Fortaleza Nobre | Resgatando a Fortaleza antiga : Avenida Monsenhor Tabosa - Antiga Rua do Seminário - Parte II [notification_tip][/notification_tip]
Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 10 de junho de 2012

Avenida Monsenhor Tabosa - Antiga Rua do Seminário - Parte II


Fatos Históricos da Rua/Avenida:

Fábrica Miramar - Arquivo Nirez

Essa é a Fábrica MiramarInstalações Industriais de Brasil de Matos & Cia., produtora do Café Sertanejo e do Café Baturité e os carros são da mercearia "A Brasileira", do mesmo proprietário.

"A Fábrica Miramar de Ernesto Brasil de Matos & Cia. ficava na Avenida Monsenhor Tabosa no tempo em que só existiam casas de morada e o Seminário Arquiepiscopal, por volta de 1930. Na época o porto de Fortaleza era a Ponte Metálica." Nirez

Em 1936, a Rua do Seminário muda o nome para Avenida Monsenhor Tabosa, homenagem ao Monsenhor Antônio Tabosa Braga*, falecido em 12 de abril do ano anterior.
Projeto do vereador Valdemar Cabral Caracas (Valdemar Caracas).



Ideal Clube na Av. Monsenhor Tabosa, 1381


Em 30 de julho de 1939, lançamento, às 10h, da pedra fundamental da sede do Ideal Clube, na atual Avenida Monsenhor Tabosa nº 1381, na Praia de Iracema, em prédio projetado pelo arquiteto Sylvio Jaguaribe Ekman.



No dia 15 de agosto de 1950, é inaugurada em Fortaleza, na Avenida Monsenhor Tabosa, nº 1054, uma fábrica da bebida Coca-Cola, da firma Fortaleza Refrigerantes S. A., do Grupo Sérgio Filomeno, a primeira no gênero em nossa Capital.
As pessoas ficavam na grande janela de vidro vendo a máquina de encher e tampar as garrafas.



Fábrica da Coca-Cola na Avenida Monsenhor Tabosa - 1950

Em setembro de 1950, é fundado o Maracatu Az de Espada, por José Orestes Cavalcante e Eli Bessa, no decorrer de uma reunião realizada em uma casa da Altamira - a ladeira da rua João Cordeiro, na Praia de Iracema, entre a Avenida Monsenhor Tabosa e a Avenida Aquidabã (atual Avenida Historiador Raimundo Girão).

No dia 30 de março de 1972, o prefeito Vicente Cavalcante Fialho reúne-se com os secretários Antônio Lemenhe, de Urbanismo; e Amauri de Castro e Silva, do Planejamento; e a professora, Aldaci Nogueira Barbosa Mota (Aldaci Barbosa), da Fundação do Serviço Social, a fim de tratar da formação da equipe que fará os estudos da continuação da Avenida Monsenhor Tabosa até a Barra do Ceará.
Foi o primeiro passo para construção da Avenida Marechal Castelo Branco (Avenida Leste-Oeste).

Em 30 de outubro de 1976, é inaugurada a terceira filial das Casas A Fortaleza, na Avenida Monsenhor Tabosa nºs 1109/11, esquina com Rua Barão de Aracati, propriedade de Salomão Boutala.

A Avenida Monsenhor Tabosa é interditada no dia 22 de agosto de 1992, para obras de melhoramentos visando transformá-la num centro de atração turística.
Foram prometidos melhoramentos no fluxo do tráfego e mehor estacionamento, mas o que se viu foi o estrangulamento da via que tornou-se quase intransitável.
No mesmo ano, em 18 de dezembro, é entregue ao povo de Fortaleza a nova Avenida Monsenhor Tabosa, após completa reforma que a deixou mais estreita e com estacionamentos que dificultam a passagem pela mesma. 

Depois das obras, a avenida ganhou uma nova cara. A rua que era de mão dupla passou a ser de um só sentido. Substituíram o asfalto por calçamento para amenizar o calor e plantaram carnaubeiras que ao balançarem simulam o som da chuva. Daquelas butiques dos anos 70, quase nada restou. Mas, a Monsenhor Tabosa, entrou no século XXI, mantendo o título de passarela da moda do Ceará.

Gif

*Antônio Tabosa Braga, nasceu em Itapipoca, a 19 de dezembro de 1874.  Aos 13 anos, foi estudar no Seminário da Prainha, que também formou o bispo Dom Manuel, seu superior e amigo. Foi incansável na luta pelos mais pobres, tendo dedicado seu trabalho pastoral aos hansenianos. No morro do Croatá (próximo de onde hoje fica o cemitério São João Batista), o padre Tabosa construiu um leprosário. Depois, com apoio do industrial Antônio Diogo de Siqueira, instalou o Leprosário Antônio Diogo, inaugurado em 1928. Sobre ele, escreveu Leonardo Mota, em seu inédito estudo da vida eclesiástica do Ceará: ''Na seca de 1915, se revelou a mais eloquente das vozes que se ergueram a favor dos flagelados''

Parte interna do Seminário da Prainha - Foto de Lizza Bathory

Monsenhor Tabosa morreu em 1935. A avenida batizada com seu nome chamava-se Rua do Seminário, e foi uma das primeiras do antigo bairro da Prainha.


 Fotos da Avenida

A Av. Monsenhor Tabosa hoje - Foto de Paulexpert

Foto Viny321

Foto de Paulo Targino Moreira

Foto de Paulo Targino Moreira

Foto de Rubens Craveiro

A Avenida Monsenhor Tabosa é bem ao estilo de Beverly Hills


Veja a primeira parte AQUI 


Fontes: Livro Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo e Monsenhor Tabosa de Corpo e Alma (Alan Regis Dantas, Iana Susan, Ônica Carvalho, Lucianny Motta, Fernando Falcão e Sâmila Braga)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NOTÍCIAS DA FORTALEZA ANTIGA: