Fortaleza, uma cidade em TrAnSfOrMaÇãO!!!


Blog sobre essa linda cidade, com suas praias maravilhosas, seu povo acolhedor e seus bairros históricos.


domingo, 19 de abril de 2015

Pedro Pereira da Silva Guimarães - A rua Pedro Pereira



"Assume em 08 de abril de 1842, o cargo de Chefe de Polícia 
o jornalista, crítico e político Pedro Pereira da Silva Guimarães."

Em 22 de março de 1882, a Rua São Bernardo passa a chamar-se Rua do Dr. Pedro Pereira. Atualmente é somente Rua Pedro Pereira. Mas, quem foi o homem que dá nome a rua?

Pedro Pereira da Silva Guimarães - Bacharel em Direito pela Academia de Olinda, na qual se matriculou em 1833, nasceu em Aracati a 29 de Junho de 1814 e foram seus pais João Pereira da Silva Guimarães, português, e Anna Rodrigues Pereira, Aracatiense.
Formado a 21 de Novembro de 1837, veio para Fortaleza associando-se logo a redação do 16 de Dezembro. No ano seguinte fundou O Popular, que acabou pelo quebramento do prelo, e de 1841 a 55 escreveu no Pedro II, notando-se entre as muitas publicações suas a serie das engraçadas Cartas de Braz Pitorra a sua sobrinha Ignez Sensata, sendo que o tempo ainda lhe sobrava para redigir o periódico O Periquito (1846), que tanto combateu e ridicularizou a administração Vasconcelos. Publicou n'O Comercial (1855) os Alforges, folhetins muito jocosos. Mas incontestavelmente foi O Sol (1856) a mais exuberante manifestação de seu gênio de critico e polemista.


Revista Trimensal do Instituto do Ceará - 1898

Jornal O Cearense - 1847

Jornal Pedro II - 1847

Além dos trabalhos da imprensa, publicou o Vademeco dos Poetas ou coleção de sonetos jocosos, esquisitos, curiosos e burlescos, extraídos de vários autores. Outras obras que publicou: O Sortilégio Pueril, A Cartilha de Meus Filhos, O Passa Tempo divertido e O Nome Pedro, obra em 2 volumes, dedicada ao Imperador e de que se ocupou Antonio Feliciano de Castilho no seu Almanaque Geral.


No ano de 1850, um cearense de ARACATI - deputado Pedro Pereira da Silva Guimarães, enfrentava a oposição da Câmara Federal apresentando um projeto em favor da abolição. Surgiram depois diversos movimentos abolicionistas, entre os quais a "SOCIEDADE CEARENSE LIBERTADORA" - Sandro Barreto Guimarães (Aracati em Foco)

Jornal Pedro II - 1850

Foi promotor público de Fortaleza (Decreto de 11 de Abril de 1839), juiz municipal e de órfãos de Fortaleza (Decreto de 23 de Janeiro de 1843) e dos termos de Vigia e Cintra na província do Pará (Decreto de 14 de Outubro de 1845), e professor de geometria no Liceu do Ceará, em cujo salão nobre está o seu retrato juntamente com os dos seus colegas de magistério ali.

Jornal Pedro II 

Jornal Pedro II - 1852

Representante de sua terra como Deputado, prestou ao país relevantes serviços sobretudo com os seus projetos de 1850 e 1852 estatuindo no Brasil a liberdade do ventre e a emancipação progressiva dos escravos, projetos que imortalizam sua memória.

Jornal Pedro II - 1852 
Clique para ampliar

Jornal Pedro II - 1852 

"Em 1856, Pedro Pereira inicia a publicação de O Sol, jornal literário,
político e crítico que circulou até 1865 e foi ressuscitado em 1876 por João Brígido."


Faleceu a 13 de Abril de 1876.
Sei que deixou vários inéditos, que se perderam por incúria de pessoa da família.
Sobre Pedro Pereira há um estudo biográfico devido a pena do Dr. Álvaro de Alencar.
A Revista do Instituto do Ceará, 1906, traz a serie dos seus discursos no Parlamento sobre a liberdade dos escravos, com uma introdução pelo Barão de Vasconcelos.

Ao lado: Jornal O Sol de 1856

A propósito da publicação feita pela Revista leia-se um belo artigo do Dr. Vieira Fazenda estampado n'A Noticia, Rio de Janeiro, nº de 10 de Outubro de 1906.
Pedro Pereira era irmão do Padre Vicente Pereira da Silva Guimarães, mestre de cerimonias do Sólio Episcopal no tempo do bispo de Pernambuco D. João da Purificação Marques Perdigão.
Pedro Pereira d'Aguiar (Dr.) —Tendo-se bacharelado em ciências e letras no Liceu de Fortaleza, transportou-se para o Rio de Janeiro, cuja Faculdade Médica frequentou.

Jornal Libertador - 1881

Jornal Libertador - 1881
Clique para ampliar

Sua Tese de doutorado, sustentada a 4 de Maio de 1909, versou sobre Higiene em campanha.
Faz parte do Centro Medico Cearense.

Fonte: Dicionário Bio-bibliográfico Cearense - Barão de Studart

Jornal Libertador - 1881

Jornal Gazeta do Norte 1882

Jornal Libertador - 1884
Clique para ampliar

A rua Pedro Pereira - Fatos Históricos


 24/12/1854 - Inaugura-se a Igreja de São Bernardo, na esquina da Rua Senador Pompeu com Rua Pedro Pereira, construída pelo engenheiro militar Bernardo José de Melo.



Ao lado: Jornal Libertador - 1884

 22/03/1882 - A Rua São Bernardo passa a chamar-se Rua do Dr. Pedro Pereira, homenagem a Pedro Pereira da Silva Guimarães, o primeiro deputado que apresentou na Câmara o projeto de emancipação do ventre escravo. Atualmente é somente Rua Pedro Pereira.

Mudança no nome da rua S. Bernardo - Jornal Gazeta do Norte 1882



Jornal Gazeta do Norte - 17 de janeiro de 1889

 1900 - O coronel Francisco Filomeno Ferreira Gomes, adquire uma fábrica de cigarros a Teodósio Freire, que ficava na Rua Pedro Pereira, e transforma-a na Fábrica Iracema de Cigarros, da firma Gomes & Reishofer, na Praça do Ferreira nº 11. Depois mudou, em 1914, a razão social para Philomeno Gomes & Filhos e em 01/05/1924, para Beleza & Garcez, quando já estava no Jacarecanga, desde 1920.


Jornal Gazeta do Norte 1883


Ao lado: Jornal Libertador - Quinta-Feira 5 de abril de 1888

 07/08/1902 - Inaugura-se, em Fortaleza, o Externato Colombo, tendo à frente os professores Valente de Andrade, Francisco Gonçalves e José Vieira.
Ficava na Rua Municipal (Guilherme Rocha) nº 5 (antigo), mas logo se mudou para a esquina da Rua Floriano Peixoto com Rua Pedro Pereira.

Em 1904 mudou-se novamente, desta feita para a Rua 24 de Maio nº 92, esquina com Rua São Paulo, mesmo local onde estivera o Colégio Nossa Senhora de Lourdes, de Ana Bilhar.
Fechou as portas em 1913.
 01/12/1912 - Irrompe, violento incêndio no prédio sede em Fortaleza da Inspetoria de Obras Contra as Secas - IOCS (hoje Departamento Nacional de Obras Contra as Secas - DNOCS), Palacete do coronel Carvalho Mota, na esquina da Rua General Sampaio com Rua Pedro Pereira, destruindo dezenas de importantes documentos e projetos.
O incêndio foi considerado criminoso havendo várias prisões de funcionários e engenheiros.


Palacete Carvalho Mota

 01/06/1927 - A Comissão de Febre Amarela muda-se, do prédio da Rua Pedro I, para a Rua São Bernardo nº 105 (hoje Rua Pedro Pereira). 

 02/02/1928 - Após reforma, às 7h, é reinaugurada a Igreja São Bernardo, na Rua Senador Pompeu, esquina com Rua São Bernardo (Rua Pedro Pereira).

Revista da Academia Cearense - 1900

 Fevereiro de 1933 - Aberta em Fortaleza A Princesa, mercearia de primeira ordem, na Rua Major Facundo nº 756, esquina com Rua Pedro Pereira, de Carlos Soares.
 27/06/1933 - Inaugurada, à noite, a leiteria A Holandesa, na esquina da Rua Floriano Peixoto com Rua Pedro Pereira.
 1935 - O português Manuel da Silva Praça estabelece-se com a Padaria Globo, na Rua Padre Mororó nº 1155, esquina com Rua Pedro Pereira

Padaria Globo


Foto ao lado: Século - 1883


 17/10/1937 - lançada a pedra fundamental do Palacete Iracema, propriedade do Clube Iracema, em terreno entre a Rua General Bezerril nº 751, Rua Pedro Pereira, Rua do Rosário e Rua Monsenhor Luís Rocha, na Praça dos Voluntários. Depois foi vendido à Prefeitura Municipal que lá esteve por muitos anos como Paço Municipal. Hoje funciona no local a Secretaria de Finanças da Prefeitura.

Palacete Iracema
 07/02/1938 - Fundado por Antônio Filgueiras Lima e Paulo Sarasate Ferreira Lopes, o Instituto Lourenço Filho (depois Colégio Lourenço Filho), funcionando em prédio na Rua Floriano Peixoto nº 963, entre a Rua Pedro Pereira e Rua Pedro I. Hoje é Faculdade e fica na Rua Barão do Rio Branco esquina com Avenida Domingos Olímpio.

Revista do Instituto do Ceará - 1937
 25/03/1939 - Com a presença do Interventor Federal no Ceará, Francisco de Menezes Pimentel, o vespertino O Nordeste, órgão da Arquidiocese de Fortaleza, inaugura seu novo edifício na esquina da Rua General Bezerril com Rua Pedro Pereira, próximo à Praça dos Voluntários, em frente ao Parque da Independência, hoje Parque da Liberdade.
A bênção do edifício e das oficinas coube ao arcebispo de Fortaleza, Dom Manuel da Silva Gomes.
Usaram da palavra Manuel Antônio de Andrade Furtado, redator-chefe, e o jornalista Hugo Vitor Guimarães, que falou em nome da Associação Cearense de Imprensa.
O prédio ainda existe, mas ocupado por uma loja.
O Nordeste volta a circular neste dia, pela primeira vez, depois de 22/12/1938.

A Onda - 1883
 07/07/1942 - O Quartel General da 3ª Brigada de Infantaria - 3ª Bda I, passa a funcionar em prédio da Rua Pedro Pereira nº 461, esquina com a Rua Major Facundo, sendo o primeiro comandante, o coronel Pedro Penedo Pedra.
 17/09/1942 - Criada, pelo Decreto-Lei nº 4.706, a 10ª Região Militar com sede em Fortaleza, abrangendo além do Ceará, os estados do Piauí e Maranhão.
As tropas da 7ª Região Militar localizadas nos três estados passaram para a 10ª RM.
Sua instalação se deu no dia 25/01/1943 em prédio na esquina da Rua Pedro Pereira com Rua Major Facundo.
Seu primeiro comandante foi o general de brigada Francisco Gil Castelo Branco que, por encontrar-se em Fernando de Noronha, só assumiu em março.
Ficou sob o comando interino do coronel João Felipe Bandeira de Melo.

Calçamento da rua Pedro Pereira - Jornal Libertador - 1882

 07/05/1943 - Inicia-se a mudança do Quartel General da 10ª Região Militar do prédio da esquina da Rua Pedro I com Rua Floriano Peixoto, para prédio na esquina da Rua General Sampaio com Rua Pedro Pereira nº 461.
 18/05/1943 - Inaugurada, em Fortaleza, a Estação de Radiotelegrafia da 10ª Região Militar, no novo prédio na Rua Pedro Pereira nº 461.

 09/08/1943 - Fundado, em Fortaleza, o Instituto Brasil-Estados Unidos - IBEU, no Palácio do Comércio e instalado em 25 de novembro do mesmo ano.
Faziam parte da sua primeira diretoria Edgar Cavalcante de Arruda (Edgar de Arruda), Omar O'Grady, Jorge Moreira da Rocha, tenente P. Wandsworth, José Ramos Torres de Melo e Fausto Augusto Borges Cabral (Fausto Cabral).
Sua sede ficava na esquina da Rua João Moreira com Rua Barão do Rio Branco.
Em novembro de 1945, mudou-se para prédio na esquina da Rua General Sampaio nº 849 com Avenida Duque de Caxias; em 04/07/1951, foi para prédio na esquina da Rua Pedro Pereira nº 258, com Rua Floriano Peixoto (
antiga residência de Alfredo Lopes); em 21/04/1956, passou para prédio próprio na Rua Solon Pinheiro nº 58.
Hoje tem filial na Rua Nogueira Acióli nº 801, na Aldeota.

Almanaque do Ceará - 1898

Almanaque do Ceará - 1899

 17/01/1945 - Incêndio destrói a Casa Primor, mercearia no cruzamento da Rua Pedro Pereira nº 433, com Rua Barão do Rio Branco nº 1280, do comerciante Rômulo Vasconcelos.
 20/12/1947 - Entregue à Prefeitura Municipal de Fortaleza, o Palacete Iracema, recém adquirido ao Clube Iracema, pela Municipalidade, na gestão do prefeito José Leite Maranhão, entre a Rua Pedro Pereira, Rua do Rosário, Rua General Bezerril nº 751 e Rua Monsenhor Luís Rocha, ao lado da Praça dos Voluntários.

Correio da Assembleia Provincial - 1839

 17/12/1948 - Inicia-se a mudança do quartel da 10ª Região Militar, da Rua Pedro Pereira nº 461, esquina com Rua General Sampaio, para o quartel antes ocupado pelo 23º Batalhão de Caçadores - 23BC, na Avenida Alberto Nepomuceno, esquina com Rua Dr. João Moreira. A 10ª Região Militar - 10ª RM, permanece até hoje no local.
 06/01/1949 - A 10ª Região Militar termina a mudança, do prédio da Rua General Sampaio esquina com Pedro Pereira nº 461, para o antigo quartel, prédio onde esteve o 9º Batalhão e o 23º Batalhão de Caçadores - 23BC, anexo à Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção na Avenida Alberto Nepomuceno.
 07/07/1952 - Realiza-se exame das propostas à concorrência para construção da sede do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Comerciários - IAPC (Edifício Arara), na Rua Pedro Pereira, entre Rua Major Facundo e Rua Barão do Rio Branco. Participaram as firmas Valdir Diogo, Luciano Pamplona, N. Studart Leitão e Imobiliária José Gentil, sendo vencedora a proposta de Luciano Pamplona.

Prédio do IAPC na Pedro Pereira - Assis Lima

 18/10/1953 - Lançamento da pedra fundamental do edifício do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Comerciários - IAPC, na Rua Pedro Pereira entre a Rua Major Facundo e a Rua Barão do Rio Branco, conhecido depois como Edifício Arara, pelas cores berrantes de sua pintura.
 09/05/1955 - Fundada em Fortaleza a Farmácia Holanda, da Organização Farmacêutica Vasconcelos & Bezerra, em prédio na Rua Barão do Rio Branco esquina com Rua Pedro Pereira, em frente ao prédio do IAPC (Edifício Arara). No início do Século XX houve uma homônima. O local depois foi ocupado pelo BEC dos peixinhos.

BEC dos peixinhos, na esquina da rua Pedro Pereira com Barão do Rio Branco em Foto de 1973

 29/01/1956 - Inaugura-se o prédio do Instituto de Aposentadoria e Pensão dos Comerciários - IAPC no Edifício Arara.
 28/12/1971 - Com a presença do governador César Cals de Oliveira Filho, o presidente Evandro Ayres de Moura lança a pedra fundamental da nova sede do Banco do Estado do Ceará - BEC, que ficará na esquina da Rua Pedro Pereira com Rua Barão do Rio Branco.
Em 22 de junho de 1973, às 18 horas o Banco do Estado do Ceará - BEC inaugura seu novo prédio sede, no dia em que completava 9 anos de atividades.
O prédio, que ficou conhecido como "BEC dos peixinhos", é uma obra do arquiteto José Neudson Bandeira Braga (Neudson Braga), com cálculos do engenheiro Luciano Ribeiro Pamplona (Luciano Pamplona) e execução da Construtora Waldyr Diogo Ltda.
 08/03/1985 - Inaugurado o Museu das Secas, em prédio na esquina da Rua General Sampaio com Rua Pedro Pereira nº 683/741, tentativa tardia do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas - DNOCS, de reunir seu antigo acervo. Só restavam o prédio (Palacete Carvalho Mota), um teodolito e fotografias ampliadas do Arquivo Nirez.


Créditos: Portal da História do Ceará, Gildácio Sá, Cronologia Ilustrada de Fortaleza de Miguel Ângelo de Azevedo, Biblioteca Nacional Online, Arquivo Nirez

Nenhum comentário:

Postar um comentário