Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Av. Barão do Rio Branco - Antiga Rua Formosa [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


quarta-feira, 2 de junho de 2010

Av. Barão do Rio Branco - Antiga Rua Formosa


Estamos no meio da rua Formosa hoje Barão do Rio Branco, de costas para o sertão e de frente para o mar. Avista-se o cruzamento com a rua São Paulo. Na foto antiga, do lado esquerdo, vemos, em primeiro plano, uma casa escura, que era residência do tabelião Pamplona, depois Cartório Tabelião Joaquim Feijó de Melo. Funcionou também no mesmo prédio a Tipografia Cearense.

A seguir vem uma casa de drogas de Antônio Gonzaga e outra de Guilherme César da Rocha e ainda uma refinaria de açúcar de José Joaquim Alves Linhares. No sobrado, de Joaquim Paulino Barroso, funcionou o escritório da companhia de bondes. O prédio da esquina era de propriedade do português comendador Francisco Coelho da Fonseca, onde foi também estação telegráfica.

Muitos anos depois ai estiveram entre outros: Banco Francês Brasileiro, Quixadá Tintas nº 1, Audi Promotora de Vendas, União dos Bancos, Edifício Studart, London Bank; Lima & Albuquerque.

Do lado direito existia a movelaria, Monteiro, onde funcionou depois o cinema Rio Branco, Agência do Loyde Brasileiro (ver a bandeira) e o "Rocambole", de Bernardino Plácido. Anos depois funcionaram ali: Planos Técnicos Brasil, "Friolar", Tecidos Bezerra, Banco dos Proprietários, Banco Mercantil de São Paulo, Cimaipinto e na esquina o café América.

No quarteirão seguinte, do mesmo lado, a Casa Villar, o foto Olsen, em outras épocas, a tipografia Carneiro e a Agência Iracema, de Roque Macedo.


Rua formosa - Foto de 1925

A foto mais recente, de Osmar Onofre, já mostra total modificação. Já não existem as casas antigas e nem o edifício Studart, que foi demolido e hoje é um estacionamento para carros, sem teto.

Do lado esquerdo há casas de bingo, Lojas Americanas, Losango promotora de vendas, Unibanco e no quarteirão seguinte a Arca da Aliança. Do lado direito, O BICBanco, o Banco Mercantil de São Paulo - Finasa, um estacionamento e uma casa Miami Bolsas. Destaque no quarteirão seguinte para o hotel Sol, antigo Premier, seguido da loja do Baú da Felicidade. Quase todas as casas comerciais antigas e também as mais modernas desapareceram e estão hoje fechadas.


Crédito: Portal história do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: