Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Praça Paula Pessoa - Mercado São Sebastião [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


segunda-feira, 14 de junho de 2010

Praça Paula Pessoa - Mercado São Sebastião


No dia 18 de abril de 1897 foi inaugurado, na antiga Praça Carolina, o Mercado de ferro destinado à venda de carne fresca - no local onde hoje estão o Palácio do Comércio, a Praça Valdemar Falcão e o Banco do Brasil - O dinheiro para a compra da ferragem foi levantado através de bilhetes de crédito conhecidos popularmente como "borós". Era a administração do intendente Guilherme César da Rocha. O contratante para montagem do mercado foi Álvaro Teixeira de Sousa Mendes. Na época do mercado de ferro a praça chamava-se José de Alencar.
Em 1937 o mercado começou a ser demolido ou desmontado, sendo logo em seguida montado uma parte na Aldeota, que é hoje o Mercado dos Pinhões e a outra metade na Praça Paula Pessoa (Popularmente chamada de Praça São Sebastião), que é o que ilustra estas linhas na foto mais antiga. Referida praça localiza-se em quadrilátero entre a Rua Meton de Alencar, Rua Teresa Cristina, Rua Clarindo de Queiroz e Rua Padre Ibiapina, sendo cortada ao meio pela Rua Padre Mororó.
Após alguns anos, a estrutura metálica tornou-se pequena para atender o comércio da praça Paula Pessoa (Que após a montagem do mercado, passou a ser chamada de Praça São Sebastião, mania do nosso povo de batizar as praças. O mesmo aconteceu com a "Praça da Estação", "Praça dos Leões", "Parque das Crianças"...) e o mercado foi novamente desmontado e levado desta feita para a Aerolândia, onde ainda hoje se encontra, sendo construída na praça Paula Pessoa uma estrutura de alvenaria que foi sendo ampliada ao correr do tempo chegando a mais de quatro blocos.


A primeira foto, a mais antiga, data de 1939, colhida pela Aba Film, mostra a estrutura metálica importada da Europa tendo ao fundo as casas residenciais da época na Rua Clarindo de Queiroz e Dona Teresa ou Teresa Cristina. Percebe-se que o mercado ainda não estava terminado e nem em funcionamento.
A Segunda foto, obtida 50 anos depois (1989), mostra como ficou o mercado após várias reformas ao longo dos anos, sendo construído um novo bloco para determinado tipo de artigo conforme a necessidade surgida.
A terceira foto, dá uma noção completamente diferente do local, pois o local antes ocupado pelo mercado hoje é uma praça e o local antes ocupado pela praça hoje tem sobre ele o atual Mercado São Sebastião.
Na praça existe um estacionamento pago e a rua que vemos por trás é a Teresa Cristina e parte da Clarindo de Queirós. Ao longe vemos a torre da Igreja de São Benedito, a nova, pois a antiga, estilo barroco, foi demolida.
A rua Padre Mororó que cortava a praça foi fechada no quarteirão do mercado. Pena que não se possa fazer uma compra no mercado pela imensa poluição sonora produzida por alto-falantes ali colocados pela administração.



Fotos antigas da praça:

Praça Paula Pessoa.

O fotógrafo está na esquina da Clarindo de Queiroz com a Dona Tereza Cristina. 
Nesse terreno arenoso seria implantado o mercado de ferro que recebeu o nome de Mercado São Sebastião. Essas placas anunciavam que futuramente ali seria um Mercado, pode-se ver material da futura construção. 
A Foto é de aproximadamente de 1939 quando o Mercado de Ferro foi dividido em dois indo uma parte para a Aldeota (Mercado dos Pinhões) e outra para o São Sebastião. O que vemos são blocos de alvenaria que serviram de apoio para colocação do mercado ali, por isso a ausência do Mercado de Ferro ali colocado.
Olhando para o poente, vemos a Igreja de Nossa Senhora das Dores entre as árvores. 
O Mercado de Ferro ainda não havia sido instalado, apenas seus alicerces e no final de 1939 ele foi terminado e inaugurado, depois transferido, em 1968 para a Aerolândia. Arquivo Nirez

Ano da foto: Aproximadamente 1942 a 1944. Praça Paula Pessoa. Estamos na Clarindo de Queiroz olhando na direção da Padre Ibiapina. O mercado São Sebastião, à época, feito de ferro, fazia pouco tempo que havia sido inaugurado e estava justamente à esquerda por trás do fotógrafo. Arquivo Nirez


Fonte: Portal da história do Ceará/ Arquivo Nirez

Um comentário:

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: