambiente, a Casa do Estudante modernizou todo o espaço dos jardins com 10 novos bancos feitos de marmorite (mármore pedra), 28 jarros de plantas ornamentais e pintura do piso do pátio. A idéia é transformar os jardins num espaço de leitura, lazer e entretenimento.



Monique Oliveira

Créditos: Tv Verdes Mares, Diário do Nordeste e pesquisa na internet

9 comentários:

  1. hola me llamo jorge prudencio mego soy ingeniero mecanico en confecciones textilesahora tengo 34 años llegue de a fortaleza estafado por un empresario textil y quede varado en el terminal rodoviario y gracias a un buen samaritano mi amigo que ofrecio a ayudarme FLAVIO Y SU ESPOSA que tenian un puestito o minitiendita en el terminal fueron los que me ayudaron economicamente y despues me presentaron al presidente de la casa do estudante do ceara MR. CHARLES, que bondadosamente ofrecio las instalaciones de la casa hasta yo poder ver la forma de hacer dinero, a los 2 dias me encuentro con un colega de profesion que cono ci en lima - peru cuando llego a dar clases de perfeccionamiento para mecanicos y de ahi me presento a mucha gente y gracias a DIOS me llevo a una fabrica donde consegui trabajar me paga ban 2000 reales ya que me recomendo mi amigo brasilero JOB TALES que tiene una empresa de servicios para fabricas de confeccion textil no me pude quedar mas tiempo ya que cada 3 meses renovaba mi estadia en fortaleza y tuve que voltar al PERU-LIMA ya que tenia 2 hermosos hijos JORGE Y GABRIEL, ahora son 3 llego mi hermosa bb PERLITA asi que somos una familia de 5 pessoas, bueno en otro momento si se puede le seguire contando otras cosas mas y espero que me entienda por la escritura claro.bye atte JORGE PRUDENCIO MEGO 13 DE SETIEMBRE DEL 2010 .

    ResponderExcluir
  2. Olá Jorge! :)

    Nossa, que história linda!
    Que bom que você conseguiu um
    amigo bondoso que esteve disposto
    a te ajudar e ainda por cima, conseguiu
    abrigo na Casa do Estudante de Fortaleza,
    fico muito feliz por você! :)

    Minha família também são de 5 pessoas,
    eu, meu esposo e minhas três lindas
    filhas.

    Torço que você esteja muito bem agora
    ao lado de seus três tesouros e que
    possa no futuro voltar a Fortaleza
    para passeio com toda a família.

    Felicidades querido e volte mais
    vezes!

    Usei um tradutor, não sei se vai
    conseguir entender alguma coisa rsrs

    --------------°°°----------------

    Hola Jorge!

    Wow, que hermosa historia!
    Me alegro de que tiene un
    buen amigo que estaba dispuesto
    para ayudar a usted y por otra parte, podrían
    bajo la Casa del Estudiante de Fortaleza,
    Estoy muy feliz por ti!

    Mi familia también son de 5 personas
    Yo, mi marido y mis tres hermosos
    hijas.

    Twist de que estás bien ahora
    junto con sus tres tesoros y
    podrá en el futuro regreso a la Fortaleza
    viajar con su familia.

    Saludos querida y viceversa
    veces!
    He usado un traductor, espero que les
    capaz de comprender. lol

    ResponderExcluir
  3. Já morei na casa do estudante e fico feliz em saber que ela ainda resiste, mesmo diante do descaso do poder público! Espero e torço que consigam encontrar uma maneira de sobreviverem com as próprias forças...

    ResponderExcluir
  4. Estou nessa torcida tbm, Vanderley!

    ResponderExcluir
  5. Antonio Elieser.
    peregrino483@gmail.com.
    Olá Leila.
    Devido o pessimo funcionamento dos terminais de onibus de Fortaleza, em particular o de Parangaba. Vim a internete a procura de uma planta ou projeto, ou ainda foto vista de cima desse terminal, gostaria de construir uma maquete do mesmo, será que vc podeme ajudar? Obrigado pela sua preciosa atenção.

    ResponderExcluir
  6. Vou procurar aqui e te mando por e-mail.

    Abraços O/

    ResponderExcluir
  7. Leila, você poderia me disponibilizar essas fotos da Casa do Estudante? Ou até mais fotos se tiver? Faço Arquitetura e Urbanismo e estou fazendo um trabalho de pesquisa sobre a Casa!
    Obrigada desde já!

    julia_jereissati@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, amigos. Estive na CEC em 1994. Lá se vai tempo. Foram bons tempos aqueles em que estava como congressista em Natal, e parei aí, por uns tempos. Conheci um pouco desta cidade linda chamada Fortaleza, abraços. João.

    ResponderExcluir

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: